• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-104255
Documento
Autor
Nome completo
Joaquim Bento de Souza Ferreira Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1988
Orientador
Título em português
A política de sementes do Governo do Estado de São Paulo
Palavras-chave em português
POLÍTICA AGRÍCOLA
SEMENTES
Resumo em português
Como parte do projeto "Estudo Nacional de Sementes", do convenio FINEP/FEALQ, o objetivo deste trabalho é avaliar a política de produção de sementes da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo - SAA-SP - com ênfase na racionalidade econômica que fundamenta sua configuração atual, sua importância para a agricultura paulista bem como para a empresa privada de produção de sementes no Estado. O estudo contempla as sete principais espécies de sementes produzidas pela SAA-SP, a saber: algodão, milho, soja, arroz, trigo, feijão e amendoim. Após uma breve revisão sobre as teorias que tratam das mudanças tecnológicas, procedeu-se a uma análise da evolução histórica do sistema, com ênfase em dados disponíveis de produção, vendas e preços de sementes pela SAA-SP e pelas empresas privadas do setor. Constatou- se que a SAA-SP ainda domina o mercado paulista de sementes de arroz, amendoim e feijão. Em seguida, foi feita uma avaliação sobre o caráter deficitário ou superavitário espécies estudadas dentro do Fundo Especial de Despesa do Departamento de Sementes, Mudas e Matrizes- DSMM, da SAA-SP. Para tanto, desenvolveu-se um modelo simples de imputação de custos às diversas contas. Verificou-se que algodão e arroz são contas com tendências superavitárias, enquanto amendoim, trigo e soja apresentam-se com tendências deficitárias. Feijão e milho híbrido não apresentam tendência definida. Finalmente, procedeu-se a uma avaliação econométrica das funções de demanda por sementes da SAA-SP estudadas, no Estado de São Paulo. Foram encontrados valores de elasticidade preço da demanda menores que a unidade para as sementes de algodão, arroz e trigo, e superiores a um para sementes de soja e milho híbrido, tanto a curto quanto a longo prazo. Problemas nos dados não permitiram a estimação das funções correspondentes para feijão e amendoim. Os resultados sugerem que as sementes de algodão são fontes de recursos para a política de subsídios da SAA-SP aos preços de sementes de outras espécies. A despeito deste fato, os resultados sugerem ainda que a SAA-SP não explora totalmente seu poder de monopólio no mercado de sementes de algodão do Estado de São Paulo.
Título em inglês
The seed policy of the Govern of São Paulo State
Resumo em inglês
As part of the project “Estudo Nacional de Sementes” (Seed Sector Analisys) covenant Finep/Fealq/Esalq, this study deals with an evaluation of the seed production policy of the Secretaria da Agricultura e Abastecimento of São Paulo state-SAA-SP with enfasys in its economic rationality. The seven main species of seeds produced by SAA-SP cotton, maize, soybean, rice, beans, wheat and peanuts - are covered in this study. After a brief review of theories about technological change, a detailed analisys of its historic evolution was made with enfasys on quantitative data on seed production, prices and sales by SAA-SP and private firms. It was verified that SAA-SP still predominate on São Paulo markets for rice, peanuts and soybean seeds. A simple model for cost imputation to each seed was developed. The results indicated that cotton and rice presented superavitary accounts, while peanuts, wheat and soybean presented deficitary ones. Beans and hybrid corn showed undefined trends. Finally, econometric models of the SAA-SP seed demand functions in São Paulo state were estimated. Price elasticities values lower than one were found for the demand for cotton, rice and wheat seeds. Values grater than one were found for soybean and hybrid corn, both in the short and in the long run. The estimation of those functions for peanuts and beans were not possible due to problems with the data. Results suggest that cotton seeds are the source of resources to the subsidy policy of SAA-SP to seeds of other species. However, results also suggest that SAA-SP do not fully exploit its monopoly power in the cotton seed market of São Paulo state.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.