• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-163650
Documento
Autor
Nombre completo
Ricardo Cotta Ferreira
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1998
Director
Título en portugués
Competitividade do sistema agroindustrial suinícola brasileiro
Palabras clave en portugués
CARNE SUÍNA
COMPETITIVIDADE INDUSTRIAL
SISTEMA AGROINDUSTRIAL
Resumen en portugués
Apesar da carne suína ser a proteína animal mais consumida mundialmente, no Brasil, a história é um pouco diferente. Mesmo apresentando aparentes vantagens comparativas em nível internacional, a produção e o consumo nacional permanecem estagnados há vários anos. A partir desta problemática de visível falta de competitividade, tentou-se identificar os gargalos econômicos no sistema e sugerir mudanças a fim de reverter esta situação. Identificou-se que é na comercialização que se centralizam os influenciadores negativos do sistema, podendo estes serem subdivididos em relação ao preço-ou-não da carne suína. Para justificar a hipótese referente à questão não-preço, buscou-se na Nova Economia Institucional, com respaldo teórico de análise das relações contratuais entre produtores e indústrias. Já com a referência à questão preço, a teoria de margens de comercialização conseguiu suprir com eficiência os questionamentos. Chegou-se à conclusão de que alguns ajustes deveriam ser feitos nos arranjos contratuais entre produtores e indústrias a fim de melhorar a coordenação do sistema, minimizando custos de transação e ganhando competitividade. Provou-se que, devido à diversificação dos modos de criação e perfil dos produtores nas diversas regiões brasileiras, o ativo suíno apresenta-se mais específico em determinadas localidades do que em outras. Com a carência de abatedouros de suínos no Estado do Mato Grosso, a solução encontrada para aqueles produtores foi integrarem-se verticalmente, unindo-se e fazendo seus próprios frigoríficos. Para os atuais praticantes do livre mercado, concentrados na Região Sudeste, algum tipo de contrato de longo prazo de fornecimento de cevados terminados seria justificável para minimizar as oscilações mercadológicas. Por outro lado, observou-se que o sistema de "quase-integração" praticado no sul do país deveria perder um pouco sua rigidez por ser de elevado custo para as empresas e de pouca autonomia para os produtores. No que tange á questão relativa aos preços, verificou-se que estes são sempre mais elevados para a carne suína se comparada com suas duas concorrentes mais próximas (bovina e de frango). Quando feitos os cálculos das margens de comercialização, observou-se que o problema encontra-se no setor varejista. Mesmo sabendo que a maior parte das margens é determinada nesta fase, verificou-se que comparativamente esta se apresenta em um patamar bastante superior ao das outras carnes, assim contribuindo para justificar a referida estagnação de consumo. Outros problemas no sistema foram identificados e citados no texto, mas acredita-se que, em se tratando de questões econômicas, as duas hipóteses destacadas são as mais relevantes. Espera-se ainda que esta dissertação possa contribuir para uma melhor compreensão destes entraves, além de auxiliar os agentes atuantes no setor a encontrarem alternativas para melhorar a competitividade do sistema agroindustrial suinícola nacional.
Título en inglés
Competitiveness in the swine agroindustrial system in Brazil
Resumen en inglés
Although pork is the most consumed animal protein source around the globe, in Brazil things are different. Even bearing clear comparative advantages at international level; national production and consumption rates have remained stalled for many years. ln addressing this problem of lack of competition, we tried to identify the bottlenecks in the system and suggest changes in order to overturn this picture. The system is being negatively influenced by both the price and the non-price issues related to this type of meat. In the part of New Economic Institution called Transaction Cost Economic we gathered enough theoretical backing from the analysis of contract relationships between producers and the industry to explain the hypothesis regarding the non-price issue. Now, regarding the price issue, the theory of Marketing Margins was fully capable of providing answers to our questions. We then concluded that the contracts between producers and industry should be trimmed in order to improve the system coordination, thus reducing the transaction cost and gaining competition advantages. It has been proved that due to the wide diversity in breeding modes and producer' s profiles in the many brazilian regions, the swine asset can be more specific for some areas than in others. Due to the lack of pig slaughterhouses in the State of Mato Grosso, the producers there have gathered themselves vertically integrated. For the current players in the free market, clustered in the southeastern region of the country, some kind of long-term supply contract of finished barley would be accepted in order to minimize the market variances. From the other hand, we have observed that the "almost integration" system used in the south of Brazil may lose its obduracy for accruing high cost to the companies and reducing the autonomy of the producers. ln regards of the price issue, we have ascertained that marketing margins is always higher for pork when compared to the two closest competitors (beef and poultry). When we calculated the marketing margins, we have noticed that the problem lies more in the retail business. Even knowing that the large majority of the margins are set at this stage, we have seen that, comparatively, it is kept in a much higher ground than the others are, thus contributing to explain the aforementioned stagnation in its consumption. Other problems in the system were diagnosed and mentioned throughout the text. However, we believe that regarding economic issues the two highlighted aforementioned hypothesis are of the utmost importance. We also hope that this paper may contribute somehow to fulfilling its aim in improving the competition capability of the national swine system.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-12-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.