• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-174948
Documento
Autor
Nome completo
Cassiana Navarrete Néris
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2001
Orientador
Título em português
Evolução e rentabilidade econômica do reflorestamento em pequenos e médios imóveis rurais: os casos de Minas Gerais, São Paulo e Paraná
Palavras-chave em português
IMÓVEIS RURAIS
INCENTIVO FLORESTAL
REFLORESTAMENTO
RENTABILIDADE
Resumo em português
O presente trabalho analisa a evolução do reflorestamento em pequenos e médios imóveis rurais, avaliando os impactos de programas públicos e privados sobre esses reflorestamentos. Considerou-se como casos em estudo os Estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraná que possuem expressivas experiências em programas de estímulo a esse tipo de atividade. Para tanto, foram utilizados os dados disponíveis na literatura existente e entrevistas com técnicos da área. Inicialmente, analisa-se os programas públicos e privados de incentivo ao reflorestamento em pequenos e médios imóveis rurais que ocorreram e ainda ocorrem nos Estados em questão, ressaltando suas diferenças e resultados. Conhecidos os programas implantados, procura-se averiguar a importância dos diferentes segmentos na promoção do fomento florestal nos três Estados. Conclui-se que em Minas Gerais a iniciativa privada e o Governo Estadual são bastante atuantes no fomento florestal. No Estado do Paraná, existe grande concentração no Poder Estadual, através do Instituto Ambiental do Paraná, das atividades voltadas ao fomento do reflorestamento em pequenos e médios imóveis rurais. Em São Paulo é a sociedade civil (através das Associações de Reposição Florestal) que promove o reflorestamento junto a pequenos e médios imóveis rurais. Além disso, em São Paulo e no Paraná as empresas de papel e celulose estimulam o plantio de florestas em pequenos e médios imóveis rurais, enquanto em Minas Gerais são as empresas siderúrgicas que se destacam no fomento privado. Diante desse cenário, é analisada a evolução do reflorestamento nos pequenos e médios imóveis rurais. Constata-se que, entre os anos de 1970 e 1995, existe o crescimento do estoque de área reflorestada nas pequenas e médias propriedades rurais nos Estados de Minas Gerais e Paraná e o decréscimo no Estado de São Paulo. Isto demonstra que a sistemática adotada em Minas Gerais e no Paraná para estímulo do reflorestamento em pequenas e médias propriedades rurais têm tido maior eficácia do que a sistemática adotada em São Paulo. Em seguida, é realizada a análise de rentabilidade econômica de projetos de reflorestamento com eucalipto sob condições representativas dos cenários dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais. Conclui-se que os projetos são economicamente viáveis à taxa de juros de até 7% ao ano no Paraná e de até 10% ao ano em São Paulo. Os únicos projetos considerados viáveis até a taxa de juros de 20% ao ano ocorrem em Minas Gerais. A doação de mudas nos programas de fomento florestal é responsável pelo aumento de 8,3% na rentabilidade dos projetos no Estado do Paraná e de 6,8% no Estado de São Paulo. No Estado de Minas Gerais, a doação de mudas e insumos é responsável pelo aumento de 43,88% ou de 52,19% na rentabilidade dos projetos segundo o esquema de compra da madeira estabelecido entre o fazendeiro e a empresa fomentadora. O trabalho termina por sugerir que os programas de fomento florestal não devem apenas basear-se na doação de mudas, mas também garantir maior integração entre os produtores e os compradores de madeira. Também sugere novas linhas de pesquisa que podem gerar subsídios para a redefinição ou elaboração de futuros programas de incentivo ao reflorestamento em pequenos e médios imóveis rurais.
Título em inglês
The evolution and economics results of reforestation in small and medium farms: the study cases of Minas Gerais, São Paulo and Paraná states
Resumo em inglês
The purpose of this dissertation is to analyze the evolution of reforestation in small and medium farms, evaluating the impacts of public and private programs over these reforestation. For that, the experiences of Minas Gerais, São Paulo and Paraná states were taken for analyzing because those states have had great success in that kind of program. This study makes use of information that are available in specialized biography as well as those obtained from interviews made with people who work in that activity. This dissertation followed three stages. First, public and private programs drawn to stimulate the reforestation in small and medium farms, in the past and currently, were analyzed. In that analysis, outcomes and differences among those programs are pointed out. In the state of Minas Gerais, private sector and State Government have actively stimulated the forest development. In the state of Paraná, a huge concentration of decisions and actions are under state administration, especially through the Paraná's Environment Institute. The latter organizes activities driven to stimulate the reforestation in small and medium farms. Otherwise, in the state of São Paulo, civil organizations - especially the Forest Restoration Associations – have been fostering the reforestation in small and medium farms. On the one hand, pulp and paper companies are the most important enterprises to encourage the reforestation in small and medium farms in São Paulo and Paraná states. On the other hand, in the state of Minas Gerais that job has been developed by steel makers. The second stage of this dissertation was to analyze the evolution of reforested area stocks in small and medium farms. In Paraná and Minas Gerais states there were increases in that variable value between 1970 and 1995, but in the state of São Paulo it has been decreased. That outcome proves that the policies adopted by Minas Gerais and Paraná states had more efficacy than the one implemented by the state of São Paulo in order to foster the reforestation in small and medium farms. The third stage of this dissertation was to make an economic evaluation of the impacts of those state programs over the profits made in reforestation projects. For that, representative cases of eucalyptus reforestation in Paraná, São Paulo and Minas Gerais states were taken into account. It was concIuded that reforestation projects were economicaIly viable up to 7% APR (annual percentage interest rate) in the state of Paraná and until 10% APR in the state of São Paulo. In the state of Minas Gerais, reforestation projects using eucalyptus were viable until 20% APR. The grants of seedling in forest development program can rise 8.3% and 6.8% the profits of reforestation projects in Paraná and São Paulo states, respectively. Otherwise, the grants of seedling and agricultural inputs answered by 43.88% or 52.19% of increase in reforestation profit in the state of Minas Gerais. The latter depends on the scheme established between farmers and enterprises in relation to the wood marketing. Finally, this dissertation suggests, on the one hand, that reforestation development programs need not only to grant seedlings, but also to create larger relationship between sellers and buyers of wood. On the other hand, this dissertation suggests news subjects that can be analyzed in order to generate new information, which can improve reforestation development programs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.