• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2019.tde-20191220-134157
Documento
Autor
Nome completo
Roberto Serpa Dias
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1998
Orientador
Título em português
Mudança tecnológica e viés de produção na agropecuária brasileira - 1970 a 1985
Palavras-chave em português
INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS
MODERNIZAÇÃO DA AGROPECUÁRIA
PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA
Resumo em português
Este estudo teve como objetivo principal investigar os efeitos da mudança tecnológica - entendida como a inovação que gera redução dos custos, dados os níveis de produto e preços dos fatores - sobre a composição da produção agropecuária e os efeitos desta mudança da pauta agropecuária sobre o uso dos fatores de produção utilizados na agropecuária brasileira entre 1970 e 1985. A fim de atingir o objetivo acima proposto, estimou-se um sistema de equações composto por uma equação de custo total multiprodutos/multifatores, na forma translogarítmica, e duas equações de parcelas de custo dos fatores de produção da agropecuária brasileira, utilizando dados dos Censos Agropecuários de 1970, 1975, 1980 e 1985. A partir das estimativas dos coeficientes das funções supra citadas, obteve-se os valores dos viéses de mudança tecnológica na produção e no uso de fatores na agropecuária brasileira. A análise dos resultados encontrados apontou para a ocorrência de um viés de mudança tecnológica em direção à produção animal durante toda a década de 70 e em direção à produção vegetal no período de 1980/85. Para todo o período em análise ( 1970/85) o viés de mudança tecnológica foi em direção à produção vegetal. Isto implicou na ocorrência de viés de mudança tecnológica, no espaço dos insumos, utilizadores de trabalho e capital e poupadores de terra, na agropecuária brasileira, no período entre 1970/85. Reconhecendo que esses resultados podem ser distintos entre as regiões do Brasil, estimou-se, também, esses viéses para duas regiões selecionadas do País, a saber: uma região desenvolvida (formada pelos estados das regiões Sul e Sudeste) e uma região de fronteira (composta pelos estados das regiões Norte e Centro-Oeste), estratificadas segundo 3 grupos de área total (pequenos, médios e grandes produtores). Os resultados apontam, geralmente, para um viés de mudança tecnológica direcionado à produção animal nos estratos pequeno e grande e direcionado à produção vegetal no estrato intermediário na região desenvolvida; e um viés direcionado à produção vegetal, em todos os estratos, na região de fronteira. Finalmente, procurou-se comparar neste estudo as taxas de progresso tecnológico, para a agricultura brasileira, obtidas através do método econométrico e via enfoque dos números índices. Através do primeiro método, a taxa obtida foi de 4,36% ao ano, enquanto que no segundo método obteve-se uma taxa de 3, 92% ao ano, no período compreendido entre 1970 e 1985.
Título em inglês
Technological change and output bias in the brazilian agriculture - from 1970 to 1985
Resumo em inglês
This study investigates the effects of the technological change on the Brazilian agricultural output mix from 1970 to 1985, and also investigates how changes in the output composition affected relative factor uses. The multi-product and multi-input translog (or translog joint) cost function has been utilized. The system of equations is composed by a multiproduct translog cost function and two cost share equations of the factors. The source of data are the Brazilian Agricultural Census in 1970, 1975, 1980 and 1985. Starting from the estimates of the coefficients of the functions above, it was obtained the values of the output bias of technological change and factor biases on the Brazilian agriculture. The main findings of the empirical analysis are: technological change biased toward animal production during 70' s, and toward vegetable production from 1980 to 1985, and also in the total period of analysis (1970/85). This implied that technological change was biased toward labor-using, capital-using and land-saving technology in the Brazilian agriculture, from 1970 to 1985. Furthermore, the biases for two selected regions of the country was estimated. The two selected areas are: a developed area (formed by the states of the South and Southeast regions) and a border area (composed by the states of North and Centerwest regions). In this case, the producers were divided in three categories: small, medium and large producers. Generally, it has been observed a bias of technological change toward animal production in the small and in the large one cases, and toward vegetable production in the medium category, in the developed region; and toward vegetable production in all three categories, in the border region. Finally, the progress technological rates obtained through econometric and index numbers methods, for the Brazilian agriculture, were compared. Through the first method, the rate found was 4.36% a year, while in the second method it was obtained a rate of 3. 92% a year, from 1970 to 1985.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DiasRobertoSerpa.pdf (12.76 Mbytes)
Data de Publicação
2019-12-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.