• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2020.tde-20200111-125759
Documento
Autor
Nombre completo
Luiz Artur Clemente da Silva
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1996
Director
Título en portugués
A função de produção da agropecuária brasileira: diferenças regionais e evolução no período 1975-1985
Palabras clave en portugués
AGROPECUÁRIA
FUNÇÃO DE PRODUÇÃO
Resumen en portugués
Esta pesquisa teve como principal objetivo verificar a contribuição dos fatores de produção na agropecuária brasileira, em 1975, 1980 e 1985, através de funções de produção tipos Cobb-Douglas e Ulveling-Fletcher. Especificamente, estimaram-se funções de produção para a agropecuária brasileira, como um todo, e para quatro regiões. Os dados básicos constam dos Censos Agropecuários de 1975, 1980 e 1985, dos Censos Demográficos de 1970 e 1980, e de tabulações especiais do Censo Agropecuário de 1985. As funções de produção foram ajustadas a dados de 300 microrregiões homogêneas (MRH) que compõem as regiões Nordeste, Sudeste (exclusive São Paulo), São Paulo e a região Sul. A variável dependente usada nos ajustamentos foi o valor bruto da produção (VP) em cada MRH, e como variáveis explanatórias, mão-de-obra (EH), área com lavouras (AL), área com pastagens (AP), área com matas (AM), capital em culturas (CC), capital em animais (CA), valor das instalações e outras benfeitorias, máquinas e instrumentos agrários (VI), despesas com adubos e corretivos (DA), despesas com animais (DM), outras despesas (OD), grau de escolaridade (ESC1), grau de urbanização (URB), e preço da terra (PRT). Com base nos resultados obtidos, pode-se observar que os fatores de produção que contribuíram mais intensivamente na determinação do valor da produção agropecuária das 300 MRH foram, em 1985, mão-de-obra, outras despesas, preço da terra e área de lavouras; em 1980, mão-de-obra, capital em animais, outras despesas e preço da terra; e, em 1975, outras despesas, mão-de-obra, capital em animais e área de lavouras. Entre os fatores de produção incluídos nos modelos, a mão-de-obra agregada (EH) e suas formas decompostas EHF (mão-de-obra familiar) e EHA (mão-de-obra assalariada) se constituíram nos fatores mais importantes na formação do valor da produção. Seus coeficientes de elasticidade foram sempre positivos e altamente significativos em todos os modelos ajustados para os três anos, vindo em seguida capital em animais, preço da terra e área de lavouras. Ao se analisar as produtividades marginais dos fatores, observou-se que aqueles que correspondem a capital fixo (CC, CA e VI) apresentaram baixa produtividade marginal por cruzeiro investido, não correspondendo, portanto, ao valor da amortização e aos juros sobre o capital empatado. Os fatores de produção que correspondem a capital circulante (DA, DM e OD) apresentaram, em sua grande maioria, produtividade marginal maior que 1, que pode ser considerada boa. Os ajustamentos das funções de produção regionais foram altamente significativos ao nível de 5% de significância, porém, apresentaram sérios problemas de multicolinearidade. Constatou-se, também, que a produtividade marginal da mão-de-obra assalariada no estado de São Paulo é aproximadamente 2,2 vezes a do Nordeste, 3,9 vezes a do Sudeste, e 1,2 vez a da região Sul. Isto, se deve, certamente, ao elevado grau de mecanização e uso de insumos modernos da agricultura paulista. Verificou-se, também, que a agricultura brasileira, como um todo, apresentou mudança tecnológica entre 1975 e 1985, e retornos constantes à escala em 1975, 1980 e 1985. Finalmente, constatou-se que os ajustamentos através do modelo Ulveling-Fletcher foram muito bons, porém, não diferem dos obtidos através do modelo Cobb-Douglas no que se refere à qualidade dos ajustamentos e à significância e sinais dos parâmetros estimados. Porém, o modelo Ulveling-Fletcher permitiu verificar que o coeficiente de elasticidade da área de lavouras é afetado positivamente pelo preço da terra e pela urbanização, e que a elasticidade da mão-de-obra é influenciada pelo grau de escolaridade média nas microrregiões.
Título en inglés
The production function of the Brazilian agriculture: regional differences and evolution from 1975 to 1985
Resumen en inglés
The main objective of this study was to verify the contribution of the factors of production in the Brazilian agriculture in 1975, 1980 and 1985, using Cobb-Douglas and Ulveling-Fletcher type production functions. Specifically, the aggregated production functions for the Brazilian agriculture and four from its regions were estimated. The data used came from the 1975, 1980 and 1985 agricultural censuses; the 1970 and 1980 demographic censuses; and, special tables of the 1985 agricultural census. The observations are 300 homogeneus microregions integrating the Northeast, Southeast (without the state of São Paulo), the state of São Paulo and Southern regions of the country. The value of agricultural gross product (VP) was the dependent variable of the functions. The explanatory variables were: labor (EH), cropping land (AL), pasture land (AP), land under forests (AM), capital in culture (CC), capital in livestock (CA), value of installations and other constructions, machinery and agricultural equipments (VI), expenditure with fertilizers and correctives (DA), expenditure with livestocks (DM), other expenditures (OD), literacy rate (ESC1), urbanization (URB) and land price (PRT). The results obtained indicate that the production factors which contributed the most for the determination of the gross product value in 1985 were: labor, other expenditures, land price and cropping land. In 1980, the main production factors were: labor, capital in livestock and other expenditures. Finally, in 1975, other expenditures, labor, capital in livestock and cropping land were the most important production factors. Among the production factors included in the models, aggregated labor (EH) as well as its desagregated forms, EHF (family labor) and EHA (hired labor), became the most important ones in the formation of gross product value. Their coefficients of elasticity were allways positive and highly significant for all the models adjusted over the three years. They were followed by capital in livestock, land price and cropping land, in decreasing order of importance. A low marginal productivity per invested cruzeiro was found for fixed capital (CC, CA and VI). Those values were not high enough to compensate for depreciation and services on invested capital. On the contrary, the production factors corresponding to operating capital (DA, DM and OD) presented marginal productivities greater than one in most cases. The production functions estimated for the regions were highly significant at the 5 percent level. However, they presented serious multicolinearity problems. It was also found that the marginal productivity of hired labor in the State of São Paulo is approximately 2,2 times larger than the one for the Northeast region, 3,9 times that of Southeast region and close to 1,2 that the of Southern region. This fact is due to the high degree of mechanization and the use of modern inputs in São Paulo's agriculture. It was also determined that the aggregated Brazilian agriculture showed technical change between 1975 and 1985, as well as constant returns to scale in 1975, 1980 and 1985. Finally, it was observed that Ulveling-Fletcher fitted models very well, but their goodness of fit was not different from that of the Cobb-Douglas models. However, the Ulveling-Fletcher model permited to verify that the elasticity of cropping land is positively affected by land price and by urbanization. In addition, the elasticity of labor is affected by the average literacy rate in the microregions.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-01-11
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.