• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1981.tde-20210918-202628
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Roberto Beskow
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1981
Orientador
Título em português
Evolução e situação atual da economia do arroz no Rio Grande do Sul
Palavras-chave em português
ARROZ
ECONOMIA AGRÍCOLA
RIO GRANDE DO SUL
Resumo em português
A investigação consiste na análise da formação, evolução e situação atual da economia arrozeira do RS, especialmente da sua agricultura. A formação da rizicultura gaúcha é analisada como parte integrante do processo mais geral de formação da agricultura comercial de alimentos a nível do mercado nacional. É analisada como um caso típico de substituição de importações agrícolas, ocorrido em função de uma política tarifária de penalização das importações de arroz de procedência estrangeira. Dentro deste contexto são analisados os seguintes fatores, todos associados ao desenvolvimento inicial da grande produção de arroz no RS: expansão do mercado consumidor e intermediador de arroz na cidade do Rio de Janeiro; organização político-econômica das classes proprietárias com interesses na economia arrozeira gaúcha; existência de capital, força de trabalho, recursos naturais e infraestrutura para transporte de carga a longa distância e nos níveis exigidos pela grande produção irrigada de arroz; possibilidade e interesse da pecuária desenvolvida em grandes propriedades associar-se à rizicultura sob a forma do arrendamento capitalista; e importância do mercado internacional como comprador eventual da produção gaúcha sem condições de absorção pelo mercado interno. O desenvolvimento da lavoura de arroz gaúcha, desde a sua implantação no início deste século até a sua conjuntura atual, é analisado a partir das inter-relações que estabelece com a dinâmica dos movimentos dominantes na economia nacional. O estudo discute os efeitos mais significativos das formas como se estruturaram os distintos padrões de reprodução e acumulação de capital a nível nacional sobre a produção de bens de consumo assalariado, mais especificamente sobre a produção de arroz do RS. Nesta discussão, é realçada a importância do Sindicato Arrozeiro do RS, posteriormente Instituto Rio-Grandense do Arroz (IRGA), na articulação, estruturação e defesa dos interesses dominantes da economia arrozeira gaúcha. Na discussão da situação atual da economia arrozeira gaúcha·, faz-se uma análise comparativa com a rizicultura dos demais estados maiores produtores de arroz do país, destacando-se as especificidades da organização fortemente capitalista daquela em contraposição às destas regiões. São discutidos os diversos aspectos significativos da forma de organização típica da rizicultura do RS - a do arrendamento capitalista, destacando-se os seguintes: a natureza das formas assumidas por este tipo de arrendamento, estruturado a partir do trabalho agrícola assalariado cujo excedente é apropriado e distribuído entre as classes proprietárias de terra e do capital aplicado neste ramo da produção rural; os determinantes, tanto ao nível da produção de arroz como das várias políticas governamentais voltadas para este setor, da sua lucratividade; as características do sistema de irrigação; a evolução das fontes do financiamento público e privado à rizicultura e suas relações com o capital comercial-beneficiador voltado ao beneficiamento e comercialização do arroz; as fases e natureza da mecanização das várias etapas do processo produtivo da rizicultura; e a composição da sua força de trabalho. Também discute-se, em suas linhas gerais, o processo de comercialização e beneficiamento do arroz, destacando-se as possíveis razões do predomínio de empresas privadas nestas atividades. Finalmente, conclui-se que não houve transmissão dos aumentos observados na produtividade física e do trabalho no cultivo de arroz para preços reais mais reduzidos ao nível do consumidor, observando-se, por outro lado, que a evolução destes preços reais se aproxima da tendência geral dos indicadores de preços mais usados, admitindo-se que a dinâmica deste ramo da produção de bens-salário não tem criado obstáculos ao processo de reprodução e acumulação de capital na economia nacional.
Título em inglês
Growth and current position of the rice economy of Rio Grande do Sul, Brasil
Resumo em inglês
The paper provides an analysis of the origin, growth and current position of the rice economy of Rio Grande do Sul and of rice growing in particular. The establishment of rice growing in Rio Grande do Sul is treated as an integral part of the more general process of development of commercial food farming at the national market level. It is considered as a typical case of imported agricultural produce replacement as a result of a Customs policy that penalized imported rice. Within this context, the paper analyzes the following factors, all of which are associated with the early development of large-scale rice production in Rio Grande do Sul: expansion of the consumer market and wholesale market for rice in the city of Rio de Janeiro; the political and economic organization of the landowning classes with interests in rice-growing in Rio Grande do Sul; the availability of capital, labor, natural resources and infrastructure for long-distance transportation as required by the increased output from irrigated rice-growing; the possibility and interest on the part of ranchers raising cattle on large areas in becoming associated with rice-growing through capitalist leasing of the land; and the importance of the international market as a possible purchaser of surplus rice produced by Rio Grande do Sul. The development of rice growing in Rio Grande do Sul, since its establishment in the beginning of the century to the present, is examined in terms of its interrelationship with the major cycles of the Brazilian economy. The paper discusses the most significant effects of the specific patterns of capitalist reproduction and accumulation that developed in Brazil on a national level on the production of consumer goods and specifically on the production of rice in Rio Grande do Sul. This discussion shows the importance of the Rio Grande do Sul Ricegrowers Association, and later of the Rio Grande Rice Institute (IRGA), in organizing, structuring and safeguarding the dominant interests in the local rice economy. In discussing the current situation in Rio Grande do Sul?s rice economy, a comparison is made with rice growing in the major rice-producing areas of Brazil, underlining the strongly capitalist features of rice growing in Rio Grande do Sul as compared with other States. A number of significant features of the typical organization found in rice growing in Rio Grande do Sul - capitalist leasing - are discussed, with emphasis on the following: the different forms in which this type of leasing exists, based on wage-earning labor whose surplus is appropriated and distributed to the owners of the land and capital investors; the factors determining profitability, in terms of the economics of rice-growing and of different government policies affecting the sector; the characteristics of the irrigation system; the development of private and public sources of financing for rice growing and their relationship with trade and industrial capital in rice processing and marketing; the phases and kind of mechanization in the various stages of the production process; and the composition of the labor force. In addition, the processing and marketing process is discussed in general terms, including the possible reasons for the predominance of private companies in these activities. Finally, it is concluded that the observed increases in physical and labor productivity in rice growing were not passed on to the consumer in the form of lower real prices whose growth, in actually fact, closely followed the general trend of the commonly used price indicators, it being assumed that the dynamics of this branch of wage-goods production did not raise any barriers against capital reproduction and accumulation in the national economy.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
BeskowPauloRoberto.pdf (11.86 Mbytes)
Data de Publicação
2021-09-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.