• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1980.tde-20220207-175728
Documento
Autor
Nome completo
Clayton Campanhola
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1980
Orientador
Título em português
Percepção de radiações ionizantes por insetos
Palavras-chave em português
INSETOS
RADIAÇÃO IONIZANTE
RADIOSSENSIBILIDADE
Resumo em português
Com este trabalho procurou-se constatar a existência de percepção de radiações ionizantes por insetos e esclarecer sobre o mecanismo através do qual ela se processa. Outro objetivo é averiguar se a percepção induz a um afastamento dos insetos da fonte radioativa, evidenciando uma proteção aos danos causados pelas radiações ionizantes, ou se o estímulo de comportamento é similar àquele provocado por radiações luminosas. Como fontes de radiações gama utilizou-se o 60Co e o 241Am, estando a fonte de 60Co com 0,435 mCi e a de 241 Am com 99,68 mCi de atividade. Os insetos adultos das espécies Acanthoscelides obtectus (Say, 1831), Zabrotes subfasciatus (Boh., 1833), Callosobruchus analis (Fabr., 1775), Sitophilus oryzae (L., 1763), Ephestia cautela (Walker, 1864), Tribolium castaneum ( Herbst, 1797), Ceratitis capitata (Wied., 1824) e operárias de Atta bisphaerica Forel, 1908 e Camponotus rufipes (Fabr., 1775) foram utilizados nos seguintes tratamentos: exposição às radiações do 60Co e 241Am e ausência de exposição (testemunha). Os insetos, num total de aproximadamente 50 por repetição, foram liberados na região central de uma arena de madeira branco opaco dividida em 3 setores de mesma área, com 60,0 cm de diâmetro e 7,5 cm de altura, coberta com telado de náilon. Efetuaram-se 5 repetições por trata menta e a distribuição dos insetos foi avaliada por meio de fotografias tiradas a 15, 30, 45 e 60 minutos após a soltura. As espécies Zabrotes subfasciatus (Boh., 1833), Acanthoscelides obtectus (Say, 1831), Callosobruchus analis (Fabr., 1775), Tribolium castaneum ( Herbst, 1797), Camponotus rufipes (Fabr., 1775), Ceratitis capitata (Wied., 1824), Atta bisphaerica Forel, 1908 não apresentaram respostas comportamentais passíveis de generalizações em relação as radiações gama do 241Am e 60. Porém, as espécies Sitophilus oryzae (L., 1763) e Ephestia cautela (Walker, 1864) apresentaram alguma resposta às radiações gama do 241Am, a qual foi da mesma natureza que a provocada pela luz, ou seja, tatismo negativo. Concluiu-se que as radiações ionizantes podem ser detectadas pelos insetos ou por estimulo visual direto, ou por estímulo visual através de produção de radiações Cerenkov, resultantes da interação das radiações com outro componente ocular, de maior índice de refração que a água. E também que, na percepção de radiações ionizantes pelos insetos, a atividade da fonte radioativa foi relevante em comparação com a energia das radiações emitidas pela mesma ou, em outros termos, o que importa é a dose absorvida de radiações.
Título em inglês
Not available
Resumo em inglês
The objective of the present work was to prove the existence of a perception for ionizing radiation by insects and determine its processing mechanism. Another objective was to check if such perception induces the insects to keep away from the radiation source, proving therefore a protection against the harms caused by ionizing radiation, or else the stimulus for such behaviour is similar to that caused by light radiations. 60Co e o 241Am, were used as gamma radiation sources, the 60Co source of 0,435 mCi and the 241Am com 99,68 mCi activity. Adult insects of the species Acanthoscelides obtectus (Say, 1831), Zabrotes subfasciatus (Boh., 1833), Callosobruchus analis (Fabr., 1775), Sitophilus oryzae (L., 1763), Ephestia cautela (Walker, 1864), Tribolium castaneum ( Herbst, 1797), Ceratitis capitata (Wied., 1824) and workers of Atta bisphaerica Forel, 1908 and Camponotus rufipes (Fabr., 1775) were used with the following treatments: exposure to 60Co e 241Am radiation and non-exposure (control). A total of approximately 50 insects per replication was released in the central region of an opaque white wooden barrier divided into 3 sections with the same area - 60.0 cm diameter and 7. 5 cm height - covered with a nylon screen. 5 replications per treatment were made and the distribution of the insects was evaluated by photographs taken at 15, 30, 45 and 60 minutes after release. The behaviour of species Zabrotes subfasciatus (Boh., 1833), Acanthoscelides obtectus (Say, 1831), Callosobruchus analis (Fabr., 1775), Tribolium castaneum ( Herbst, 1797), Camponotus rufipes (Fabr., 1775), Ceratitis capitata (Wied., 1824), Atta bisphaerica Forel, 1908 in relation to 60Co and 241Am gamma radiation were not responsive enough to lead to generalization. However, Sitophilus oryzae (L., 1763) e Ephestia cautela (Walker, 1864) showed some response to 241Am gamma radiation, i.e. negative tactism. It was concluded that ionizing radiations can be detected by insects through direct visual stimulus or by visual s timulus resulting from interaction of radiation - Cerenkov radiation - with some other occular component with a refraction index greater than water. Also, the activity of the radioactive source with regard to perception for ionizing radiation, is of relevance in comparison with the energy of the radiation emitted by same, or in other words, what real ly matters is the radiation dose absorbed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CampanholaClayton.pdf (6.11 Mbytes)
Data de Publicação
2022-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.