• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2014.tde-04022014-111855
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Rafael Pinto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2013
Orientador
Banca examinadora
Pascholati, Sergio Florentino (Presidente)
Cia, Patricia
Rezende, Jorge Alberto Marques
Título em português
Taxtomina A no controle dos vírus do mosaico do pepino e do mosaico amarelo em abobrinha de moita e da podridão mole (Rhizopus stolonifer) em uva
Palavras-chave em português
Rhizopus stolonifer
CMV
Controle alternativo
Fitotoxinas
ZYMV
Resumo em português
Existe uma crescente demanda por alternativas de controle de doenças para se reduzir o uso do controle químico, como por exemplo, o estudo da indução de resistência em plantas, através de fitotoxinas como a taxtomina A e outras substâncias. O vírus do mosaico do pepino (Cucumber mosaic virus - CMV) e o vírus do mosaico amarelo da abobrinha (Zucchini yellow mosaic virus - ZYMV) têm causado grandes prejuízos em culturas importantes, assim como o fungo Rhizopus stolonifer, que pode atacar diversos hospedeiros. Este trabalho foi conduzido com o objetivo de se avaliar os efeitos do uso da taxtomina A como indutor de resistência em plantas. Como resultado preliminar a produção de taxtomina A pode ser aumentada utilizando-se como fonte de inóculo amostra de uma cultura liquida pré-estabelecida de Streptomyces scabies. Foram testados a aspersão de taxtomina A em plantas de abobrinha de moita, para se avaliar a proteção contras os vírus CMV e ZYMV. Também foi aspergida taxtomina A em bagas de uva "Itália" para se avaliar o desenvolvimento da podridão pós-colheita causada por R. stolonifer. As plantas de abobrinha de moita, mantidas em casa de vegetação, tratadas com taxtomina A não apresentaram sintomas de mosaico característico do CMV. O teste ELISA apresentou resultados negativos indicando a não presença de partículas virais em níveis detectáveis nas plantas. Com relação ao ZYMV, a taxtomina A não foi capaz de controlar o desenvolvimento da doença, pois apareceram sintomas em todas as plantas. A taxtomina A apresentou efeito in vitro sobre R. stolonifer retardando o crescimento do fungo principalmente nas duas maiores concentrações usadas. Porém, a aplicação de taxtomina A não foi capaz de proteger as bagas de uva contra o patógeno. Finalizando a taxtomina A foi capaz de controlar em 100% a incidência de CMV em abobrinha, porém não foi capaz de controlar o ZYMV em abobrinha e a podridão nas uvas causada por R. stolonifer.
Título em inglês
Thaxtomin A on the control of Cucumber mosaic virus (CMV) and Zucchini yellow mosaic virus (ZYMV) on zucchini squash and the rot (Rhizopus stolonifer) on grapes
Palavras-chave em inglês
Cucurbita pepo
Vitis vinifera
Alternative control
CMV
Phytotoxins
ZYMV
Resumo em inglês
There is an increasing demand for alternative control of diseases to reduce the use of chemical control, for example the induced resistance studies on plants with phytotoxins like thaxtomin A and other substances. The Cucumber mosaic virus (CMV) and the Zucchini yellow mosaic virus (ZYMV) cause a lot of losses on important crops and also the fungus Rhizopus stolonifer that can cause disease in different hosts. This work was carried out to evaluate the use of thaxtomin A to induce resistance. Thus, as a preliminary result, the thaxtomin A production could be increased by using as inoculum an established Streptomyces scabies liquid culture. It was tested the spraying of thaxtomin A on zucchini plants to evaluate the protection against the viruses CMV e ZYMV. On the other hand, grape berries cv "Italia" were also sprayed with thaxtomin A to evaluate the development of the postharvest rot caused by R. stolonifer. The zucchini plants were maintained in the greenhouse and the treatment with thaxtomin A inhibited mosaic symptom development by the CMV. The ELISA test showed negative results indicating that there was no detectable virus particles inside the plants. The thaxtomin A was not able to control the ZYMV development since all plants exhibited symptoms. The thaxtomin A showed in vitro control of R. stolonifer as it reduced the fungal growing at the two highest concentrations used. However, the thaxtomin A was not able to control the postharvest rot in grapes. Finally, the thaxtomin A was able of controlling 100% of the incidence of CMV on zucchini plants, but was not able of controlling ZYMV in zucchini and the grape berrie rot caused by R. stolonifer.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Luiz_Rafael_Pinto.pdf (1.15 Mbytes)
Data de Publicação
2014-02-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.