• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Ederaldo José Chiavegato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1988
Orientador
Título em português
Produção de bacteriocinas por diferentes isolados e raças fisiológicas de Xanthomonas campestris pv. Malvacearum (E. F. Smith, 1901) DYE, 1978
Palavras-chave em português
ALGODÃO
ANTIBIÓTICOS
MANCHA ANGULAR
Resumo em português
No presente trabalho, foi investigada a produção de bacteriocinas por diferentes isolados e raças fisiológicas de Xanthomonas campestris PV. Malvacearum (E. F. Smith, 1901) DYE. Isolados provenientes de várias localidades, diferiram entre si quanto à capacidade de produção e à sensibilidade as bacteriocinas, tanto a nível de raças ou de isolados, como em relação à origem desses isolados. Consequentemente, foi impossível a caracterização destes em grupos por tipos de bacteriocinas. De acordo com os resultados obtidos, as bacteriocinas produzidas são termoestáveis a 79°C por 15 minutos. Foi observado que 55% dos isolados produziram bacteriocinas contra os demais, quando testados em meio de cultura BDA. Em Agar-Nutriente a produção foi inibida. Paralelamente aos estudos de produção de bacteriocinas, foram feitas observações a respeito da variabilidade patogênica de Xanthomonas campestris PV. Malvacearum . Foram detectadas as raças fisiológicas 3, 7, 13, 17, 18 e 19 com base nas reações de patogenicidade apresentadas pelo grupo de linhagens diferenciais de algodoeiro. Todas essas raças foram observadas no Estado de São Paulo. A raça 18 foi detectada em amostras provenientes de todos os outros Estados produtores de algodão na Zona Meridional do Brasil (Paraná, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul), porém, nessas regiões foi observada ocorrência menos generalizada das demais raças
Título em inglês
Production of bacteriocins by different isolates and physiologic races of Xanthomonas campestris pv. Malvacearum (E. F. Smith, 1901) DYE, 1978
Resumo em inglês
The production of bacteriocins by different isolates and physiologic races of Xanthomonas campestris PV. Malvacearum (E. F. Smith, 1901) Dye was investigated. Isolates coming from several localities differed as bacteriocins productors and to the sensibility to such substances. Differences were also observed among races as well as according the geographic origin. Characterization and grouping of the isolates by the type of bacteriocins produced was not possible. The bacteriocins were thermostable at 79°C for minutes. The results showed that 55% of the isolates produced bacteriocins against the others, when tested in PDA medium. Bacteriocin production was inhibited in Nutrient-Agar. Observations concerning the variability of Xanthomonas campestris pv. Malvacearumwere made. Physiologic races 3, 7, 13, 17, 18 and 19 were detected on the basis of reactions exhibited by the group of cotton lines generally recognized as differentials. All those races were observed in São Paulo state, Brazil. Race 18 was detected also in samples collected in the other cotton producing meridional states of Brazil (Paraná, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás and Mato Grosso do Sul); however, a less generalized ocorrence was observed for the other races in the same states
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.