• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Lilian Maria Arruda Bacchi
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1988
Orientador
Título em português
Desenvolvimento ectomicorrízico em mudas de Eucalyptus grandis e Eucalyptus urophylla inoculadas com Pisolithus tinctorius em um viveiro comercial
Palavras-chave em português
EUCALIPTO
FUNGOS MICORRÍZICOS
INOCULAÇÃO
MUDAS
VIVEIROS FLORESTAIS
Resumo em português
Mudas de Eucalyptus grandis e E. urophylla foram inoculadas com o fungo Pisolithus tinctorius. As mudas foram produzidas em tubetes, contendo uma mistura de vermiculita e turfa, e receberam as práticas culturais de um viveiro comercial. O inóculo constou de micélio do fungo crescendo sobre vermiculita/turfa umedecida com meio MMN. Não foi observada a formação de ectomicorrizas típicas, e embora com tendência a maior crescimento, as mudas inoculadas não apresentaram desenvolvimento significativamente superior. Plantas de E. uroplylla apresentaram maior percentagem de raízes com manto do que mudas de E. grandis. Mudas de E. grandis com 45 e 75 dias foram inoculadas com suspensão de fragmentos de micélio, e conduzidas em viveiro comercial. As mudas inoculadas com 45 dias mostraram maior percentagem de raízes com manto fúngico, constituído por hifas com grampo-conexão. Não foi observado aumento significativo no crescimento de mudas com a inoculação. Amostras de mudas de E. grandis retiradas do mesmo viveiro não apresentaram indícios de infecção ectomicorrízica aos 30, 60 e 90 dias de idade. A viabilidade da suspensão de fragmentos de micélio foi confirmada em meio-de-cultura. Os dois isolados de P. tinctorius, usados no presente trabalho, se mostraram capazes de formar ectomicorriza em condições axênicas.
Título em inglês
Ectomycorrhizal development of Eucalyptus grandis and Eucalyptus urophylla seedlings inoculated with Pisolithus tinctorius under nursery conditions
Resumo em inglês
Seedlings of Eucalyptus grandis and E. urophylla were inoculated with P. tinctorius. They were grown in containers with vermiculite + peat mixture, receiving the routine nursery treatment. The ectomycorrhizal fungus inoculum was prepared in a mixture of vermiculite and peat moss moistened with MMN solution. There was no typical ectomycorrhizal formation and significant effects on plant growth. However, it could be observed in inoculated seedlings a tendency for an increase in growth. Plant of E. uroplylla showed a higher percentage of roots with fungal mantle compared to E. grandis. Forty five day-old seedlings of E. grandis inoculated with triturated mycelium showed higher percentage of roots with fungal mantle than the control. It was not observed any significant increase of growth of inoculated plants. A sample of seedlings taken from a commercial nursery showed no ectomycorrhizal development on the E. grandis seedlings. The viability of triturated mycelium was confirmed by plating it on MMN. The two isolates of P. tinctorius used in this study showed capacity to form ectomycorrhizal on eucalypt seedlings under axenic conditions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.