• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Paulo Sérgio Bevilaqua de Albuquerque
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1993
Director
Título en portugués
Mycosphaerella musicola: produção de conídios in vitro; sensibilidade a fungicidas e avaliação da resistência em mudas de cultivares de bananeira (Musa spp)
Palabras clave en portugués
BANANA
FUNGICIDAS
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
MAL-DE-SIGATOKA
Resumen en portugués
Os objetivos deste trabalho foram desenvolver técnicas que permitissem a produção in vitro de conídios de Mycosphaerella musicola, verificar in vitro a sensibilidade de isolados de M. musicola a fungicidas e avaliar, em condição de casa-de-vegetação, a resistência de cultivares de banana ao mal-de-Sigatoka. Foram utilizados isolados de M. musicola procedentes do estado de São Paulo. Os isolamentos foram feitos a partir de conídios, sendo em seguida realizadas várias sub-culturas, para se obter colônias do fungo com produção estável de conídios. Alta produção in vitro de conídios de M. musicola foi obtida quando se utilizou meio V8 (com 14, 21 e 28 dias de incubação) e meio de soja (com 14 dias de incubação), sob regime de luz contínua e 25° C. Diferentes capacidades de produção in vitro de conídios, foi verificada entre os isolados de M. musicola, sendo que o isolado de Piracicaba foi superior aos demais. Todos os isolados de M. musicola apresentaram sensibilidade in vitro aos fungicidas propiconazole, triadimenol e benomyl. Nos isolados de Piracicaba e São Simão, foram detectados mutantes do fungo resistentes aos fungicidas propiconazole e triadimenol. Entretanto, estes mutantes não foram patogênicos. Inoculações realizadas em mudas de bananeira cv nanicão, sob condições de casa-de-vegetação, demonstraram que as concentrações de conídios de M. musicola exerceram influência sobre o período de incubação, latência e severidade do mal-de-Sigatoka. Mudas da cv nanicão com 3 e 6 meses de idade, apresentaram reações semelhantes para período de incubação e severidade do mal-de-Sigatoka. No entanto, o período de latência da doença maior nas mudas mais foi velhas. Foi possível determinar os níveis de resistência ao mal-de-Sigatoka, das cv de banana Mysore (resistente), prata (susceptível) e nanicão (susceptível), quando se inocularam mudas de 4 meses de idade com suspensões de conídios (5 X 105 conídios /ml) sob condições de casa-de-vegetação. Como parâmetros para as avaliações foram utilizados o número de lesões, área foliar infectada, período de incubação e latência da doença.
Título en inglés
Mycosphaerella musicola: in vitro conidial production; sensibility to fungicides and resistance evaluation in young plants of banana (Musa spp.) cultivars
Resumen en inglés
The objectives of this study were: to develop techniques for the in vitro production of Mycosphaerella musicola conidia; to observe the in vitro sensibility of M. musicola isolates to fungicides and to evaluate, under greenhouse conditions, the resistance of banana cultivars to the black Sigatoka disease. Four isolates of M. musicola from different localities in the state of São Paulo were used in the study. The isolations were made from conidia, followed by several sub-cultures to obtain colonies with stable conidial production. Higher production of M. musicola conidia were obtained when V8-agar (with 14, 21 and 28 incubation days) and soybean-agar (with 14 incubation days) were used, under continuous fluorescent light at 25° C. Different capacity of conidial production was verified in vitro among the M. musicola isolates, the Piracicaba isolate being the most productive one. All M. musicola isolates showed sensibility in vitro to the fungicides propiconazole, triadimenol and benomyl. Resistant mutants were detected in the Piracicaba and São Simão isolates to the fungicides propiconazole and triadimenol. These mutants however, were not pathogenic. Inoculations of young banana plants of cultivar nanicão [Musa (AAA; subgroup Cavendish)], under greenhouse conditions, showed that the conidial concentrations of M. musicola exerted influence upon the incubation and latent periods, and severity of black Sigatoka. Young plants of cultivar nanicão with 3 and 6 months of age, showed similar reactions with respect to the incubation period and severity of black Sigatoka. However, the disease latent period was bigger in plants with 6 months of age. It was possible to determine the reactions of cultivated bananas to M. musicola [the banana Mysore cultivar (resistant, AAB), prata cultivar (susceptible, AAB) and nanicão (susceptible, AAA)] when young plants of 4 months of age were inoculated with conidial suspension (5 X 105 conidia / ml) under greenhouse conditions. The parameters for the evaluations were the number of lesions, infected leaf area and incubation and latent periods.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-11-08
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.