• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-160805
Documento
Autor
Nome completo
Regina Eli de Almeida Pereira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1988
Orientador
Título em português
Formas de defesa da seringueira (Hevea spp) contra Microcyclus ulei (P. Henn.) v. Arx.
Palavras-chave em português
MAL-DAS-FOLHAS
DEFESA VEGETAL
FENOLOGIA
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
GENÓTIPOS
PROGÊNIES
SERINGUEIRA
Resumo em português
Com o objetivo de se inferir sobre a resistência genética, no campo, de quatro genótipos (Fx 25, RRIM 600, IAN 717 e progênie de Fx 25) de seringueira na região do Vale do Ribeira (municípios de Pariquera-Açú e Registro), analisou-se o progresso de doença em termos de quantidade de folíolos caídos durante 2 anos agrícolas (1984/85 e 1985/86). Procedeu-se urna análise de regressão dos dados, testando-se 3 tipos de transformações, sendo a monomolecular a que se mostrou mais adequada, com valores de R2 mais altos na grande maioria dos casos. Analisou-se estatisticamente, os dados nos períodos de queda foliar e respectivos reenfolhamentos de cada material, em cada ano considerado. Com base nas taxas aparente de infecção (r) apresentadas, teve-se o ordenamento dos genótipos em cada período e ano estudado. Tanto nos períodos de queda foliar, como nos de reenfolhamento, o ordenamento dos genótipos, não se manteve constante, o que a princípio foi contra a teoria clássica de Van der Plank. Estas inversões no ordenamento, foram caracterizadas, principalmente, pela progênie de Fx 25, que de mais susceptível passou a ser o genótipo mais resistente. de um ano agrícola para outro, durante o reenfolhamento; e para o clone RRIM 600 que, apesar de geneticamente mais susceptível que o clone IAN 717, mostrou-se, no segundo ano, com uma taxa de infecção (r) bastante inferior ao mesmo e muito próxima a do clone mais resistente (Fx 25). Tal inversão foi explicada com base nos dados climáticos de precipitação pluviométrica existentes nos primeiros 12 dias de cada reenfolhamento, em cada ano. Assim, comparando a situação climática presente durante estes períodos nos 2 anos considerados, concluiu-se que nos casos em que houve a inversão no ordenamento dos genótipos (segundo ano), o período mais susceptível para a infecção do patógeno não coincidiu com condições climáticas adequadas para o seu desenvolvimento. O fato desses materiais terem evitado geneticamente, através do seu hábito fenológico, os contatos com o patógeno, foi definido como um mecanismo de evitação, segundo PARLEVLIET (1981). A resistência vertical não pôde ser avaliada, enquanto que a resistência horizontal só pôde ser detectada durante a fase de queda foliar que procedesse um ano agrícola em que não tivesse ocorrido o processo de evitação. O aproveitamento da evitação deve ser melhor estudado, buscando um aperfeiçoamento do controle integrado para as doenças da seringueira.
Título em inglês
Defense form of rubber (Hevea spp.) against Microcyclus ulei (P. Renn.) v. Arx.
Resumo em inglês
With the objective to know about genetic resistance under field conditions of four rubber genotypes (Fx 25, RRIM 600, IAN 717 and Fx 25 progeny), it was analysed the disease progress in relation to the amount of fallen foliage during two agricultural years (1984/85 and 1985/86), in the Ribeira Valley (Pariquera-Açú and Registro City). Regression analyses were done and three types of data transformations were tested, indicating the superiority of the monomolecular model, since this model gave higher values of the coefficient of determination (R2) in most of the cases tested. It was analised the leaf fall period (wintering) and following refoliation periods of each material in each agricultural year. In both periods of leaf fall and new leaf flush, the genotype ranking did not keep constant, what at first, desagree with the classical Van der Plank theory. These ranking inversions were characterized mainly for the Fx 25 progeny, which changed its position of the most susceptible genotype to the most resistant one, from one agricultural year to the other, during the refoliation period; and also for RRIM 600 that besides to be genetically more susceptible than IAN 717, it showed, in the second year, an apparent infection rate (r) lesser than the most resistant clone (Fx 25). This inversion could be explained based on the meteorological data (rainfall) present in the first twelve days of each refoliation period in each year studied. Thus, comparing the rainfall during these periods, in the two agricultural years, it was concluded that when genotype ranking inversion occurred, the most susceptible period to the pathogen infection did not coincide with suitable climatic conditions for its development. The fact of these materials having genetically avoided the contacts with the pathogen, because its phenologic hehaviour, was called avoidance, according to PARLEVLIET (1981). Vertical resistance could not be evaluated. Horizontal resistance could only be detected during the leaf fall that preceded an agricultural year during which the avoidance process did not occur. The use of avoidance should be more studied, in order to reach an improved integrated control for rubber diseases.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.