• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2019.tde-20191220-105530
Documento
Autor
Nome completo
Lílian Amorim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1989
Orientador
Título em português
Epidemiologia do carvão (Ustilago scitaminea, Syd.) da cana-de-açúcar: curvas anuais e poliéticas de progresso da doença
Palavras-chave em português
CARVÃO-DA-CANA-DE-AÇÚCAR
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
MODELOS EPIDEMIOLÓGICOS
Resumo em português
A evolução do carvão-de-açúcar foi quantificada nas variedades comerciais NA56-79, SP71-799, SP71-1406, SP-71-6163 e SP701143. O número de chicotes presentes nas variedades inoculadas e não inoculadas foi determinado quinzenalmente, durante quatro anos consecutivos e em condições naturais de epidemia. O progresso da doença em função do tempo foi avaliado em curvas anuais e em curvas poliéticas, obtidas com os valores comulativos de chicotes, utilizando dias e anos, respectivamente, como unidades de tempo, à exceção da variedade SP70-1143, as curvas anuais de progresso do carvão mostraram a presença de dois patamares de incidência da doença, caracterizando duas fases da curva. A análise matemática aplicada à primeira fase de cada curva mostrou em todas as variedades um comportamento semelhante, com o modelo logístico apresentando bom ajuste à evolução da doença no estádio cana-planta e o modelo monomolecular nas socas subsequentes. Na análise comparativa destas curvas o inóculo inicial mostrou-se como o principal parâmetro diferencial das variedades. Em função das condições de ambiente, uma terceira fase da curva foi constatada no final do ciclo da cultura, constituída essencialmente por chicotes laterais. As curvas poliéticas de progresso do carvão, elaboradas para o tratamento testemunha, caracterizaram-se por um constante incremento na quantidade de doença, de um estádio para outro. O modelo matemático que melhor se ajustou a estas curvas foi o modelo logístico. Para o tratamento com inoculação, apenas a variedade NA56-79 mostrou aumento na quantidade de doença entre todas as socas
Título em inglês
Epidemiology of the sugarcane smut (Ustilago scitaminea, Syd.): annual and polyetic disease progress curves
Resumo em inglês
The evolution of the sugarcane smut was quantified in the commercial varieties NA56-79, SP71-799, SP71-1406, SP71-6163 and SP70-1143. The number of whips present in the inoculated and non-inoculated varieties was determined every fifteen days, during four consecutive years, under natural epidemic conditions. The progress of the disease was evaluated in annual curves and polyetic curves, obtained with the accumulated values and using days and years, respectively, as units of time. The annual progress curves of smut showed the presence of two plateaux of disease incidence to all varieties, except for SP70-1143, characterizing two phasesof each curve showed a similar behaviour of all the varieties, with the logistic model presenting good fitness to the evolution of the disease in plant-cane stage and the monomolecular model in subsequent ratoons. In the comparative analusis of these curves, the initial inoculum showed itself as a principal differenciatong factor or the crop cycle, made up essentially of la teral whips. The polyetic progress curves prepared with the data of control plots are characterized by a constant increase in the quantity of disease in all varieties, from plant-cane to the third ratoon. The mathematical model which best fitted these curves was the logistic model. For the treatment with inoculation, only the variety NA56-79 showed a increase in the quantity of disease throughout the whote cropcycle
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AmorimLilian.pdf (13.18 Mbytes)
Data de Publicação
2019-12-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.