• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.1988.tde-20210104-193732
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Ghini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1987
Orientador
Título em português
Ocorrência e adaptabilidade de linhagens de Botrytis squamosa resistentes a fungicidas do grupo dos benzimidazóis e dicarboximidas
Palavras-chave em português
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
LINHAGENS
QUEIMA DAS PONTAS DA CEBOLA
RESISTÊNCIA AO FUNGICIDA
Resumo em português
Isolados de Botrytis squamosa, causador da Queima das Pontas da cebola, foram testados quanto à resistência a benomyl e iprodione através do método do fungicida incorporado ao meio de cultura. Em culturas de cebola, nas quais foi utilizado benomyl, foram obtidos isolados resistentes, apresentando crescimento micelial em meio de cultura de BDA contendo 1000 ppm do fungicida. Em locais onde o benomyl não foi aplicado, os isolados apresentaram-se sensíveis ao produto, sendo o crescimento inibido pela concentração de 1 ppm. Todos os isolados foram considerados sensíveis a iprodione, visto que apesentaram pouco ou nenhum crescimento micelial em meio de cultura contendo 10 ppm do fungicida. Em condições de laboratório, foram obtidas linhagens iprodione – resistentes, a partir de uma benomyl – sensível através da semeadura densa de conídios em meio de cultura contendo 500 ppm do fungicida; linhagens com dupla-resistência foram obtidas a partir da resistente a benomyl, através de irradiação ultravioleta e transferências sucessivas em meios de cultura com gradiente de iprodione. As linhagens resistentes a benomyl, a iprodione e a iprodione + benomyl não tiveram alteradas suas sensibilidades ao fungicida propiconazol, porém houve uma tendência geral de se mostrarem mais sensíveis ao captan, captafol e mancozeb do que a linhagem sensível. As linhagens resistentes a iprodione foram também resistentes a procymidone e dicloran. A adaptabilidade foi estudada através do crescimento micelial, produção de conídios, patogenicidade e competição in vitro e in vivo das linhagens sensíveis e resistentes a benomyl. As linhagens de B. squamosa resistentes a benomyl podem ser tão adaptadas quanto as sensíveis, ao passo que as resistentes a iprodione apresentaram-se menos adaptadas. Testes de anastomose de hifas entre linhagens resistentes e sensíveis aos fungicidadas benomyl e iprodione foram feitos. Isolados tanto sensíveis quanto resistentes se anastomosaram livremente, exceto o isolado Pd64, resistente a benomyl. O número de núcleos / conídio em duas linhagens (uma sensível e outra resistente a benomyl) foi determinado, não tendo sido constatadas diferenças; ambas apresentaram até 20 núcleos / conídio.
Título em inglês
Occurrence and adaptability of Botrytis squamosa strains resistant to benzimidazoles and dicarboximides
Palavras-chave em inglês

Resumo em inglês
Isolates of Botrytis squamosa, causing agent of onion blast, were tested with respect to their resistance to benomyl and iprodione, through the method of fungicide incorporation in the growth medium. Resistant isolates were obtained from onion fields which had received treatment with benomyl. These isolates grew in PDA containing 1000 ppm of benomyl. Isolates from places where no benomyl treatment was applied were sensitive to 1 ppm of this fungicide. All isolates were considered to be sensitive to iprodione, since they showed little or no mycelial growth in a growth medium containing 10 ppm of the fungicide. Iprodione resistant strains were obtained from sensitive ones, by planting a dense conidial suspension on a growth medium containing 500 ppm of the fungicides. Strains with double-resistance were obtained from the benomyl resistant one, by ultraviolet irradiation and successive transfers in culture media with a iprodione gradient. Resistant strains to benomyl, iprodione and iprodione + benomyl did not have their sensibility to propiconazole altered, but they showed a general tendency to be more sensitive to captan, captafol and mancozeb than the sensitive strain. Iprodione-resistant strains were also resistant to procymidone and dicloran. Micelial growth, conidial production, pathogenicity and in vitro and in vivo competition between the sensitive and resistant strains were the parameters used to study adaptability. Benomyl-resistant strains can be as adapted as the sensitive ones, whereas those resistant to iprodione were less adapted. Hyphal anastomosed tests between resistant and sensitive strains to benomyl and iporidone were perfomed. Sensitive and resistant strains anastomosed freely between themselves, with the exception of isolate Pd64, a benomyl-resistant one. Number of nuclei / conidium were determined for two strains (one sensitive to benomyl and the other not). There were no differences between themselves, both of them having up to 20 nuclei / conidium.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
GhiniRaquel.pdf (9.39 Mbytes)
Data de Publicação
2021-01-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.