• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1980.tde-20210918-212131
Documento
Autor
Nombre completo
Carlos Caio Machado
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1980
Director
Título en portugués
Esporulação de Macrophomina phaseolina (Tass.) Goid. e viabilidade do método de inoculação de esporos em estudos de seleção de germoplasma resistente
Palabras clave en portugués
ESPOROS
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
GERMOPLASMA VEGETAL
INOCULAÇÃO
PODRIDAO DE CARVÃO DAS RAÍZES
RESISTÊNCIA GENÉTICA VEGETAL
SOJA
Resumen en portugués
No presente trabalho estudou-se a influência de alguns fatores ambientes na esporulação de Macrophomina phaseolina (Tass.) Goid. A calibração do inóculo, a inoculação cruzada e a reação de 10 cultivares de soja (Glycine max (L.) Merr.), frente à inoculação com suspensão de esporos do fungo, foram também estudadas. No estudo sobre influência de meios de cultura na produção de picnídios, foram testados os meios de farinha de soja-ágar, farinha de aveia-ágar e batata dextrose-ágar (BDA), todos eles com e sem superposição de papel de filtro na superfície dos meios solidificados. O meio de farinha de soja-ágar foi o que induziu a formação de maior número de picnídios férteis. A adição de papel de filtro aumentou a esporulação em todos os meios de cultura testados. Dos regimes de luz contínua, luz alternada (12 horas de luz x 12 horas de escuro) e escuro contínuo a que foram submetidos dois isolados do fungo, o regime de luz contínua induziu esporulação em ambos. Em luz alternada apenas um dos isolados esporulou, mas no escuro não houve formação de picnídios em nenhum dos isolados. Foi determinado que repicagens sucessivas realizadas durante seis semanas, com intervalos de sete dias cada uma, em presença de luz causaram decréscimo na capacidade de esporulação do isolado em estudo. Entretanto, esse efeito não foi detectado quando as repicagens foram feitas em regime de escuro contínuo. Os resultados obtidos no experimento de calibração de inóculo indicaram que concentrações tão baixas como 1 x 103 esp/ml, quando inoculadas em sementes pré-germinadas são capazes de induzir sintomas em plantas de soja (Glycine max (L.) Merr.), feijão (Phaseolus vulgaris L.) sorgo (Sorghum spp) e milho (Zea mays L.) e que mesmo com concentrações de 1 x 106 esp/ml, ainda ocorrem plantas sobreviventes. Feijão e soja responderam diferentemente a determinados isolados quando inoculações cruzadas foram feitas em sementes pré-germinadas, demonstrando certa especificidade do fungo. A inoculação de sementes de milho e sorgo não afetou a sobrevivência, porém causou redução no tamanho e peso seco das plantas. Sugere-se que inoculações com suspensão de esporos em milho e sorgo sejam feitas em plântulas e que em feijão e soja sejam inoculadas as sementes. Das 10 cultivares de soja estudadas, a cultivar Viçoja foi a que mostrou menor suscetibilidade, seguida pela Santa Rosa. A cultivar Cocker 102 apresentou reação intermediária e a cultivar Cocker 338 foi a mais suscetível. Determinou-se também que o método de inoculação com suspensão de esporos de Macrophomina phaseolina é viável para detectar diferenças de reação entre cultivares de soja, podendo ser usado para seleção de resistência varietal nessa espécie.
Título en inglés
Not available
Resumen en inglés
The influence of environmental factors on the sporulation, inoculum potencial, cross inoculation and reaction of 10 soybean cultivars to inoculation with spore suspention of Macrophomina phaseolina (Tass.) Goid. were studied in this paper. Three culture media were tested: soybean meal-agar, oat meal-agar and potato dextrose-agar (PDA) all of them with and without filter paper on the surface of solidified media. Among them the soybean meal-agar medium induced highest production of viable picnidia. The addition of filter paper increased sporulation in all media tested. Two isolates were incubated under constant light, alternated light (12 hours of light x 12 hours of darkness) and total darkness. Constant light induced abundant sporulation in both isolates. Under alternate light, there was picnidia formation in only one isolate and darkness inhibited sporulation in the two isolates tested. It was determined that successive mass transfers performed during six weeks, with seven days intervals, under constant light decreased sporulation capacity but this effect was not detected when transfers were carried out in the dark. The results of the inoculum potential experiment indicated that concentrations as low as 1 x 103 spores/ml, when inoculated on seedlings, induced symptoms on soybean (Glycine max (L.) Merr.), bean (Phaseolus vulgaris L.), sorghum (Sorghum spp) and corn (Zea mays L.) plants but even at concentrations of 1 x 106 spores/ml surviving plants still occurred. Bean and soybean reacted differently to a given isolate when cross inoculations were performe on seedlings, indicating specificity of the fungus. Seed inoculations on corn and sorghum did not affect significantly the emergence but did affect the size and dry weight of plants. It is suggested that for corn and sorghum the inoculations should be made on seedlings and for bean and soybean, seeds should be inoculated. Among the 10 soybean cultivars tested, Viçoja had the lowest susceptibility, followed by Santa Rosa. The cultivar Cocker 102 had intermediate reaction and Cocker 338 was the most susceptible. It was also determined that the spore suspension method is a viable mean of detecting differences in the reaction of soybean cultivars, its use being possible in screening soybeans for resistance to the fungus.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
MachadoCarlosCaio.pdf (3.94 Mbytes)
Fecha de Publicación
2021-09-18
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.