• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1981.tde-20220208-001606
Documento
Autor
Nome completo
Maria Angélica Pizzinato Geraldi
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1981
Orientador
Título em português
Caracterização patogênica e serológica de Colletotrichum graminicola (Ces.) Wils. {sensu Arx, 1957} do trigo e resistência varietal em Triticum aestivum L.
Palavras-chave em português
ANTRACNOSE
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
PATOGENICIDADE
RESISTÊNCIA GENÉTICA VEGETAL
SEROLOGIA
TRIGO
Resumo em português
A taxonomia e nomenclatura de Colletotrichum graminicola (Ces) Wils. {sensu Arx, 1957}, agente causal da Antracnose do trigo, foram discutidas baseando-se nos resultados obtidos em testes serológicos e de inoculação cruzada. Nos testes de dupla difusão em gel ágar em lâminas evidenciou -se que o isolado de C. graminicola de trigo é serologicamente distinto dos isolados de cana-de-açúcar e sorgo, ou seja, respectivamente das formae speciales sacchari e sorghi de C. graminicola. As inoculações cruzadas realizadas em casa de vegetação, através da imersão de plântulas em suspensões de esporos de isolados de C. graminicola de diferentes gramíneas hospedeiras mostraram que o trigo só é infectado pelo isolado congenial, que por sua vez é patogênico também às cultivares de centeio e cevada testadas. Em vista desses resultados e de observações de outros autores sugere-se a designação de forma specialis secalis, para os isolados de C. graminicola de trigo, centeio e cevada. Estudou-se ainda o efeito da utilização de diferentes concentrações de inóculo de C. graminicola na reação de quatro cultivares de trigo, não sendo observada qualquer diferença na manifestação dos sintomas da doença nas plantas inoculadas. Finalmente inocularam-se dezessete cultivares de trigo com um isolado congenial de C. graminicola, das quais apenas a cultivar CNT 8 mostrou-se resistente.
Título em inglês
Pathogenical and serological characterization of Colletotrichum graminicola (Ces.) Wils. {sensu Arx, 1957} from wheat and varietal resistance in Triticum aestivum L.
Resumo em inglês
Taxonomy and nomenclature of the causal agent of wheat Anthracnose, Colletotrichum graminicola (Ces.) Wils. {sensu Arx, 1957} were discussed, based on the results obtained from serological and cross inoculation tests. The double diffusion tests in agar gel showed clearly that the wheat isolate of C. graminicola is serologically distinct from those from sugar cane (f. sp. sacchari) and sorghum (f. sp. sorghi). Cross inoculations were made under greenhouse conditions by the immersion of seedlings in conidial suspensions of C. graminicola isolated from different gramineous hosts. The results showed that wheat is infected only by the congenial isolate. The wheat isolate was also pathogenic to the tested rye and barley cultivars. Taking into account these results and the observations of other authors, it is suggested the designation of forma specialis secalis to the isolates of C. graminicola from wheat, rye and barley. The effect of utilization of different inoculum concentrations of C. graminicola in the reaction of four wheat cultivars was also studied. There were no differences in the symptomatology expressed by the inoculated seedlings. Among seventeen wheat cultivars that were inoculated with a congenial isolate of C. graminicola only the CNT 8 was resistant.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-02-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.