• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2011.tde-02052011-081640
Documento
Autor
Nome completo
Luis Carlos Cunha Júnior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2011
Orientador
Banca examinadora
Scarpare Filho, João Alexio (Presidente)
Durigan, Jose Fernando
Kluge, Ricardo Alfredo
Mattiuz, Ben-hur
Parisi, Marise Cagnin Martins
Título em português
Atmosfera controlada na conservação de morango
Palavras-chave em português
Armazenagem em atmosfera controlada
Dióxido de Carbono
Fisiologia - Pós-Colheita
Morango - Conservação
Oxigênio.
Resumo em português
Os objetivos deste trabalho foram avaliar os efeitos isolados de distintas concentrações de dióxido de carbono (CO2), de oxigênio (O2) e de óxido nitroso (N2O); e também as combinações dos melhores resultados para a conservação de morangos 'Oso Grande'. Os frutos foram selecionados, resfriados e armazenados a 10 °C em câmaras herméticas, com fluxo contínuo de 150 mL min-1. Os frutos foram avaliados a cada dois dias até se tornarem impróprios para o consumo. Quanto maior as concentrações de CO2 (0,03 %; 10 %; 20 %, 40 % e 80 %) associadas a 20 % de O2 em atmosfera de armazenamento menor foi a incidência de doenças. Os morangos armazenados com 80 % de CO2 foram considerados inadequados para o consumo, por apresentarem teores elevados de acetaldeído (4,9 mg 100g-1) e de etanol (105,3 mg 100g-1). Já as concentrações de 20 % e de 40 % CO2 conservaram os frutos por até oito dias, com manutenção da cor e das características comerciais. As concentrações de O2 (1 %; 3 %; 20 %; 60 %; e 90 %) demonstraram que a atividade respiratória dos morangos foi menor nas atmosferas com 1 % e 3 % de O2. O tratamento com 90 % O2 proporcionou menor incidência de podridões (2,8 %). Os morangos armazenados com 60 e 90 % de O2 mantiveram suas características comerciais por 10 dias. No ensaio com diferentes concentrações de N2O (0 %; 10 %; 30 %; 60 %; e 80 %) associadas a 20 % de O2, observou-se que os frutos com esse gás obtiveram as melhores avaliações de aparência, e reduziu em 36,3 % a respiração dos mesmos após 24 horas de armazenamento, e manteve-se estável até o fim do período. As concentrações de 60 % e de 80 % N2O se mostraram adequadas para a conservação dos morangos, por apresentarem menor ocorrência de doenças e de taxa respiratória, e, portanto, mantendo as características comerciais. Neste experimento foram avaliadas novamente as atmosferas com 0,03 % CO2 + 20 % O2; 80 % N2O + 20 % O2 e 90 % O2; além de avaliar as combinações de 60 % O2 + 40 % CO2 e de 20 % O2 + 20 % CO2 + 60 % N2O. As menores incidências de podridões e as melhores notas de aparência foram nos frutos armazenados com 80 % N2O + 20 % O2 e 20 % O2 + 20 % CO2 + 60 % N2O. Os morangos sob 60 % O2 + 40 % CO2 foram considerados inadequados para o consumo, por apresentarem teores elevados de acetaldeído (54,8 mg 100g-1) e de etanol (42,4 mg 100g-1). Os morangos 'Oso Grande' a 10 ºC, sob atmosfera controlada com 80 % N2O + 20 % O2; 90 % O2 ou 20 % O2 + 20 % CO2 + 60 % N2O, conservam sua coloração, reduziram a ocorrência de doenças e mantiveram a qualidade comercial por 14 dias.
Título em inglês
Controlled atmosphere on the conservation of strawberry
Palavras-chave em inglês
Carbon Dioxide
Controlled atmosphere storage
Oxygen.
Postharvest Physiology
Strawberry Conservation
Resumo em inglês
The aim of this work were to evaluate the isolates effects of different concentrations of carbon dioxide (CO2), oxygen (O2) and nitrous oxide (N2O); and also the combinations of the best results for the conservation of strawberries 'Oso Grande'. The fruit have been selected, cooled and stored to 10 °C in air tight chambers with continuous flow of 150 ml min-1. The fruits were evaluated every two days to become unfit for consumption. The higher concentrations of CO2 (0,03 %; 10 %; 20 %, 40 % and 80 %) associated with 20 % O2 in the atmosphere of storage, it smaller was the incidence of diseases. The strawberries stored with 80 % of CO2 were considered unsuitable for the consumption on the present high levels of acetaldehyde (4,9 mg 100 g-1) and the ethanol (105,3 mg 100 g-1). Already concentrations of 20 % and 40% of CO2 were conserved the fruit for up to 8 days, with maintenance of the color and the commercial characteristics. The concentrations of O2 (1 %; 3 %; 20 %; 60 %; and 90 %) showed that strawberry respiratory activity was lower in atmospheres with 1 % and 3 % of O2. The treatment with 90 % O2 provided the lower incidence of rotting (2,8 %). The strawberries stored with 60 and 90 % O2 maintained their commercial characteristics for 10 days. In the test with different concentrations of N2O (0 %; 10 %; 30 %; 60 %; and 80 %) associated with 20 % O2, observed that the fruit with this gas obtained the best results of appearance, and the respiratory rate of the fruit reduced in 36,3 % after 24 hours of storage, and maintained stable until the end of the period. The concentrations of 60 % and 80 % of N2O showed appropriate for the conservation of strawberries for presented a lesser occurrence of diseases and of respiratory rate, and therefore maintaining the commercial characteristics. In this experiment were evaluated again the atmospheres with 0,03 % CO2 + 20 % O2; 80 % N2O + 20 % O2 and 90 % O2; in addition to evaluating the combinations of 60 % O2 + 40 % CO2 and 20 % O2 + 20 % CO2 + 60 % N2O. The smallest incidences rotting and best notes of appearance were in the fruit stored with 80 % N2O + 20 % O2 and 20 % O2 + 20 % CO2 + 60 % N2O. The strawberries under atmosphere with 60 % O2 + 40 % CO2 were considered unsuitable for consumption to the showed high levels of acetaldehyde (54,8 mg 100 g-1) and of ethanol (42,4 mg 100 g-1). The strawberries 'Oso Grande' at 10 ºC, under controlled atmosphere with 80 % N2O + 20 % O2; 90% O2 or 20 % O2 + 20 % CO2 + 60 % N2O maintained their color, reduced the occurrence of diseases and maintained the commercial quality for 14 days.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-05-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.