• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2014.tde-04022014-142144
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Meirelles Menzani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2013
Orientador
Banca examinadora
Dourado Neto, Durval (Presidente)
Christoffoleti, Pedro Jacob
Furtado, Edson Luiz
Título em português
Utilização de Piraclostrobina + Metiram na produção de mudas de eucalipto
Palavras-chave em português
Efeito fisiológico
Eucalyptus urograndis
Substrato
Resumo em português
A área brasileira de plantio de eucalipto atingiu aproximadamente cinco milhões de hectares em 2012. Em um projeto de reflorestamento, a qualidade das mudas é fator essencial, por estar relacionada diretamente com a qualidade do povoamento na colheita final. Estudos relatam que o uso de Piraclostrobina em diversos cultivos apresenta não somente excelentes resultados no controle de doenças, mas também efeitos fisiológicos na planta que proporciona ganho em produtividade e/ou qualidade dos produtos finais. Neste sentido, o presente trabalho apresenta os seguintes objetivos: identificar produtos com potencial de uso no verão (Experimento 1), identificar produtos com potencial de uso no outono (Experimento 2), identificar dose de Piraclostrobina e Metiram no outono, além do potencial de uso de Bacillus subtilis (Experimento 3), identificar dose de Piraclostrobina e Metiram no inverno, utilizando diferente método de aplicação (Experimento 4), identificar dose de Piraclostrobina e Metiram no inverno (Experimentos 5 e 6), identificar doses nos intervalos de 10 g de Piraclostrobina e 110 g de Metiram no inverno-primavera (Experimento 7), comparar produtos com potencial de uso no verão, verificando possível sinergismo entre as moléculas (Experimento 8), e verificar efeito fungicida do Piraclostrobina e Metiram no controle de Rhizoctonia solani (Experimento 9). Os experimentos de 1 a 8 foram realizados no Viveiro Camará, localizado em Ibaté-SP durante os anos de 2012 e 2013. O último experimento foi realizado na Estação Experimental Agrícola da BASF, em Santo Antônio de Posse/SP, em 2013. Com base nos resultados obtidos conclui-se que: (i) os melhores produtos foram Fipronil e Piraclostrobina + Metiram (Experimentos 1 e 2), (ii) a melhor dose foi 10 g de Piraclostrobina e 110 g de Metiram por 100 litros de calda (Experimentos 3 a 7), (iii) a aplicação de Piraclostrobina + Metiram (20 + 220 g por 100 litros de calda) apresentou um excelente controle (acima de 80%) de Rhizoctonia solani em alta pressão da doença até 28 dias após a aplicação (Experimento 9), (iv) a utilização de Piraclostrobina e Metiram reduziu em 10% o descarte de mudas, bem como o tempo de produção da muda (Experimentos 3 a 7) e (v) não houve diferença entre os métodos de aplicação testados (aplicação na água de irrigação e misturado ao substrato) (Experimentos 3 a 8).
Título em inglês
Use of Pyraclostrobin and Metiram on the eucalyptus seedlings production
Palavras-chave em inglês
Eucalyptus urograndis
Physiological effect
Substratum
Resumo em inglês
The Brazilian area for eucalyptus reached approximately 5 million hectares in 2012. In a reforesting project, seedlings quality is a key factor once it is directly related to the quality of afforestation in the final harvesting. Studies state that the use of Pyraclostrobin in several crops not only show excellent results in the diseases control but also physiological effects in the plant which leads to gains in productivity and/or final products quality. This essay presented the following objectives: identify products with potential use in the summer (Trial 1); identify products with potential use in autumn (Trial 2); identify doses of the combination of Pyraclostrobin and Metiram in the autumn and the potential use of Bacillus subtilis (Trial 3); identify dose of Pyraclostrobin and Metiram in winter using different methods of application (Trial 4); identify dose of Pyraclostrobin and Metiram in winter (Trials 5 and 6); identify doses of about 10g of Pyraclostrobin and 110g of Metiram in winter (Trial 7); compare products with potential use in summer, identifying possible synergism between the compounds (Trial 8) and finally check the fungicide effect of Pyraclostrobin and Metiram against Rhizoctonia solani (Trial 9). Trials 1 to 8 were carried out at "Viveiro Camará", located in Ibaté-SP, Brazil, in 2012 and 2013. The last trial was carried out at "BASF Agricultural Research Station" in Santo Antônio de Posse-SP, Brazil, in 2013. Based on the obtained results it is concluded that: (i) the best products were Fipronil and Pyraclostrobin and Metiram (Trials 1 and 2); (ii) the best dose was 10 g of Pyraclostrobin and 110 g of Metiram per 100 liters of water (Trials 3 to 7); (iii) the best dose of 20 g of Pyraclostrobin and 220 g of Metiram resulted in excellent control (over 80%) of Rhizoctonia solani in a condition of high severity up to 28 days after the application (Trial 9); (iv) the use of Pyraclostrobin and Metiram reduced by 10% the seedling disposing as well as the seedling lifecycle (Trials 3 and 7) and (v) there were no difference between the two tested application methods (irrigation water and mixed with substratum respectively) (Trials 3 to 8).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-02-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.