• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-155848
Document
Author
Full name
Gisele Herbst Vazquez
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Piracicaba, 1995
Supervisor
Title in Portuguese
Condicionamento fisiológico de sementes de soja: efeitos sobre a germinação, vigor e potencial de armazenamento
Keywords in Portuguese
ARMAZENAMENTO
FISIOLOGIA
GERMINAÇÃO DE SEMENTES
SOJA
VIGOR
Abstract in Portuguese
O estabelecimento das plântulas no campo é reconhecido como uma fase crucial da cultura da soja. Vários estudos têm sido rea1izados com o objetivo de reduzi r ou evitar a exposição prolongada das sementes a condições adversas que possam causar deterioração prematura em campo. Um dos tratamentos considerados mais promissores é o condicionamento fisiológico. Assim, o presente trabalho, conduzido nos Laboratórios de Análise de Sementes e de Tecnologia Agroindustrial da Escola Superior de Agricultura"Luiz de Queiroz", da Universidade de São Pau1o, Brasi1, teve por objetivo estudar os efeitos do condicionamento fisiológico de sementes de soja sobre a germinação, vigor e potencial de armazenamento. Para tanto, sementes de 4 lotes de soja do cultivar IAC-8 foram submetidas à hidratação lenta durante períodos de 12, 18 e 24 horas a 20°C, seguida por secagem natural até o teor de água original. Para1e1amente, foi efetuado o condicionamento osmótico a 20°C, durante 4 dias com embebição em solução de polietileno glicol (PEG 6000), com potenciais hídricos de -6 e -8 atm; as sementes submetidas a estes tratamentos também sofreram secagem. As sementes condicionadas fisiologicamente foram avaliadas ainda úmidas, logo após a secagem e depois de armazenadas por 3 e 6 meses, em condições normais de ambiente de laboratório, além da testemunha não condicionada. As determinações constaram do teste de germinação, envelhecimento acelerado, condutividade elétrica, emergência das plântulas em campo, grau de umidade e composição química das sementes através das determinações de teor de ó1eo, índice de acidez, índice de peróxido, proteína bruta, açúcares totais solúveis em álcool e açúcares redutores. A análise dos dados e interpretação dos resultados, nas condições do presente trabalho, permitiram concluir que: 1. O condicionamento fisiológico proporciona benefícios imediatos ao desempenho de sementes de soja, mas os mesmos são revertidos com a posterior secagem e o armazenamento. 2. A embebição controlada, sem o uso de substâncias químicas (hidratação lenta) e o condicionamento osmótico fornecem resultados semelhantes. 3. Dentro dos limites estudados, a melhor resposta ao condicionamento fisiológico é proporcional ao nível de umidade empregado.
Title in English
not available
Abstract in English
not available
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2018-11-27
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2020. All rights reserved.