• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-160047
Document
Author
Full name
Lino Ricardo Rios Furia
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Piracicaba, 2000
Supervisor
Title in Portuguese
Relações ecológicas entre culturas de milho (Zea mays) e seringueira (Hevea brasiliensis) em um sistema agroflorestal
Keywords in Portuguese
ECOLOGIA DE INTERAÇÕES
MILHO
SERINGUEIRA
SISTEMAS AGROFLORESTAIS
Abstract in Portuguese
Com o objetivo de descrever as relações ecológicas entre as culturas de milho e seringueira, foi conduzido um experimento no campo experimental do Departamento de Produção Vegetal da ESALQ/USP, em Piracicaba, SP. Essa descrição foi feita indiretamente através da avaliação do efeito da competição interespecífica por água, nutrientes e radiação solar nos componentes de produção e no rendimento da cultura de milho, utilizando modelos estatísticos (descritivos e extrapoláveis). Esses modelos descrevem a variação temporal e/ou espacial da massa de matéria seca da folha, colmo, espiga e parte aérea total, bem como do índice de área foliar e do rendimento de grãos. A avaliação do efeito temporal foi feita em função do número relativo de graus dia e o efeito espacial em função da radiação solar dependente da distância do renque de seringueiras. Foram utilizados, para avaliação de crescimento e rendimento do milho, três tratamentos: TI: sistema agroflorestal com renques de seringueiras com aproximadamente 11 de altura e 8 m de diâmetro de copa intercalados com uma cultura de milho apresentando, interfaceando uma cultura de milho (na temporada de cultivo de 1996/97) com um filme plástico enterrado até uma profundidade de 80 cm separando as culturas para evitar interações no subsolo; T2: idêntico ao TI porém sem o filme plástico, permitindo as interações abaixo da superfície do solo; e T3: cultura de controle do milho sem interação com a seringueira, realizada com quatro repetições, nas estações de crescimento, em Piracicaba. As avaliações foram conduzidas em quatro etapas: milho com quatro folhas, com doze folhas, grão pastoso e colheita. De acordo com os resultados obtidos, conclui-se que: (a) nas condições do experimento, a competição por água e nutrientes não afetou os componentes de produção e o rendimento da cultura de milho; (b) o sombreamento da seringueira foi fator de redução nos componentes de produção e no rendimento da cultura de milho; (c) a produção de massa de matéria seca de folha, colmo, espiga e parte aérea total, bem como o rendimento de grãos e o índice de área foliar podem ser estimados em função da distância do renque de árvores, bem como da radiação disponível; e (d) o modelo extrapolável pode ser utilizado para se estimar a massa de matéria seca relativa de milho (folha, colmo, espiga e parte aérea total) e o índice de área foliar em função do número relativo de graus-dia e da radiação relativa
Title in English
not available
Abstract in English
not available
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2018-11-27
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2022. All rights reserved.