• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-160047
Document
Auteur
Nom complet
Lino Ricardo Rios Furia
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 2000
Directeur
Titre en portugais
Relações ecológicas entre culturas de milho (Zea mays) e seringueira (Hevea brasiliensis) em um sistema agroflorestal
Mots-clés en portugais
ECOLOGIA DE INTERAÇÕES
MILHO
SERINGUEIRA
SISTEMAS AGROFLORESTAIS
Resumé en portugais
Com o objetivo de descrever as relações ecológicas entre as culturas de milho e seringueira, foi conduzido um experimento no campo experimental do Departamento de Produção Vegetal da ESALQ/USP, em Piracicaba, SP. Essa descrição foi feita indiretamente através da avaliação do efeito da competição interespecífica por água, nutrientes e radiação solar nos componentes de produção e no rendimento da cultura de milho, utilizando modelos estatísticos (descritivos e extrapoláveis). Esses modelos descrevem a variação temporal e/ou espacial da massa de matéria seca da folha, colmo, espiga e parte aérea total, bem como do índice de área foliar e do rendimento de grãos. A avaliação do efeito temporal foi feita em função do número relativo de graus dia e o efeito espacial em função da radiação solar dependente da distância do renque de seringueiras. Foram utilizados, para avaliação de crescimento e rendimento do milho, três tratamentos: TI: sistema agroflorestal com renques de seringueiras com aproximadamente 11 de altura e 8 m de diâmetro de copa intercalados com uma cultura de milho apresentando, interfaceando uma cultura de milho (na temporada de cultivo de 1996/97) com um filme plástico enterrado até uma profundidade de 80 cm separando as culturas para evitar interações no subsolo; T2: idêntico ao TI porém sem o filme plástico, permitindo as interações abaixo da superfície do solo; e T3: cultura de controle do milho sem interação com a seringueira, realizada com quatro repetições, nas estações de crescimento, em Piracicaba. As avaliações foram conduzidas em quatro etapas: milho com quatro folhas, com doze folhas, grão pastoso e colheita. De acordo com os resultados obtidos, conclui-se que: (a) nas condições do experimento, a competição por água e nutrientes não afetou os componentes de produção e o rendimento da cultura de milho; (b) o sombreamento da seringueira foi fator de redução nos componentes de produção e no rendimento da cultura de milho; (c) a produção de massa de matéria seca de folha, colmo, espiga e parte aérea total, bem como o rendimento de grãos e o índice de área foliar podem ser estimados em função da distância do renque de árvores, bem como da radiação disponível; e (d) o modelo extrapolável pode ser utilizado para se estimar a massa de matéria seca relativa de milho (folha, colmo, espiga e parte aérea total) e o índice de área foliar em função do número relativo de graus-dia e da radiação relativa
Titre en anglais
not available
Resumé en anglais
not available
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2018-11-27
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.