• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-153320
Documento
Autor
Nome completo
Manoel Luiz de Melo Neto
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1996
Orientador
Título em português
Uso de protetores e refrigeração na conservação da manga (Mangifera indica L.) Cv. Palmer
Palavras-chave em português
ARMAZENAMENTO DE ALIMENTOS
CERA
CONSERVAÇÃO
EMBALAGENS PLÁSTICAS
FUNGICIDAS
MANGA PALMER
REFRIGERAÇÃO
TRATAMENTO
Resumo em português
Mangas da cultivar Palmer foram submetidas a tratamentos com ceras e filmes plásticos, visando a sua conservação e a manutenção das características de qualidade, quando armazenadas sob condições de refrigeração. Os frutos foram colhidos em completo desenvolvimento (maturidade fisiológica), apresentando coloração da casca verde e consistência da polpa dura. Após seleção, quanto ao tamanho e estádio de maturação, objetivando alcançar maior uniformidade do lote, os frutos receberam um tratamento fungicida à base de prochloraz 450g/l CE, diluído na concentração de 1000 ppm , à temperatura de 22 ± 3°C, por dois minutos. Os tratamentos foram os seguintes: CONTROLE - as mangas sofreram apenas tratamento fungicida e foram colocadas em embalagem de papelão, o que foi comum para todos os tratamentos; D-955 - as mangas foram embaladas em saco plástico poliolefínico, com espessura da parede simples de 21 ± 1,68 µm; PD-941 - as mangas foram embaladas em saco plástico poliolefínico, com espessura da parede simples de 20 ± 0,99 µm; PP PERF. - as mangas foram embaladas em saco plástico denominado polipropileno perfurado, com espessura da parede simples de 44 ± 4,62 µm; CERA A 1:1 - as mangas foram pulverizadas com a CERA A (composta de resinas fumáricas de pinus, polímeros e etilenoglicóis) na diluição de 1:1 (uma parte do produto para uma parte de água); CERA A 1:3 - as mangas foram pulverizadas com a CERA A na diluição de 1:3; este mesmo procedimento foi utilizado para a CERA B 1:1 e 1:3 (composta de uma emulsão de carnaúba aditivada) e o recobrimento REC. 1:1 e 1:3 (composto de resina natural). Após receberem os tratamentos os frutos foram embalados em caixas de papelão, oito frutos/caixa, e imediatamente, condicionadas em câmara frigorífica (12 ± 1,5°C e 85-95% UR), na quantidade de seis caixas por tratamento. Após 15, 21 e 28 dias foram transferidas para as condições controladas (25 ± 2°C e 85-95% UR), onde permaneceram por mais 7, 8 e 6 dias, respectivamente, sendo então retiradas para avaliação final da evolução do amadurecimento. O uso de ceras e filmes plásticos não tiveram influência sobre a vida útil dos frutos. Os frutos tratados com filmes plásticos adquiriram sabor fermentado. Os filmes plásticos PD-941 e D-955 retardaram o desenvolvimento dos sólidos solúveis dos frutos, embora isso não tenha refletido no aumento da sua vida útil. O filme plástico PP PERF. não alterou as características de qualidade dos frutos. A composição gasosa no interior da embalagem plástica PD-941, se mostrou mais adequada que a D-955. Os frutos submetidos ao filme plástico D-955 não desenvolveram a cor da casca normalmente. Os tratamentos com proteção de CERA 1:1, com finalidade de conservar os frutos, não foram efetivos. O tratamento REC. 1:1 não foi efetivo na manutenção das características dos frutos.
Título em inglês
Use of protectors and refrigeration on mango (Mangifera indica L.) cv. Palmer conservation
Resumo em inglês
Mangoes of cultivar Palmer were submitted to treatments with wax and plastic films, aiming the conservation and maintenance of fruit quality, when stored under refrigeration conditions. The fruits were harvested after complete development (physiological maturity), presenting green skin color and hard pulp. After selection for size and maturity stage. in order to get uniformity of the fruits, they received a treatment fungicide of prochloraz 450 g/l CE, at 1000 ppm, at temperature of 22 ± 3°C, for two minutes. The treatments were: CONTROL - the mangoes were only treated with fungicide and packed in a paper box, this packaging was made for all treatments; D-955 - mangoes were packed in polyolefinic plastic bag, thickness of 21 ± 1.68 µm; PD-941 - mangoes were packed in polyiolefinic plastic bag, thickness of 20 ± 0.99 µm; PP PERF. - mangoes were packed in polypropylene plastic bag with small holes in it, thickness of 44 ± 4.62 µm; WAX A 1:1 - mangoes were sprayed with wax A in a dilution of 1:1 (wax:water); WAX A 1:3 - mangoes were sprayed with wax A in a dilution 1:3; the same procedure was used for WAX B 1:1 and 1:3 and REC. 1:1 and 1:3. After treatments the fruits were placed in hard paper boxes, eight fruits per box, then immediately conditioned in cooling conditions of 12 ± 1.5°C e 85- 95% relative humidity (RH), six box per treatments. After 15, 21 e 28 days were transferred to controlled conditions of 25 ± 2.0°C and 85-95% RH, where it remained for 7, 8 and 6 days, respectively. The use of wax and plastic films did not have any influence on the preservation of fruit quality for longer time. The fruits treated with plastics get development fermented flavor. The plastic films PD- 941 and D-955 retained the development of fruits soluble solids, even though, this had not reflected in longer life of the fruits. The plastic film PP PERF. did not altered the quality of the fruits. The gas composition in the interior of the plastic bag PD-941 was more adequate than the gas composition in the D-955. The fruits with plastic submitted of the plastic film D-955 did not developed skin color normally. The treatment with fruits protected with WAX 1:1 was not effective. The treatment REG. 1: 1 was not effective in the maintenance of fruit characteristics.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.