• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-161157
Documento
Autor
Nome completo
Robinson Osipe
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1993
Orientador
Título em português
Efeitos de diferentes períodos de controle da comunidade infestante sobre o crescimento e produtividade da cultura de alfafa (Medicago sativa L.)
Palavras-chave em português
ALFAFA
CRESCIMENTO
DELINEAMENTO EXPERIMENTAL
PLANTAS DANINHAS
PRODUTIVIDADE
Resumo em português
Com o objetivo de avaliar os efeitos da comunidade infestante sobre o crescimento e produtividade da cultura da alfafa (Medicago sativa L.) foram instalados dois experimentos (semeadura na primavera e no outono) no “Campus Experimental” da Fundação Faculdade de Agronomia Luiz Meneghel, localizado em Bandeirantes-PR, em latossolo Roxo Eutrófico. A cultura foi mantida na presença ou na ausência das plantas daninhas por 0, 14, 28, 42, 56, 70 e 90 dias após a emergência (d.a.e.), no experimento da primavera, e por 0, 14, 28, 42, 56, 70, 84 e 110 d.a.e., no experimento de outono. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com 3 repetições. Nos experimentos foram avaliados: densidade e acúmulo de matéria seca da comunidade infestante (por espécie e total); biomassa e altura média de planta de alfafa nos diferentes períodos; florescimento, número de perfilhos/m e altura média de planta de alfafa por ocasião da colheita, e produção de feno em kg/ha. Nas condições em que foram realizados os experimentos, pode se concluir que: a) A duração do período que antecede as interferências (PAI) foi de 14 dias após a emergência, quando a semeadura foi realizada na primavera. B) A duração do período total de prevenção de interferência (PTPI) foi de 42 dias após a emergência, quando a semeadura foi realizada na primavera. c) A presença do mato durante todo o ciclo da cultura da alfafa reduziu acentuadamente a altura final de plantas e número de perfilhos, sendo mais intensos os efeitos sobre a produção de feno na semeadura de primavera. d) Redução de produtividade da cultura pode ser estimada considerando-se o acúmulo total de matéria seca da comunidade infestante. A redução de produção, na semeadura efetuada na primavera, foi de 0,375 unidades para cada unidade de matéria seca acumulada pela comunidade infestante. e) Na semeadura de outono não se evidenciou o estabelecimento do período que antecede as interferências (PAI) nem do período total de prevenção de interferência (PTPI). f) O acúmulo de matéria seca total das plantas daninhas por ocasião da colheita da cultura (semeada no outono), foi minimizado quando se manteve o controle por 28 dias após a emergência.
Título em inglês
Effects of differents periods of control of the weed community upon growth and yield of alfalfa (Medicago sativa L.)
Resumo em inglês
This experiment was carried out in Bandeirantes, Paraná, having as objective to evaluate the effects of the weed community upon the growth and yield of alfalfa (Medicago sativa L.), cv. Crioula, and included two experiments: the first was set out in Spring and the Other in autumn. The fields trials were located at the experimental campus of Fundação Faculdade de Agronomia Luiz Meneguel, in a Typic Eutrorthox soil. In Spring seeding, the crop was kept with weeds or free from weeds by 0, 14, 28, 42, 56, 70, 84 e 110 days. The experimental design used was randomized blocks with three replications. It was evaluated the density and dry matter weight of the weed community, by weed specie and by the total; weight and height or alfafa plants at the differents periods; flowering; stem number and height of alfalfa at the harvest and hay yield. The following conclusions may be drawn: a) The pre-interference period was of 14 days for the alfalfa seeded in spring. b) The total period of interference avoidance was of 42 days for the alfalfa seeded in spring. c) The presence of weed during all cycle of crop reduced the final height and stem number of alfalfa. The negative effect upon hay yield was drastically increased in spring seeded alfalfa. d) The decrease in hay yield may be estimated through the weight f dry matter of the weed community. In spring seeded alfalfa, the ratio was of 0,375 units (of reduction in hay yield) to 1,0 unit (of weed community). e) It was not observed the pre-interference period nor the total period of interference avoidance, in autumn seeded alfalfa. f) The weight of total dry matter of the weed community when the alfalfa seeded in autumn was harvest, was reduced when the crop was kept free from weed during the first 28 days or more.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
OsipeRobinson.pdf (11.90 Mbytes)
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.