• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2019.tde-20191220-122213
Documento
Autor
Nombre completo
Luiz Antonio Biasi
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1996
Director
Título en portugués
Avaliação do desenvolvimento inicial de porta-enxertos e de mudas de videira obtidos através de diferentes métodos de propagação
Palabras clave en portugués
DESENVOLVIMENTO
MICROPROPAGAÇÃO VEGETAL
MUDAS
PORTA-ENXERTOS
UVA
Resumen en portugués
Com o objetivo de avaliar o desenvolvimento inicial dos porta-enxertos ‘Jales’ e ‘Campinas’ obtidos por estaquia e micropropagação, e também de mudas da videira ‘Itália’, obtidas através de três tipos de enxertia, foi realizada uma série de experimentos a campo, em casa de vegetação e em laboratório. Nos experimentos de estaquia foram testados o efeito do diâmetro em estacas lenhosas e os efeitos da forma de preparo das estacas, concentrações de AIB e área foliar em estacas semilenhosas. Os experimentos de micropropagação envolveram testes com concentrações de BAP para indução do crescimento de ápices meristemáticos e segmentos nodais, diferentes meios de cultura, efeito da posição do segmento nodal e do tamanho da folha na multiplicação e enraizamento e formas de aclimatização. Também foi avaliado o crescimento de porta-enxertos obtidos pela estaquia semilenhosa e comparado o desenvolvimento inicial, em recipientes e em minirizotron, de porta-enxertos obtidos por estaquia lenhosa e micropropagação. Num experimento a campo foi avaliado o desenvolvimento de mudas do cultivar Itália, obtidas pela enxertia a campo na estaca original e na brotação do porta-enxerto e pela enxertia de mesa. O diâmetro das estacas lenhosas não afetou o pegamento, mas as estacas mais grossas originaram mudas mais vigorosas. A estaquia semilenhosa foi realizada com sucesso, obtendo-se as estacas enraizadas prontas para o transplante em 21 dias. As estacas podem ser preparadas com uma gema e uma folha, não sendo necessária a aplicação de AIB. A micropropagação dos porta-enxertos apresentou-se viável com o uso de ápices meristemáticos e segmentos nodais. Para o cultivo inicial foi necessária a utilização de 10μM de BAP e para a multiplicação foi utilizado meio de cultura MS com a metade da concentração de sais e isento de reguladores de crescimento, obtendo-se de cada expiante aproximadamente 3,5 plantas por mês. O enraizamento ocorreu durante a multiplicação e a sobrevivência das plantas foi alta, após a aclimatização em recipientes fechados em câmara de nebulização. O crescimento de porta-enxertos obtidos pela estaquia semilenhosa e pela micropropagação foi inferior ao obtido com estacas lenhosas, inviabilizando a enxertia lenhosa de inverno no primeiro ano de plantio. As mudas do cultivar Itália obtidas pela enxertia de mesa apresentam menor desenvolvimento do que as enxertadas a campo na estaca ou na brotação do porta-enxerto.
Título en inglés
Evaluation of the initial development of rootstocks and grafted grapevine plants obtained through different propagation methods
Resumen en inglés
A series of field, greenhouse, and laboratory trials was accomplished in order to evaluate the initial development of 'Jales' and 'Campinas' grape rootstocks obtained by cuttings and micropropagation and also that of different types of 'Italia' grapevine plants. The effects of hardwood cuttings diameter and cutting type, AIB concentrations, and leaf area on greenwood cuttings were investigated. The micropropagation experiments involved the test of different BAP concentrations to induce the growth of shoot tips and nodal segments, different culture media, effect of nodal segment position and leaf size on multiplication and rooting, and acclimatization methods. The growth of rootstock plants obtained by greenwood cuttings was also evaluated and compared to the initial development of plants obtained by hardwood cutting and micropropagation in containers and in mini-rhizotron. The development of plants of Italia cultivar obtained by grafting at original wood or at new developed branches of rootstock and by benchgrafting was evaluated in a field trial. The hardwood cuttings diameter did not affect graft-taking, however, thicker cuttings originated more vigorous plants. Rooting of the greenwood cuttings was successfully accomplished and plants were ready for transplanting within 21 days. Cuttings may be prepared with one bud and one leaf and AIB application is unnecessary. The micropropagation of rootstocks was shown to be viable through shoot tips and nodal segments. The use of 10μM of BAP was required for the initial cultivation. MS medium, with the half of the salt concentration and free of growth regulators, was utilized for the multiplication, which gave approximately 3.5 new plants per explant each month. Rooting occurred during multiplication and plant survival was high after acclimation in closed containers under intermittent mist. The growth of rootstocks obtained by greenwood cuttings and micropropagation was lower than that obtained with hardwood cuttings, leading to the conclusion that winter hardwood grafting is not recommended in the first year of planting. The development of cultivar Italia plants obtained by benchgrafting was lower than that of field grafting at original wood or at new branches.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
BiasiLuizAntonio.pdf (8.67 Mbytes)
Fecha de Publicación
2019-12-20
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.