• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2020.tde-20200111-122637
Document
Auteur
Nom complet
Ederaldo José Chiavegato
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 1995
Directeur
Titre en portugais
Efeito do ambiente e de cultivares nos componentes da produção e nas características tecnológicas da fibra e do fio de algodão
Mots-clés en portugais
ALGODÃO
INTERAÇÃO GENÓTIPO-AMBIENTE
PRODUÇÃO
VARIEDADES VEGETAIS
Resumé en portugais
O efeito de cultivares e do ambiente – definido como o conjunto indiscriminado de condições e fatores, adversos ou favoráveis, presente no local de cultivo – sobre os componentes da produção de algodão e as características tecnológicas da fibra e a qualidade do fio, foi estudado a partir de dados obtidos em experimentos regionais de cultivares. Mediante associação de 33 localidades e 3 anos, foram definidos 40 ambientes para o estudo do comportamento dos cultivares brasileiros IAC 19, IAC 20, CNPA Precoce 1 e CNPA Acala 1. Além dos efeitos principais, uma interação cultivar x ambiente altamente significativa foi observada para todas as características, o que permitiu realizar estudos de estabilidade e adaptabilidade dos cultivares, pelo método de regressão linear bi-segmentada. Estudos de correlação entre a produção de algodão em caroço e as demais características foram realizados assim como análises de regressão múltipla para verificar as características da fibra responsáveis pela tenacidade e elongação do fio. O efeito do ambiente, para todas as características estudas, foi bem superior ao de cultivares, tendo na média destes, provocado variações de 820 a 4440 kg/ha na produção de algodão em caroço; 4,97 a 8,32g no peso de um capulho; 10,62 a 14,53g no peso de cem sementes de 34,05 a 42,62% na porcentagem de fibra. Nas características da fibra, a dispersão devida ao ambiente (na média dos cultivares) foi de 24,56 a 29,91 mm para o comprimento (Fibrógrafo , “2,5%”); 40,75 a 48,38% para a uniformidade; 3,51 a 5,13 para o índice Micronaire; 21,06 a 26,92g/Tex para a tenacidade (Pressley 1/8”); e 55,97 a 76,79% no caso da maturidade. O comprimento, a uniformidade e a tenacidade da fibra foram responsáveis por cerca de 60% da variação na tenacidade do fio (Ne 22) e em consequência do efeito exercido sobre eles, o ambiente provocou dispersão na tenacidade do fio de 12,71 a 16,78 (RKM). Para a elongação do fio, que dependeu em 65% da variação do comprimento, da uniformidade e do Micronaire, a oscilação devido à influência do ambiente na fibra, foi de 5,78 a 7,92%. Além de se diferenciarem quanto à produtividade e às demais características, os cultivares revelaram diversidade quanto à resposta ao ambiente. De modo geral, o IAC 19 e o IAC 20 mostraram-se mais estáveis e previsíveis. Foram também mais responsivos às melhorias do ambiente com respeito à produção de algodão em caroço, e apresentaram adaptabilidade regular às diversas condições de cultivo para as demais características. Por outro lado, os cultivares CNPA Precoce 1 e CNPA Acala 1 mostraram-se menos estáveis e previsíveis, provavelmente em consequência da maior susceptibilidade a doenças e nematóides. Para algumas características, principalmente as de fibra, o CNPA Acala 1 mostrou ser também mais sensível a condições adversas. Nenhum dos cultivares foi responsivo à melhoria do ambiente, com respeito às características da fibra. Considerando as consequências práticas, outros aspectos são apontados e discutidos tais como: a) distanciamento da realidade prática na fixação de valores absolutos ou faixas de variação restritas como padrões de qualidade para as características de fibras, principalmente o índice Micronaire; b) a necessidade de condições e/ou cuidados especiais para assegurar boa qualidade de fibra, em vista da ausência ou baixa correlação entre a produtividade de algodão em caroço e os valores das características da fibra; c) a possibilidade, sob condições desfavoráveis, de produzir fibra com características bem abaixo das requeridas para determinados usos ou produtos finais, apesar da utilização de cultivares apropriados como o CNPA Acala 1; d) a falta de consistência em usar valores das características estudas, ainda que médios, como critério usual para descrição de cultivares; e) a conveniência de considerar a estabilidade e adaptabilidade de cultivares nos programas de melhoramento e nos ensaios para introdução e recomendações de cultivares, e f) a obrigatoriedade de resistência múltipla a doenças e nematoides nos cultivares destinados à maioria das atuais regiões de cultivo de algodão no Brasil.
Titre en anglais
Effect of environment and cultivars on cotton yield components, fiber properties and yarn quality
Resumé en anglais
The effect of cultivars and environment – defined as the joint influence of indiscriminated, adverse or favorable conditions and factors prevailing in the cultivated sites – on the cotton yield components as well as on the fiber properties and yarn quality was studied. Using data obtained in regional tests of cultivars, it was possible to stablish, 40 environments comprising the association of 33 localities and 3 years, in which the behavior of the Brazilian cotton cultivars IAC 19, IAC 20, CNPA Precoce 1 and CNPA Acala 1 was investigated. Besides the main effects, a highly significant interaction cultivar x environment was observed for all traits, which allowed subsequent analysis of cultivar stability and adaptability, by means of a bi-segmented linear regression model. Correlation studies between yield and the other traits, as well as multiple regression analysis of yarn tenacity and elongation on the fiber properties were also accomplished. For all the considered traits, the effect of environment was considerably higher than the cultivar influence. In the average, for all studied genotypes, environment caused variations from 820 to 4440 kg/ha on seed yield; 4.97 to 8.32g on boll weight; 10.62 to 14.43g on the weight of 100 seeds; and 34.05 to 42,61% on the fiber percentage. Concerning to fiber properties, dispersion due due to environment ( in the average of cultivars), was from 24. 56 to 29.91mm for fiber length (Fibrograph, 2.5%); 40.75 to 48.38% for uniformity; 3. 51 to 5.13 for Micronaire index; 21.06 to 26.92 g/Tex for tenacity (Pressley 1/8 Gauge); and 55. 97 to 76.79% in the case of maturity. Regarding to yarn (Ne 22), length, uniformity and tenacity were the significant fiber traits responsible for 60% of variation of yarn tenacity. The dispersion observed is this trait , due to effect of environment on fiber was, consequently, from 12.71 to 16.78 (RKM). Yarn elongation depended in 65% of variation occurred in length, uniformity and Micronaire, and presented a range due to influence of environment on fiber, from 5.78 to 7.92%. Cultivars differed not only with respect to yield components and fiber properties but also in their response to environment variation. In general the cultivars IAC 19 and IAC 20 showed to be more stable and predictable.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2020-01-11
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.