• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1981.tde-20220207-190147
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Alberto Ribeiro Goncalves
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1981
Orientador
Título em português
Efeitos de métodos de colheita e debulha de sementes sobre a germinação e produção de milho (Zea mays L.)
Palavras-chave em português
COLHEITA
DEBULHA
GERMINAÇÃO DE SEMENTES
MILHO
PRODUÇÃO
Resumo em português
O objetivo principal do presente trabalho foi estudar se as mudanças que ocorreram quanto aos métodos de colheita de sementes de milho vêm exercendo influência sobre a qualidade das sementes de duas cultivares de milho, colhidas a dois teores de umidade e tratadas ou não com fungicida. Quatro métodos de colheita foram empregados e com as sementes colhidas conduziram-se testes de laboratório e campo. Aquêles foram realizados em quatro épocas e os experimentos de campo foram conduzidos em três localidades: Não me Toque, RS, Santo Antônio da Platina, PR e Santa Cruz das Palmeiras, SP. em solos onde foram realizadas as adubações normais exigidas pela cultura; o delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições; cada experimento foi analisado separadamente. Em laboratório foram determinados os teores de umidade, germinação, sementes quebradas e danificadas. A germinação sofreu análise conjunta das quatro épocas. No campo foram determinados os dados de emergência das plântulas, altura das plantas, altura da inserção da espiga superior, número total de plantas, número de plantas quebradas + acamadas, número de boas espigas, número de espigas estragadas e colheita das espigas (produção). A análise e a interpretação dos dados obtidos permitiram chegar às seguintes conclusões: a) As cultivares se comportaram de modo diferente quanto a diversos fatores estudados. b) A germinação resultante do método de colheita e debulha manual com 18% de umidade foi superior aos demais métodos para o Ag 152 R com exceção do método tradicional. c) A germinação resultante do método de colheita e debulha manual a 18% de umidade para o Ag 152 R foi superior ao mesmo tratamento com 13% de umidade. d) A germinação resultante do método de colheita e debulha manual com 18% de umidade para o Ag 259 foi superior aos demais métodos de colheita. e) As germinações para o Ag 259 nos métodos que usam debulha no campo com 13% de umidade foram superiores aos mesmos métodos com 18% de umidade. f) Para o Ag 152 R não houve diferenças entre os tratamentos para a velocidade de emergência no campo enquanto para o Ag 259, de modo geral, a colheita a 13% de umidade foi superior àquela com 18%. g) Para o número de plantas emergidas aos dez dias o efeito do fungicida foi benéfico para o Ag 259 nas duas localidades estudadas enquanto para o Ag 152 R só o foi na localidade, que apresentou menor temperatura na época da semeadura (Santo Antônio da Platina, PR). h) O tratamento com fungicida foi benéfico ao número de plantas na colheita, nas duas cultivares nas três localidades estudadas, com exceção do Ag 152 R, em Santa Cruz das Palmeiras, SP. i) A produção do Ag 152 R colhido a 18% de umidade, de modo geral, foi superior àquela do colhido a 13%; o tratamento com fungicida, com exceção da localidade de Não me Toque, foi benéfico nos dois teores de umidade. j) Os métodos que usam debulha no campo R não se mostraram inferiores quanto a produção em relação ao método tradicional para o Ag 152 R; o mesmo aconteceu para o Ag 259 com as sementes tratadas com fungicida. Pode-se, portanto, considerar eficientes os novos métodos de colheita e debulha que vêm sendo usados presentemente na produção de sementes e que justifica-se o uso de fungicidas nas sementes.
Título em inglês
Not available
Resumo em inglês
The main purpose of this work was been to find out if the changes that occurred in the maize seed harvesting methods are influencing the seed quality of two maize cultivars, harvested at two moisture levels and treated or not with fungicide. Four harvesting methods were used, and laboratory and field tests were conducted with the seed. The first ones were conducted in four times and the field tests were carried out at three localities, all they in BRAZIL: Não me Toque, RS, Santo Antônio da Platina, PR, and Santa Cruz das Palmeiras, SP; in soils where the normal fertilizations required by the crop were executed; the randomized complete blocks experimental design was used, with four replications; each experiment was analysed separately. Moisture level, germination, damaged and broken seeds were determined in the laboratory. The germination was analysed using the pooled data of the four epochs. The analysis and interpretation of the data lead to the following conclusions: a- The cultivars behaved differently as to the various factors studied. b- The germination resulting from the manual harvesting and shelling method, with 18% moisture was superior to the other methods for the Ag 152 R, with the exception of the traditional method. c- The germination resulting from the manual harvesting and shelling method at 18% moisture was superior for the Ag 152 R to the same treatment at 13% moisture. d- The germination resulting from the manual harvesting and shelling method with 18% moisture was superior for the Ag 259 to the other harvest methods. e- The germination of the Ag 259, for the methods that use shelling in the field with 13% moisture were superior to the same methods with 18% moisture. f- No differences were found among the treatments as to the rate of emergence in the field, for the Ag 152 R while for the Ag 259, generally, the harvest at 13% moisture was superior to that at 18%. g- For the number of seedlings at ten days, the fungicide effect was beneficial to the Ag 259 at the two localities studied, while for the Ag 152 R it was so only at the locality that presented lower temperatures by the planting time (Santo Antônio da Plantina, PR). h- The treatment with fungicide was beneficial to the number of plants at harvest for the two cultivars at the two localities, with the exception of the Ag 152 R, at Santa Cruz das Palmeiras, SP. i- The yield of the Ag 152 R harvested at 18% moisture, generally, was superior to that harvested at 13%; the fungicide treatment, with the exception of the locality of Não me Toque, was beneficial at the two moisture levels. j- The methods that use shelling in the field were not inferior as to yield in relation to the traditional, for the Ag 152 R; the same happened to the Ag 259, with the seed treated with fungicide. We can, therefore, consider efficient the new harvesting and shelling methods that are currently being used in the production of seeds and that the use of fungicides is justified.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.