• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2010.tde-26022010-080246
Documento
Autor
Nome completo
Vanessa Cristina Caron
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2009
Orientador
Banca examinadora
Jacomino, Angelo Pedro (Presidente)
Kluge, Ricardo Alfredo
Mattiuz, Ben-hur
Título em português
Conservação refrigerada de lima ácida "Tahiti" em combinação com atmosfera modificada, ácido giberélico e permanganato de potássio
Palavras-chave em português
Armazenamento em atmosfera modificada
Clorofila
Lima
Pós-colheita - Qualidade
Reguladores vegetais.
Resumo em português
Embora o Brasil seja o maior produtor e exportador mundial da lima ácida Tahiti, atualmente, exporta apenas 5% do total produzido. Isso se deve, parcialmente, à falta de qualidade destas limas, caracterizada pela perda da coloração verde da casca, após a colheita. Assim, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da atmosfera modificada, do ácido giberélico (GA) e do permanganato de potássio, isolados e combinados entre si, na conservação da cor verde da casca de limas Tahiti, beneficiadas com cera, fungicida e refrigeradas. Para isso, foram realizados três experimentos. No primeiro, avaliou-se o efeito da atmosfera modificada com os filmes: PEBD (30 µm); PEBD (65 µm); Vegetal Pack (18 µm); Cryovac D-955 (15 µm) e Xtend (18 µm). No segundo, avaliou-se o efeito de duas doses de GA (20 e 100 mg L-1) isoladas ou em combinação com dois filmes plásticos selecionados no experimento 1. No terceiro, avaliou-se o efeito do permanganato de potássio isolado e em combinação com GA e filme plástico selecionado no experimento 2. Nos três experimentos foram realizadas avaliações físico-químicas e de composição gasosa no interior das embalagens durante 24 dias a 10 ± 1ºC, mais 6 dias a 20 ± 1ºC e 75 ± 5% de umidade relativa. No final do primeiro experimento, os filmes Vegetal Pack e Cryovac D-955 foram selecionados, pois não promoveram formação de altos teores de aceltaldeído e etanol e possibilitaram baixa perda de massa fresca. Houve maior conservação da coloração da casca nos frutos sob os filmes PEBD, porém, estes resultaram em modificação drástica da atmosfera, com alterações de aroma, coloração da polpa e alta incidência de podridões. No segundo experimento, a dose de 20 mg L-1 de GA foi suficiente para conservar a cor da casca por mais tempo que os frutos sem GA. Os filmes Vegetal Pack e Cryovac D-955 resultaram em frutos com maior ângulo de cor e menor croma que aqueles sem filme plástico. O filme Cryovac D-955 foi selecionado por ser termoencolhível e facilitar o processo de embalagem no packing house. No terceiro experimento, o permanganato de potássio reduziu os teores de etileno no interior das embalagens. A combinação do sache com filme plástico resultou em maiores teores de clorofila e frutos de coloração mais verde. O filme Cryovac D-955 conservou os frutos com 4% a mais de peso, com ângulo de cor maior, luminosidade menor e maior teor de clorofila que os frutos sem embalagem. Os teores de ácido ascórbico e de sólidos solúveis não foram influenciados pelos tratamentos em nenhum dos experimentos. Os frutos acondicionados nos filmes PEBD, no primeiro experimento, resultaram em menores teores de ácido cítrico, devido à alteração drástica da atmosfera interna. Em conclusão, o uso do filme Cryovac D-955 é eficiente na conservação da coloração verde das limas Tahiti beneficiadas com cera, fungicida e refrigeradas. Absorvedores de etileno incrementam a conservação destas limas quando combinados com filme plástico. O ácido giberélico só é efetivo na conservação da coloração verde de limas quando aplicado em frutos verde-oliva brilhante.
Título em inglês
Cold storage Tahiti lime in combination with modified atmosphere, gibberellic acid and potassium permanganate
Palavras-chave em inglês
Chlorophyll
Citrus latifolia
Ethylene absorbers
Plastic film
Post-harvest quality.
Skin colour
Resumo em inglês
Although Brazil is the largest producer and exporter of 'Tahiti' lime, actually, exports only 5% of total production. This is, in part, because of a lack of quality of these limes, characterized by loss of green skin colour after harvest. The purpose of this research was to evaluate the efficiency of modified atmosphere, gibberellic acid (GA) and potassium permanganate, alone and combined with each, in the maintenance of green skin 'Tahiti' limes, processed with wax, fungicide and cold storage. For this, three experiments were carried out. At first, the effect of modified atmosphere was evaluated with the films: LDPE (30 µm), LDPE (65 µm), Vegetable Pack (18 µm), Cryovac D-955 (15 µm) and Xtend (18 µm). In the second, the effect of two doses of GA (20 and 100 mg L-1) alone and combined with two plastic films, selected in experiment 1, was assessed. In the third, the effect of potassium permanganate alone and combined with GA and plastic film, selected in experiment 2, was evaluated. In three experiments, the physico-chemical analysis and the gas composition inside the package for 24 days at 10 ± 1ºC, 6 days at 20 ± 1ºC and 75 ± 5% relative humidity were performed. At the end of the first experiment, the films Vegetable Pack and Cryovac D-955 were selected, because it didnt promote the formation of high levels of ethanol and acetaldehyde and promoted low weight loss. There was greater retention of skin color in the fruits under the LDPE films, but these resulted in drastic modification of the atmosphere, with changes in flavor, the pulp colour and high decay incidence. In the second experiment, the dose of 20 mg L-1 GA was enough to keep the skin colour longer than the fruits without GA. Films Vegetable Pack and Cryovac D-955 resulted in fruit with greater hue angle and lower chroma than fruits without film. The film Cryovac D-955 was selected because it is shrinkable and facilitate the packing process in the packing house. In the third experiment, the potassium permanganate reduced ethylene levels inside the package. The combination of the sachet with plastic film resulted in higher levels of chlorophyll and fruits with a greener. The film Cryovac D-955 retained the fruits with 4% more weight, with greater hue angle, brightness lower and higher chlorophyll content than the fruits without packaging. The levels of ascorbic acid and soluble solids were not affected by treatments in either experiment. Fruits packed in LDPE films, in the first experiment, resulted in lower levels of citric acid, because of the drastic change of the internal atmosphere. In conclusion, the use of film Cryovac D-955 is effective in preserving the green colour of the 'Tahiti' limes treated with wax, fungicide and storage. Ethylene absorbers enhance the preservation of limes when combined with plastic film. The gibberellic acid is effective in preserving the green colour of limes when applied to fruit with olive brilliant colour.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Vanessa_Caron.pdf (1.67 Mbytes)
Data de Publicação
2010-03-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.