• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.11.2016.tde-11052016-101843
Document
Auteur
Nom complet
Bruna Mendes de Oliveira
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 2016
Directeur
Jury
Vencovsky, Roland (Président)
Carneiro, Pedro Crescêncio Souza
Geraldi, Isaias Olivio
Miranda Filho, Jose Branco de
Môro, Gustavo Vitti
Titre en portugais
Testadores para a seleção de linhagens de milho-doce
Mots-clés en portugais
Testcrosses
Correlações
Índice de seleção
Progresso
Variância genética
Resumé en portugais
O milho-doce é um tipo especial de milho, de alto valor nutricional que acumula polissacarídeos solúveis de caráter adocicado no endosperma. O consumo deste vegetal está crescendo no Brasil. Sendo esse um dos maiores países produtores de milho do mundo, há também um enorme potencial de produção de milho-doce. Atualmente, existem 53 cultivares de milho-doce registradas no país, mas apenas uma predomina nas lavouras desta cultura. Nota-se uma demanda por novas cultivares de milho-doce adaptadas às condições tropicais, com altas produtividades e excelente qualidade dos grãos. Há também uma escassez de informações sobre a avaliação e obtenção de cultivares de milho-doce. Os objetivos deste trabalho compreenderam: (i) verificação da viabilidade da utilização de um testador com elevado nível de endogamia e mais selecionado, em relação aos testadores com menores níveis de endogamia e menos selecionados, para obtenção de testcrosses; (ii) verificação do progresso realizado nas médias dos testcrosses; (iii) estimação das correlações entre a produtividade de espigas e os componentes de produção; (iv) aplicação de um índice de seleção para caracterizar e selecionar os melhores testcrosses e (v) verificação da variância genética disponível após a seleção e autofecundação. Foram avaliadas duas populações de milho-doce, em que uma é testadora da outra. Os três tipos de testadores utilizados foram obtidos a partir de uma mistura de linhagens selecionadas da geração anterior, sendo assim eles possuíam duas etapas de seleção e três níveis de endogamia. Visando a seleção de linhagens, 176 testcrosses foram avaliados em duas épocas de plantio, em delineamento casualizado em blocos com três repetições. Foram avaliados os caracteres dias para florescimento masculino(FM), altura das plantas(AP), número de espigas comerciais(EC), produtividade das espigas comerciais(PE), comprimento das espigas(CE), diâmetro das espigas(DE) e enchimento de ponta(EP). Foram observadas diferenças significativas entre as médias dos testcrosses nas análises de variância individuais e conjuntas. As interações entre testcrosses e testadores, nas análises individuais, não apresentaram diferenças significativas, indicando que não houve mudança no ordenamento dos testcrosses quando se utilizaram diferentes testadores. Para a mesma interação, nas análises conjuntas foram estimadas as correlações de Spearman, que se mostraram, na grande maioria, significativas, ou seja, foi detectada correlação entre o ranqueamento dos testcrosses. Para todos os caracteres avaliados, os testcrosses exibiram médias iguais ou superiores à melhor testemunha. Não houve evidências claras da diminuição da variância genética dos testcrosses quando foram utilizados testadores mais endogâmicos e mais selecionados. O testador com endogamia equivalente à das linhagens testadas e mais selecionado mostrou-se tão eficiente quanto os testadores com endogamia menor e menos selecionado. Foram observados valores consideráveis para os progressos realizados nas médias dos testcrosses, na maioria superiores a 1%, quando a seleção se deu nos testadores e nas linhagens, destacando que a utilização de testadores selecionados maximiza as médias dos testcrosses. Observaram-se correlações genéticas positivas (rG≥0,556) entre a produtividade de espigas comerciais e os caracteres EC, CE, DE e EP. O índice utilizado classificou os testcrosses em relação a todos os caracteres avaliados simultaneamente e permitiu a seleção dos melhores.
Titre en anglais
Testers for selection of sweet corn inbred lines
Mots-clés en anglais
Correlations
Genetic variance
Progress
Selection index
Testcrosses
Resumé en anglais
Sweet corn is a special type of corn, with high nutritional value, which accumulates soluble polysaccharides in the endosperm, so it is sweeter than other types of corn. The consumption of sweet corn is increasing in Brazil. Being one of the major producers of corn in the world, there is also an enormous potential for the production of sweet corn. Currently, there are 53 sweet corn varieties registered in the country, but only one prevails in crops of this species. There is a demand for new varieties adapted to tropical conditions with high grain yield and superior grain quality. Additionally, there is not enough information about evaluation and development of sweet corn varieties for the Brazilian conditions. The goals of this project were: (i) to verify the feasibility of using a tester with high level of inbreeding and more selected in relation to testers with lower levels of inbreeding and less selected to obtain testcrosses; (ii) to verify the improvement of the testcross means; (iii) to estimate correlations between ear yield and production components; (iv) to apply a selection index to rank and select the best testcrosses and (v) to verify the genetic variance available after selection and selfing in the testcrosses. Two populations, where one was the tester of the other, were evaluated. In each cycle of selection testers were obtained from a mixture of selected inbred lines of the previous generation, leading to two levels of selection and three levels of inbreeding. For selection of inbred lines, 176 testcrosses were evaluated in two seasons, in randomized completed blocks with three replications. The traits days to male flowering (FM), plant height (AP), number of commercial ears (EC), ear yield (PE), ear length (CE), ear diameter (DE) and tip fill (EP) were evaluated. There were significant differences between testcross in the individual and the combined analysis of variance. Interactions between testcrosses and testers, from the individual analysis, in general, were not significant, indicating no change in the ranking of testcrosses when using different testers. For this interaction, from the joint analysis, Spearman's rank correlations were estimated and showed significance in most cases. For all variables, the testcross means were either equal to or greater than the best control. The level of selection underlying the constitution of a tester did not affect the genetic variance among testcrosses. The tester stemming from more selected inbred lines was as good as testers derived from less selected lines. There was progress in the testcross means, generally higher than 1%; the use of selected testers maximized testcross means. Positive genetic correlations (rG ≥ 0.556) were detected between ear yield and EC, CE, DE and EP traits. The selection index ranked the testcrosses for all traits evaluated simultaneously and allowed selecting the superior ones.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2016-05-16
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.