• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Heidelinde Karla Avedikian
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1991
Orientador
Título em português
Ecogenética de espécies de Desmodium Desv. (leguminosae) que ocorrem em áreas de pastagem e de gramado
Palavras-chave em português
DESMÓDIO
GENÉTICA DE POPULAÇÕES VEGETAIS
GRAMADO
PASTAGENS
Resumo em português
Várias populações selvagens de duas espécies de leguminosas forrageiras, Desmodium incanum (Sw.) DC. e D. adscendens (Sw.) DC. foram utilizadas para realizar um estudo comparativo da estrutura dos frutos e das sementes, da germinação e dormência de sementes submetidas a diferentes temperaturas constantes e da alocação de biomassa ou energia para as diferentes partes da planta, numa tentativa de acumular informações para se entender a dinâmica populacional dessas espécies e determinar as estratégias de adaptação nos diferentes habitats em que ocorrem. Foi possível identificar algumas diferenças estruturais e fisiológicas entre as espécies, relacionadas com as diferentes estratégias adaptativas das populações observadas, conforme segue: D. incanum, de hábito de crescimento predominantemente ereto, possui esforço reprodutivo sexuado superior ao de D. adscendens, de hábito de crescimento prostrado e grande capacidade de propagação vegetativa. D. incanum produz menor numero de inflorescências por planta, porem com maior numero de lamentos por inflorescência. Estes lomentos também são constituídos de maior número de artículos. Ambas as espécies produzem uma certa porcentagem de vagens ou artículos sem sementes. O número de artículos por lomento tem implicações na dispersão de sementes, principalmente relacionadas aos padrões de arranjamento espacial das sementes no solo, à sua densidade e à formação· do banco de sementes. As sementes das duas espécies são bastante diferentes quanto à forma, cor, tamanho, peso e tegumento de revestimento. D. incanum possui sementes com maior capital inicial, o que possibilita maior sobrevivência e melhor desenvolvimento de plântulas por ocasião do estabelecimento da coorte. Além disso, D. incanum possui sementes dormentes, ou seja, sementes duras, devido a impermeabilidade do tegumento a agua. Este mecanismo contribui para a distribuição da germinação das sementes no espaço e no tempo. As sementes de D. adscendens são mais leves e achatadas e possuem tegumento permeável a água, o que permite a germinação tão logo as condições ambientais (temperatura, água, ar) sejam favoráveis. Todavia, cada semente está protegida por uma vagem indeiscente, o que também constitui um mecanismo que retarda a germinação. Ambas as espécies apresentaram melhores porcentagens de germinação entre as temperaturas de 25 e 35°C, entretanto, em D. incanum a maior porcentagem de germinação ocorreu aos 40°C, devido à quebra de dormência. A germinação de sementes de D. incanum é gradual e lenta com uma porcentagem média de 30 a 40% de germinação. A germinação das sementes de D. adscendens e rápida e praticamente o dobro da porcentagem de germinação de D. incanum. O intervalo de temperatura em que ocorre a germinação de sementes está relacionado com as características climáticas da região geográfica que elas ocupam, sendo que as espécies estudadas são típicas de regiões tropicais. Foi observada maior variabilidade entre as populações de D. incanum quanto à porcentagem de sementes duras. A porcentagem de germinação variou para cada população de D. adscendens. O sistema reprodutivo é o que mais distingue as espécies D. incanum e mais precoce, possui esforço·reprodutivo maior e entre os componentes reprodutivos aloca uma fração maior à produção de frutos, enquanto que em D. adscendens a fração destinada às inflorescências e flores e muito elevada em relação àquela destinada aos frutos. Em ambas as espécies, populações procedentes de local sujeito à pressão de corte intensivo apresentaram praticamente o dobro do esforço reprodutivo, quando comparadas às populações sujeitas à menor pressão de corte no local de origem. Entretanto, em D. incanum, espécie de hábito de crescimento predominantemente ereto, a população procedente de local sujeito à pressão de corte intensivo apresentou uma redução da produção de biomassa·seca total, perto de 50%. Estas observações são indicativas de que nestas populações houve uma seleção adaptativa de genótipos capazes de responder a condições ambientais específicas.
Título em inglês
Ecogenetics of pasture and lawn Desmodium Desv. species (Leguminosae)
Resumo em inglês
Several natural populations of two forage legume species, Desmodium incanum (Sw.) DC. and D. adscendens (Sw.) DC. were compared in terms of fruit structure; seed structure, germination and dormancy of seeds under different constant temperatures and also biomass or energy allocation to the different parts of the plant, to understand the population dynamics of these species, as well as to detect the adaptive strategies to the different habitats they occur. Structural and physiological differences were detected between the species related to the different adaptive strategies of the populations studied, as follows: D. incanum with predominantly erect growth habit presents a larger reproductive effort than D. adscendens, species with prostrate growth habit and with a great capacity of vegetative propagation. D. incanum produces fewer inflorescences per plant, but with a larger number of loments per inflorescence. These loments also have a greater number of articles. Both species produce a certain percentage of loments or articles without seeds. The number of articles per loment is important to the seed dispersion, specially concerned to the spatial arrangement pattern of the seeds in the soil, their density and by forming the seed bank. Both species have quite different seeds in respect to their shape, color, size, weight and tegument. Seeds of D. incanum hold a greater initial capital, which enables a better survival and development of the seedlings during establishment phase of the cohort. Furthermore, D. incanum has dormant seeds, that is, hard seeds, because of their impermeable tegument to water. This mechanism contributes to the distribution of seed germination in space and time. D. adscendens has lighter and flat seeds, which are water permeable, which enables germination as soon as there are favourable environrnental conditions (temperature, water, air). Each seed is still protected by an indeiscent coat, which also constitutes a mechanism that delays germination. Both species present better percentages of germination between the temperatures of 25 and 35°C, however, the greatest percentage of germination of D. incanum occured at 40°C, because breaking of dormancy. The seeds of D. incanum germinate slowly and about 30 to 40% of germination. The seeds of D. adscendens germinate rapidly, with almost twice the gradually with percentage of germination of D. incanum. The temperature interval in which germination of seeds occurs is related to the climate of the geographic region they occupy. The species 6bject of this study are typical of the tropics. Greater variation among populations was observed at D. incanum with relation to the percentage of hard seeds. Each population of D. adscendens has shown a different percentage of germination. The species are most distinguished by the difference of their reproductive systems. D. incanum has earlier fruit production, greater reproductive effort and allocates a greater parcel to fruit production, while D. adscendens assigns high proportions to inflorescences and flowers in relation to the fraction allocated to fruits. In both species, populations originated from sites under intensive stress of cutting have shown practically twice the reproductive effort of populations which are under lower stress of cutting at the site of origin. However, the population of D. incanum with erect growth habit, which was collected on a site under intensive stress of cutting, has shown a reduction of total dry biomass production of nearly 50%. These observations indicate that in these populations occured an adaptive selection of genotypes able to respond to·particular environmental conditions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.