• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
Document
Author
Full name
Carlos Augusto Colombo
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Piracicaba, 1989
Supervisor
Title in Portuguese
Estudo da variabilidade fenotípica do feijão guandu (Cajanus cajan (L) Millsp)
Keywords in Portuguese
GUANDU
VARIAÇÃO FENOTÍPICA
Abstract in Portuguese
De importância considerável nos países de origem, o feijão guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp.) apresenta boa adaptação às condições climáticas brasileiras, ocorrendo em amplas áreas. Considerando-se as pouquíssimas informações sobre a variabilidade dessa espécie no Brasil, procurou-se nesse trabalho, analisar vários caracteres morfológicos e fenológicos, de 20 procedências, brasileiras e introduzidas. Foram obtidos parâmetros genéticos, curvas de produção, distinguidos grupos com características agronômicas semelhantes, e realizado estudo de correlações entre os caracteres, para essas procedências. Os resultados indiciaram que a variabilidade nessa espécie é muito grande, sendo que as procedências tanto diferiram entre si, para os caracteres altura e largura de planta; início de formação de botões florais e de vagens, peso de 100 sementes, peso verde de rebrota, comprimento e largura de vagem e número de lojas na vagem, como também apresentam grande variabilidade interna; principalmente para os caracteres altura e largura de planta, número de ramos primários, grau de persistência de folhas, peso verde de rebrota e peso de 100 sementes, conforme indicam os elevados coeficientes de variação das procedências. O nível de variabilidade encontrado variou, principalmente, em função da origem das procedências. De uma maneira geral, as procedências de Piracicaba apresentaram os menores níveis de variabilidade, indicando que esse material deve apresentar base genética mais estreita, devido, provavelmente, a efeito de amostragem (deriva genética). Por outro lado, as procedências introduzidas apresentaram, no geral, maior nível de variabilidade. Possivelmente essas procedências, há aproximadamente uma década no Brasil, sofreram introgressão com material brasileiro, amplificando o nível de variabilidade. Valores máximos e mínimos para os caracteres estudados foram obtidos, respectivamente, para as procedências brasileiras e introduzidas, indicando que tais procedências podem ser distinguidas morfológica e fenologicamente. As procedências brasileiras apresentaram-se mais vigorosas, mais altas, com maiores sementes, maior produção e mais tardias, enquanto que as introduzidas, ao contrário, apresentaram-se menos vigorosas, mais baixas, com sementes menores, baixa produção e mais precoces. No entanto, algumas procedências introduzidas apresentaram características de material brasileiro, provavelmente como resultado de hibridação introgressiva.Três tipos principais de curvas de produção foram observados: o tipo I com procedências precoces e com apenas um pico de produção, o tipo II, com procedências de produção contínua, com dois picos mais acentuados de produção, um precoce e outro tardio, e o tipo III , com procedências tardias e também com apenas um pico de produção. As procedências do tipo I são materiais introduzidos, sendo de baixo porte, com sementes pequenas e menor produção, enquanto que as procedências do tipo III são brasileiras, de grande porte, sementes grandes e maior produção. No tipo II, tanto encontram-se materiais brasileiros como introduzidos. Na tentativa de se caracterizar as procedências conforme as maneiras de utilização dessa espécie, usou-se como parâmetros os caracteres produção de grãos, peso de 100 sementes, comprimento de vagem, altura de planta, peso verde de rebrota e inicio de formação de vagens. Os resultados indicaram a existência de dois grupos de plantas bem distintos, e um grupo intermediário. Num dos grupos, composto basicamente por procedências introduzidas, encontram-se plantas de menor porte, com sementes pequenas e precoces, indicadas para produção de grãos secos, tipo feijão. No outro grupo, composto basicamente por procedências brasileiras, que são mais indicadas para produção de biomassa verde e de sementes verdes, do tipo ervilha, as plantas são mais vigorosas, com sementes grandes e tardias. O grupo intermediário compõe-se tanto de materiais brasileiros como introduzidos, que podem servir para ambos os tipos de utilização. Os elevados índices de determinação genotípica (b) obtidos para os caracteres início de formação de vagens, largura e comprimento de vagem, número de lojas na vagem e altura de planta; possibilita que tais caracteres sejam facilmente alterados por seleção. A correlação altamente significativa desses caracteres com a produção de sementes e peso de biomassa verde, ressalta a importância dos referidos parâmetros para o melhorista.
Title in English
Study of phenotypic variability of pigeon pea Cajanus cajan (L.) Millsp.)
Abstract in English
With a high economic importance in its native countries, the pigeon pea ( Cajanus cajan (L.) Millsp.), shows a good adaptation to the Brazilian climatic conditions. Considering the paucity af informations about the variability of this species in Brazil, this work has the objetive of analysing several morphological and phenological characters of twenty Brazilian and introduced accessions. Genetic parameters and production curves groups were obtained, groups with similar agronomic characters were delimited, and correlation analysis among characters was performed for all accessions. The results indicate that the variability of this species is high, and the accessions differ among them in plant initiation, 100 seed weight, green weight of regrowth, pod length and width and number of locus of the pod. Large variability within accessions was observed for plant height and width, number of primary branches, degree of leaf persistence, green regrowth, and 100 seed weight, as showed by the high coefficients of variation. The level of variability observed varied according to the origin of accessions. The accessions from Piracicaba showed the lowest levels, suggesting that this material could have a narrow genetic basis, due probably to sampling problems (genetic drift). The introduced accessions, by the other hand, showed high levels of variation. Probably these accessions, introduced about ten years ago in Brazil, experienced introgressive hybridization with the Brazilian populations, amplifying their level of variability. Maximum and minimum values for the characters were obtained, respectively, for the Brazilian and introduced accessions, indicating that they can be distinguished morphological and phenotypicaly. The Brazilian accessions showed to be more vigorous, taller, with larger seeds, more productive and more late, while the introduced accessions showed some to be less vigorous, smaller, with small seeds, less productive and precocious. However, some introduced accessions showed some attributes of the Brazilian materials, probably due to introgressive hybridization.Three types of production curves were observed: type I corresponding to precocious accessions and with anlyane peak of production; type II, with continuous production with two distinct peaks, and type III corresponding to the late accessions, with only one peak. The type I accessions correspond to the introduced materials, with shorter growth babit, smaller seeds, lower production, while the type III accessions are Brazilians, with taller growth habit, larger seeds, and higher production. In type II both Brazilian and introduced material are found. Trying to characterize the accessions according to their use, the characters seed production, 100 seed weight, pod length, green weight of regrowth and pod iniciation were considered. The results showed the existence of two very distinct groups of plant with an intermediate group. One of the groups, corresponding to the introduced accessions, has plants with smaller growth habit, smaller seeds and precocious, indicated for dry seed production. In the other group, corresponding to the Brazilian accessions, the plants are taller, with larger seeds and late, more indicated for green matter production. The intermediate group, corresponding to both Brazilian and introduced material can be used for both objectives. The high values of the coefficients of genotypic determination for pod initiation, pod length and width, number of locus of the pod and plant height, show that there characters can be easily altered by selection. The highly significant correlation of there characters with seed production and green weight, emphasizes the importance of there parameters for the breeders.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2019-11-08
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2021. All rights reserved.