• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-110129
Documento
Autor
Nome completo
Ana Lucia Cruz dos Santos
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1988
Orientador
Título em português
Variabilidade entre genótipos de soja [Glycine max (L.)] Merrill nas fases imatura e madura de desenvolvimento
Palavras-chave em português
DESENVOLVIMENTO
GENÓTIPOS
MATURAÇÃO VEGETAL
SOJA
VARIAÇÃO GENÉTICA
Resumo em português
A soja[Glycine max] possui em suas sementes cerca de 40% de proteínas e 20% de óleo. É utilizada como alimento direto pelo homem há milênios pelos povos orientais, tanto a partir de grãos imaturos como maduros. Atualmente, o uso da soja na alimentação humana estende-se por todo o ocidente. Os genótipos apropriados para o consumo humano direto, possuem como característica comum seu maior tamanho de semente (< 20g/100 sementes). A presente pesquisa teve como objetivo determinar a variabilidade existente entre 39 genótipos de soja de sementes grandes para dez caracteres avaliados na fase imatura e 15 na fase madura de desenvolvimento. O estudo foi conduzido na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", Universidade de São Paulo, em Piracicaba, Estado de São Paulo. Foi empregado o delineamento em blocos ao acaso com os genótipos estratificados em três conjuntos experimentais com uma testemunha comum (Pérola) em cada conjunto. Foram utilizadas quatro repetições: duas repetições foram plantadas em 14/11/85 e as outras duas em 25/11/85. Os caracteres foram avaliados dentro de cada época de plantio e em plantios reunidos (quatro repetições). Os parâmetros estimados foram os coeficientes de determinação genotípica (b), que equivale ao coeficiente de herdabilidade no sentido amplo; os coeficientes de correlações genéticas, fenotípicas e ambientais. Foram detectados efeitos significativos de épocas apenas para os caracteres: número de dias para o florescimento, número de dias para colheita imatura, altura da planta no florescimento e número de dias para maturidade. Foi detectada grande variabilidade entre os genótipos. O caráter porcentagem de óleo nas sementes apresentou maior grau de dificuldade de ser alterado por seleção, relativamente aos demais caracteres. Foram encontradas altas correlações entre as fases imatura e madura de desenvolvimento, para todos os caracteres. As correlações genotípicas foram de magnitudes superiores às correlações fenotípicas e ambientais. O peso de 100 sementes foi positivamente correlacionado com largura de vagens e peso de sementes por planta, imatura e madura. A produtividade de sementes foi positivamente correlacionada com número e peso de vagens e de sementes por planta imatura e madura. Tamanho de sementes foi correlacionado negativamente com dificuldade de debulha de vagens imaturas. O genótipo KS 739 x Akiyoshi F7 com 26 g/100 sementes, destacou-se com menor teor de óleo (18%). A porcentagem de óleo nas sementes não se mostrou associada com tamanho de sementes. O genótipo Majós sobressaiu-se como o mais produtivo (3.826 kg/ha). O maior tamanho de sementes foi alcançado pelo genótipo Tamba, com 43 g/100 sementes. Alguns genótipos apresentaram potencialidade para participarem como parentais em programas de melhoramento visando tanto o desenvolvimento de novos cultivares de soja com sementes grandes (tipo hortaliça), quanto para aumentar a variabilidade genética da soja, normalmente cultivada para produção de grãos.
Título em inglês
Variability among soybean [Glycine max (L.) Merrill] genotypes in the imature and mature development stages
Resumo em inglês
The soybean [Glycine max (L.) Merrill has approximately 40% protein and 20% oil in the seeds. It is an edible legume utilized directelly in human feed since thousands of years by Oriental people that use it either as a fresh succulent vegetable or as dried seed. Nowadays, the use of the soybeans in human feed is spreaded for all occident. The genotypes appropriate to direct human feed have large seed size (<20 g/l00 seeds) as a common characteristic. The present research aimed to determine the variability among 39 large-seeded soybean genotypes for ten characters tested in the imature stage and 15 characters in mature stage of growth plant. This study was carried out in the Faculty of Agriculture "Luiz de Queiroz", University of São Paulo, in Piracicaba, State of São Paulo. The experimental design was randomized complete block with genotypes stratified in three experimental sets and a common control (Pérola) for each set. Four replications were used: two were sown in November 14, 1985 and the others in November 25, 1985. The characters were calculated whithin each season of sowing and either with all results from the two seasons (four replications). The parameters estimated were the coefficient of genotypic determination (b), that is equivalent to broad sense heritability; and the coefficients of genotypic, phenotypic and ambiental correlations. Significative differences were detected among growth seasons for the following characters: number of days to flowering and to harvest imature plant, height plant at flowering and number of days to maturity. Great variability was detected among genotypes. It was most difficult to alter by selection the percentage of oil in seed than any other characters. High correlations were estimated between imature and mature stages of development, for all characters. The coefficient of genotypic was superior than phenotipic and ambiental correlations. Weight of 100 seeds was positively correlated with mature and imature seed weight and pod width. Seed yield correlated positively with number and weight of pods per plant (mature and imature). Seed size was negatively correlated with difficulty of thrashing imature pods. Oil percentage was not correlated to seed size. The genotype KS 739 x Akiyoshi F7 excelled with large seeds (26/100 seeds) and low oil content (18%). The genotype Majós was the best in seed yield (3,826 kg/ha). The genotype Tamba showed the largest seed size (43 g/100 seeds). Thus, some genotypes presented potential to participate as ancestors in breeding programs aiming the development of new large-seeded cultivars (vegetable type) and/or the increase of the genetic variability of the germplasm cultivated for grain production.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.