• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-110803
Documento
Autor
Nome completo
Arlete Marchi Tavares de Melo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1989
Orientador
Título em português
Reação de cebola e tomateiro à inoculação de fungos micorrízicos vesículo-arbusculares e de Pyrenochaeta terrestris e Fusarium oxysporum f.Sp. lycopersici
Palavras-chave em português
CEBOLA
CONTROLE BIOLÓGICO
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
FUNGOS MICORRÍZICOS
INOCULAÇÃO
MURCHA DE FUSARIUM
RAÍZES ROSADAS
TOMATE
Resumo em português
Nos estudos sobre micorrizas vesículo-arbusculares (MVA) tem-se dado ênfase para o aspecto nutricional, resultante da interação com espécies vegetais. No entanto , a utilização desses simbiontes tem sido recomendada também para o controle de doenças de plantas, principalmente aquelas causadas por patógenos do solo. Na primeira etapa desse trabalho o objetivo foi o de pesquisar as relações de eficiência e de especificidade entre fungos micorrízicos (FMVA) e plantas de cebola e de tomate. Na segunda etapa foram estudadas as interações de três espécies de FMVA com Pyrenochaeta terrestris em cebola e com Fusarim oysporum f. sp. lycopersici em tomate. Plantas de cebola inoculadas com Glomus leptotichum e Acaulospora scrobiculata mostraram Altura das Plantas (AP), Matéria Seca da Parte Aérea (MA) e Matéria Seca das Raízes (MR), respectivamente, 3, 10 e 6 vezes maiores que o da testemunha sem microrriza. G. leptotichum, A. scrobiculata e Gigaspora heterograma não tiveram efeito sobre o desenvolvimento de plantas de tomate. A inoculação simultânea de G. leptotichum e A. scrobiculata com P. terrestris em plantas de cebola não diminuiu a severidade de ataque da raiz rosada. Em plantas de cebola inoculadas previamente com FMVA não houve interação em relação a P. terrestris. Provavelmente, o período entre a inoculação e a avaliação não foi suficiente para a manifestação de sintomas. Também não ocorreu interação entre FMVA previamente inoculados, plantas de tomate e F. oxysporum f. sp. lycopersici. Não foram constatadas relações de especificidade entre os três isolados de FMVA e hospedeiros estudados. No estudo das interações entre FMVA-hospedeiro-patógeno, as pesquisas devem ser conduzidas até o estádio de produção para que resultados mais conclusivos possam ser obtidos.
Título em inglês
Reaction of onion and tomato to inoculation with vesicular-arbuscular mycorrhizal fungi and with Pyrenochaeta terrestris and Fusarium oxysporum f.sp. lycopersici
Resumo em inglês
Research on vesicular-arbuscular mycorrhizas has usually focused the nutritional aspect that results from the interaction of them with higher plants. However, VAM has been also applied to control soil borne plant pathogens. In the first step of the present investigation, the aim was studying the eficiency and especifity relatioships of vesicular-arbuscular mycorrhizal fungi(VAMF) with onion and tomato plants. In the second step, the interactions of three VAMF species with P. terrestris in onion and with Fusarium oxysporum f. sp. lycopersici in tomato, was studied. Onion plants growth inoculated with Glomus leptotichum and Acaulospora scrobiculata were evaluated through Plants Height, Shoot Dry Weight and Root Dry Weight. The results were, respectively, three, ten, and sixfold larger than non-mycorrhizal plants. G. leptotichum, A. scrobiculata and Gigaspora heterogama did not affect tomato plant growth. Simultaneously inoculation of G. leptotichum and A. scrobiculata with P. terrestris in onion plants did not reduced the severity of pink-root infection. No interaction was observed between pre- inoculated mycorrhizal onion plants and P. terrestris. Probably, the time from pathogen inoculation to plant evaluation was not enough to the symptoms of pink-root show up. In addition, no-interaction was noted between pre-inoculated mycorrhizal tomato plants and F. oxysporum f.sp. lycopersici. Especificity relationships between VAMF and hosts was not detected. Research on VAMF-host-pathogen interaction should be conducted until production stage in order to obtain more definite results.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.