• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-152031
Documento
Autor
Nome completo
Maria Elisa Ayres G Zagatto Paterniani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1988
Orientador
Título em português
Hibridação interespecífica no gênero Cucumis L.
Palavras-chave em português
CRUZAMENTO VEGETAL
CUCUMIS
GENÉTICA DE POPULAÇÕES VEGETAIS
HIBRIDAÇÃO VEGETAL
MAXIXE
VARIAÇÃO GENÉTICA
Resumo em português
No presente trabalho foram realizados cruzamentos entre espécies selvagens de origem africana do gênero Cucumis e o maxixe ( C. anguria), com o objetivo de avaliar o grau de relacionamento interespecífico, visando ao aumento da variabilidade genética em populações da espécie cultivada. Posteriormente, foram obtidas gerações segregantes a partir destes cruzamentos interespecíficos, para eventual utilização em trabalhos de melhoramento de maxixe. Foram efetuadas também hibridações entre as espécies selvagens, para estudos de compatibilidade dentro do gênero. A relação da hibridação interespecífica foi avaliada através da porcentagem de pegamento de frutos, quantidade e qualidade de sementes produzidas e viabilidade da planta F1 obtida. Além disso, foi conduzido um ensaio preliminar de potencial de produção, comparando-se alguns híbridos interespecíficos com os respectivos progenitores quanto a componentes de produção. Segundo observações e resultados obtidos concluiu-se que: - As espécies C. anguria, C. africans, C. longipes e C. myriocarpus são proximamente relacionadas; - C. anguria e C. dipsaceus são incompatíveis; - C. metuliferus não se relaciona com as espécies utilizadas; - Todos os híbridos F1 interespecíficos apresentaram características fenotípicas intermediárias aos progenitores diferindo destes quanto à coloração, espiculosidade a ao comprimento do fruto; - Foi possível a obtenção de populações segregantes F2 e de retrocruzamento para C. anguria a partir dos híbridos F1 interespecíficos C. anguria x C. africanus, C. anguria x C. longipes e C. anguria x C. myriocarpus, representando grande potencial para utilização no melhoramento do maxixe.
Título em inglês
Interspecific hybridization in Cucumis L.
Resumo em inglês
Wild species of African origin of the genus Cucumis were crossed to gherkin (C. anguria) in order to evaluate the degree of interspecific relationship that could be used to increase the genetic variability of the cultivated specie. From the interspecific crosses segregating generations were obtained that eventually could be used in gherkin breeding. Interspecific crosses were also obtained for compatibility studies within the genus. The degree of interspecific hybridization was evaluated through the percentage of fruit setting, quantity and quality of seeds obtained, and viability of the F1 plants. Furthermore a preliminar yield trial to evaluate the yielding potential, specially yield components, of some interspecific hybrids and their parents was carried out. The experimental results and observations permit the following conclusions: - The species C. anguria (Gherkin), C. africanus, C. longipes and C. myriocarpus are closely related; C. anguria and C. dipsaceus are incompatible; - C. metuliferus is not closely related to any other species utilized; - All F1 interspecific hybrids showed phenotypic characteristics intermediate in relation to the parents, being different regarding color, spiculation and lenght of the fruits; - It was possible the obtaintion of segregating F2 populations and backcrosses to C. anguria from the interspecific F1 hybrids C. anguria x C. africanus, C. anguria x C. longipes and C. anguria x C. myriocarpus which represent a great potential for gherkin breeding.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.