• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2020.tde-20200111-154238
Documento
Autor
Nome completo
Ricardo Lopes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2003
Orientador
Título em português
Mapas de ligação AFLP e identificação de genes de resistência à Xanthomonas campestres pv. passiflorae em maracujá-amarelo
Palavras-chave em português
BACTÉRIAS FITOPATOGÊNICAS
GENES
MANCHA BACTERIANA
MAPEAMENTO GENÉTICO
MARACUJÁ AMARELO
MARCADOR MOLECULAR
RESISTÊNCIA GENÉTICA VEGETAL
Resumo em português
Uma população F1 composta de 117 plantas derivada do cruzamento entre os acessos de maracujá-amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg., 2n=18) i.é, IAPAR-06 (genitor masculino, suscetível à Xanthomonas campestres pv. passiflorae) e IAPAR-123 (genitor feminino resistente) foi usada para a construção de mapas de ligação de AFLP e identificação de locos de resistência. A população de mapeamento foi inoculada, e a área foliar média lesionada foi avaliada. A combinação das enzimas de restrição EcoRI/Msel (E/M) e Pstl/Msel (P/M) foram usadas em associação com um nucleotídeo seletivo no estádio de pré-amplificação, e três nucleotídeos na amplificação seletiva para a geração das marcas de AFLP. Locos que se ajustaram à segregação 1: 1 foram analisados de acordo com a estratégia "duplo pseudocruzamento-teste". A análise de QRLs foi realizada por regressão linear múltipla e pelo método de mapeamento por intervalo composto. O mapa de ligação do acesso IAPAR-06 foi construído usando 115 marcadores, dos quais 112 foram alocados em 9 grupos de ligação (GL) cobrindo 790,2 cM. O comprimento dos grupos variou de 11,9 a 208,0 cM, e 35,7 % dos marcadores foram posicionados no mapa como acessórios. O mapa de ligação do acesso IAPAR-123 foi construído usando 140 marcadores, dos quais 138 foram alocados em 9 grupos de ligação cobrindo 473,2 cM. O comprimento dos grupos variou de 8,4 a 124,7 cM, e 61,6 % dos marcadores foram posicionados no mapa como acessórios. Em ambos os mapas, a distribuição dos marcadores AFLP não foi aleatória, pois houve a formação de "clusters". A análise de regressão linear múltipla revelou que dois marcadores apresentaram associações com QRLs. As marcas PM023558 (GL 2) e EM2378 (GI 9) explicaram 17,4 % e 3,9 % da variação fenotípica para área média de lesão, respectivamente. Ambos foram incluídos no mapa do acesso IAPAR-123 como marcadores acessórios. O mapeamento por intervalo composto identificou um QRL entre os marcadores do GL 2 (mapa IAPAR-123), EM161461 e EM01156 explicando 15,8 % da variação fenotípica, o qual corresponde ao QRL identificado pelo marcador PM023558 pela análise de regressão múltipla.
Título em inglês
AFLP linkage map and identification of resistance gene against Xanthomonas campestres pv. passiflorae in passion fruit
Resumo em inglês
A F1 population composed of 117 plants derived from a cross between two yellow of passion fruit clones (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg., 2n=18) i.e., IAPAR-06 (male parent, susceptible to Xanthomonas campestres pv. passiflorae) and IAPAR-123 (female and resistant parent) was used for the construction of AFLP-based genetic linkage maps and for the identification of resistance loci. The mapping population was inoculated, and the mean diseased leaf area was evaluated. The combination of the restriction enzymes EcoRI/Msel (E/M) and Pstl/Msel (P/M) was used in association with one selective nucleotide in the pre-amplification stage and three nucleotides in the selective amplification for the AFLP markers generation. Loci that fitted to a 1:1 segregation were analyzed according to the two-way pseudo-testcross mapping strategy. The quantitative resistance loci (QRLs) analysis was performed by linear multiple regression and composite interval mapping. The IAPAR-06 linkage map was constructed using 115 markers, of which 112 were located on 9 linkage groups (LG) covering 790.2 cM. The length of the groups ranged from 11.9 to 208.0 cM, and 35. 7 % of the markers were positioned on the map as accessories. The linkage map of the clone IAPAR-123 was constructed using 140 markers, of which 138 were located on 9 linkage groups covering 473.2 cM. The length of the groups ranged from 8.4 to 124.7 cM, and 61.6 % of the markers were positioned on the map as accessories. ln both maps, the distribution of the AFLP markers was not at random as the formation of clusters occurred. The multiple linear regression analysis revealed that two markers did show associations with QRLs. The markers PM023558 (LG 2) and EM23478 (LG 9) explained 17.4 % and 3.9 % of phenotypic variation for the mean diseased leaf area, respectively. Both were included on the IAPAR-123 map as accessory markers. The composite interval mapping identified one QRL between the LG 2-markers EM161461 and EM01156 (IAPAR-123 map), explaining 15,8 % of phenotypic variation, which corresponds to the QRL identified by the marker PM023558 by the multiple linear regression analysis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LopesRicardo.pdf (6.37 Mbytes)
Data de Publicação
2020-01-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.