• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.1992.tde-20210104-174633
Documento
Autor
Nome completo
Luciano Lourenço Nass
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1992
Orientador
Título em português
Variabilidade genética em populações semi-exóticas de milho (Zea mays L.)
Palavras-chave em português
MILHO
POPULAÇÕES VEGETAIS
VARIAÇÃO GENÉTICA EM PLANTAS
Resumo em português
Foi estudada a variabilidade genética nas populações semi-exóticas de milho, ESALQ-PB1 x ENTRELAÇADO 1 (EE1) e ESALQ-PB1 x CRAVO 4 (EC4), aos níveis intra e interpopulacional. Progênies ao nível intrapopulacional (irmãos germanos e S1) de EE1 e EC4 foram avaliadas em dois experimentos em Piracicaba-SP, sendo um para cada população. Em ambos os casos foi utilizado o delineamento em blocos casualizados com três repetições e os tratamentos foram arranjados em parcelas subdivididas, com grupos (tipos de progênies) nas parcelas e progênies nas subparcelas. Foram avaliados os seguintes caracteres: altura de planta(AP), altura de espiga (AE), número de espigas (NE), número de ramificações do pendão (NR), estande (ES), diâmetro de espiga (DE), comprimento de espiga (CE), peso de espigas (PE) e produção de grãos (PG). A produção de grãos de EE1 e EC4 foi da ordem de 3,8 e 5,5 t/ha para progênies de irmãos germanos e de 2,1 e 2,9 t/ha para progênies S1, respectivamente. Estes valores representam 52,3%, 78,5%, 28,1% e 41,8% da produção da testemunha (híbrido duplo Cargill-511), respectivamente. Para os demais caracteres as populações EE1 e EC4 mostraram médias superiores à testemunha para AP, AE e NR, nas progênies de irmãos germanos e para AE e NR nas progênies S1. As medidas de depressão por endogamia (m1 - m0 , sendo m1 e m0 as médias de progênies endógamas e não endógamas, respectivamente) , expressa em porcentagem de m0, para EE1 e EC4, foram: 13,7% e 12,8 % (AP); 15,9% e 14,2% (AE); 46,0% e 31,3% (NE); 19,4% e 12,7% (NR); 19,2% e 9,8% ( ES) ; 17,1% e 12,4% (DE); 18,7% e 15,8% (CE); 44,8% e 45,0% (PE); 46,2% e 46, 7% (PG), respectivamente. De uma maneira geral, as estimativas da variância genética entre progênies (IG e S1) em EE1 foram superiores em relação a EC4. As estimativas em S1 foram superiores às obtidas com IG, exceto para os caracteres PE, PG e NR, provavelmente em decorrência da influência negativa de D1 (covariância entre efeitos aditivos e dominantes nos homozigotos) na variância genética total nestes caracteres. As progênies de irmãos germanos interpopulacionais (EE1 x EC4) foram avaliadas em Uberlândia-MG, em três experimentos em blocos casualizados com três repetições; foi avaliado somente o caráter peso de grãos, cuja média na análise agrupada foi de 2,5 t/ha, representando 92,6% da média da testemunha (2,7 t/ha). A variância genética entre progênies foi de magnitude inferior às estimativas obtidas ao nível intrapopulacional (EE1 e EC4); entretanto, os efeitos de locais e anos devem ser considerados na comparação das estimativas da variância.
Título em inglês
Genetic variability in semi-exotic populations of maize (Zea mays L.)
Palavras-chave em inglês

Resumo em inglês
The genetic variability, of both intra and interpopulation level, was studied in the semi-exotic populations, ESALQ-PBl x ENTRELAÇADO 1 (EE1) and ESALQ-PB1 x CRAVO 4 (EC4). Intrapopulation progenies (full-sib and S1) from EE1 and EC4 were evaluated intwo experiments (one for each population) at Piracicaba-SP. Both experiments were in completely randomized blocks with three replications, following the split-plot arrangement with sets of diferente progenies in the plots and individual progenies in the sub-plots. The following traits were evaluated: plant height (PH), ear height (EH), ear number (EN), tassel branch number (TB), stand (ST), ear diameter (ED), ear lenght (EL), ear yield (EY) and grain yield (GY). Grain yield of EEl and EC4 was of the order of 3,8 and 5,5 t/ha for full-sib progenies and of 2,1 and 2,9 t/ha for S1 progenies, respectively. Such values represent 52,3%, 78,5%, 28,1% and 41,8% of the check (double cross Cargill-511) yield, respectively. For the other traits populations EE1 and EC4 showed means higher than checks for PH, EH and TB, for full-sib progenies and for EH and TB for S1 progenies. Inbreeding depression (m1 - m0; where m1 and m0 stand for inbred and non-inbred progenies, respectively), expressed in percent of m0 , for EE1 and EC4 were: 13, 7% and 12, 8% ( PH) ; 15, 9% and 14, 2% (EH) ; 46, 0% and 31,3% (EN) ; 19, 4% and 12, 7% ( TB) ; 19, 2% and 9, 8% ( ST) ; 17,1 % and 12,4% (ED); 18,7% and 15,8% (EL); 44,8% and 45,0% (EY); 46,2% and 46,7% (GY), respectively. In general, estimates of the genetic variance among progenies (FS and S1) were higher for EE1 relative to EC4. Except for traits EY, GY and TB, estimates in S1 were higher than those in FS, probably due to the negative effect of D1 (covariance between additive and dominant effects in the homozygotes) in the total genetic variance for those traits. Interpopulation full-sib progenies (EE1 x EC4) were evaluated at Uberlandia-MG in three experiments in completely randomized blocks with three replications; only grain yield was evaluated in these experiments, and the grouped analysis showed a mean of 2,5 t/ha, that is 92,6% of the check (2,7 t/ha) yield. The genetic variance among progenies was of lower magnitude than those obtained at the intrapopulations (EE1 and EC4); however, effects of location and year must be accounted for in comparing variance estimates.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-01-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.