• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.1996.tde-20210104-180529
Documento
Autor
Nome completo
Ismael Camargo Buitrago
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1996
Orientador
Título em português
Comparação de três processos seletivos para a identificação de linhagens S1 superiores em milho (Zea mays L.)
Palavras-chave em português
LINHAGENS VEGETAIS
MILHO
SELEÇÃO
Resumo em português
Foram comparados três processos seletivos para a identificação de linhagens S1 superiores nas populações de milho BR-105 e BR-106. De 100 genótipos S0 amostrados de cada uma das duas populações foram obtidas progênies S1, meios irmãos intra e interpopulacionais. Os seis grupos de 100 progênies, sendo dois S1, dois intra e dois interpopulacionais, foram avaliados nos anos agrícolas 92/93 e 93/94, em dois locais da região de Piracicaba-SP. Baseados no comportamento dos três tipos de progênies, foram selecionadas as 10 melhores progênies de cada tipo, totalizando 30 progênies para a população BR-105 e 30 para a BR-106. A seguir, cada uma das progênies S1 selecionadas foi cruzada com um testador endógamo, obtendo-se assim as 30 progênies testcross e 30 progênies S1, para cada população. Os experimentos foram instalados em latices 8 x 8 arranjadas segundo um delineamento em faixas com quatro repetições, em dois locais da região de Piracicaba e em Santa Cruz das Palmeiras-SP. Foram avaliados os seguintes caracteres: peso das espigas despalhadas (PE), altura da planta (AP), altura da espiga (AE), estande (ES), prolificidade (P) e posição relativa da espiga (R). As estimativas dos componentes da variância genética e dos parâmetros afins, mostraram que as populações diferem quanto a variabilidade genética para os três caracteres estudados. Verificou-se que as progênies S1, apresentaram, como esperado, valores de variância genética entre progênies, fenotípicas e herdabilidade superiores às progênies meio irmãos intrapopulacionais (MI intra) e meio irmãos interpopulacionais (MI inter), devido ao fato de que a endogamia aumenta a variabilidade genética entre progênies dentro da população. Estimativas de correlação genética entre progênies mostraram, em ambas as populações, maior associação entre as progênies não endogâmicas (MI intra, MI inter) que entre as progênies endogâmicas e não endogâmicas (S1, MI intra e S1, MI inter). Verificando-se com estes resultados que ambas as populações possuem frequências gênicas diferentes, sendo, portanto, geneticamente divergentes, constituindo-se num padrão heterótico com potencial para o desenvolvimento de híbridos de elevada produtividade e boas características agronômicas. Por outro lado, a avaliação das progênies selecionadas mostrou que nas progênies S1, a média do caráter peso de espiga, em ambas as populações, mostraram uma leve tendência das progênies originadas da seleção MI inter serem superiores às da seleção S1 e estas superiores às seleção MI intra; sendo que estas maiores produtividades estão associadas ao maior índice de prolificidade. Verificou-se que para estes caracteres, o comportamento entre as progênies testcrosses foi semelhante, ou seja, cada tipo de seleção identificou progênies diferentes, que no final tiveram comportamento médio similar. Isto sugere que as progênies S1 e testcross selecionados, independente do tipo de seleção da qual se originaram, podem ser consideradas promissoras pelo comportamento per se das progênies S1 que, em média, foram iguais ou superiores as S1 parentais e, com alto potencial em combinações híbridas pois, em média, os testcrosses S1' BR-106 x 22-2B foram 16,2% superior à média das testemunhas híbridas e os testcrosses S1' BR-105 x 14-4 B foram apenas 3,0% inferior à média dos híbridos comerciais utilizados como testemunhas. As estimativas da depressão por endogamia mostrou que esta foi mais pronunciada na população BR-105 que na BR-106 à exceção do caráter R. Dentro dos tipos de seleção, as progênies selecionadas através de MI inter foram as menos afetadas pela depressão endogâmica para os caracteres PE, AP e AE; entretanto, verificou-se que para os caracteres P, ES e R, o menor efeito da depressão endogâmica foi observado nas progênies da seleção S1 em ambas as populações, indicando com estes resultados o potencial de ambas as populações para a extração de linhagens superiores, visando a obtenção de híbridos de linhagens, quanto em programas de melhoramento de populações.
Título em inglês
Comparison of three selective procedures for the identification of outstanding S1, inbred lines in maize (Zea mays L.)
Palavras-chave em inglês

Resumo em inglês
Three selective procedures were compared in order to identify outstanding S1 lines in maize populations BR-105 and BR-106. One hundred genotypes (plants) were sampled from each population, from which one hundred S1 progenies, intrapopulation and interpopulation half-sib progenies were obtained. These progenies were evaluated during two growing seasons (92/93 and 93/94) in two locations of Piracicaba, São Paulo. The best 10 lines for each selection type were identified based on their own performance, totaling 30 lines from BR-105 population and 30 lines from BR-106 population. Each line was crossed to an inbred tester generating 30 testcross progenies and 30 S1 progenies for each population. These progenies were evaluated using an 8 x 8 Lattice arranged in split-blocks with four replications, during the growing season 94/95 at two locations in the Piracicaba region and one location in Santa Cruz das Palmeiras, all in the State of São Paulo. The traits evaluated were: ear weight (PE), plant height (AP), ear height (AE), stand (ES), prolificacy (P) and the ratio: ear height/plant height (AE/ AP). The genetic variance components and other genetic parameters estimates, showed that populations differ in relation to the studied traits. It was verified that, as expected, S1 progenies presented genetic, and phenotypic variances, and heretabilities superior to those of half-sib intra and half-sib inter progenies, due to the fact that inbreeding increases genetic variability among progenies within the populations. The estimates of genetic correlation among progenies showed in both populations a higher association involving the non-inbred progenies (half-sib intra, half-sib inter) than that involving inbred and non-inbred progenies (S1, half-sib intra) and (S1, half-sib inter). Results showed that both populations would have different gene frequencies, being genetically divergent, constituting heterotic patterns with potential for developing outstanding hybrids. The S1 lines selected from interpopulation selection showed a small tendency of superiority over the S1 selection, which is superior over intrapopulation selection for both populations, being these superiorities associated with a higher prolificacy index. It was also found that performance of testcross progenies was similar for ear weight (PE) and prolificacy (P) in both populations, regardless of selection type used. Thus, each selection type identified different lines which showed similar performance. It sugests that selected S1 and testcross progenies can be considered promissoring because of per se S1 progenie performance that, in average, were equal or superior to S1 parental progenies and, with high hybrid combination potential. Testcrosses (S1' BR-106 x 23-2B) were 16,2% superior to the average of hybrid checks, and testcrosses (S1' BR-105 x 14-4B) were only 3% inferior to the average of commercial hybrids used as checks. The inbreeding depression of the selected lines were higher on that derived from BR-105 population than on BR-106, except for the R trait. Among selection types, the lines selected through intrapopulation half-sib progenies were less affected by inbreding depression for PE, AP and AE traits, than the other types of selection. On the other hand, for P, ES and R traits the lower inbreeding depression effect was observed on S1 selection for both populations, indicating the potential of these populations for inbred-hybrids programs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-01-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.