• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.1999.tde-20210104-183153
Documento
Autor
Nombre completo
Marcelo Akira Naime Nishikawa
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1999
Director
Título en portugués
Análise genética de populações de milho (Zea mays L.) visando resistência a lagarta do cartucho (Spodoptera frugiperda Smith, 1797)
Palabras clave en portugués
ANÁLISE GENÉTICA
LAGARTA-DO-CARTUCHO
MILHO
POPULAÇÕES VEGETAIS
RESISTÊNCIA GENÉTICA VEGETAL
Resumen en portugués
Os objetivos do presente trabalho foram avaliar progênies endogâmicas de populações resistentes para características agronômicas e resistência a lagarta do cartucho, sob ataques simulados da praga, através de infestações artificiais (IA), avaliar os cruzamentos “topcrosses” entre as linhagens S2 e a população original dos materiais utilizados, bem como estudar os padrões de herança e componentes genéticos relacionados a resistência a lagarta do cartucho nas populações de milho utilizadas. No primeiro conjunto de experimentos foram avaliadas 140 progênies S1 e 100 progênies de irmãos germanos (IG) das populações CMS 14C e CMS 23, 110 progênies S1 e 90 progênies IG da variedade BR 5026 em Rio Verde (RV). Nesta primeira fase foram avaliados peso de espigas, altura de planta e altura de espiga. A testemunha utilizada foi o híbrido triplo G85. Em uma segunda fase, as mesmas progênies foram avaliadas em Piracicaba (P), onde foram coletados os mesmos dados da primeira fase, e peso de grãos, comprimento médio da espiga, diâmetro médio da espiga, danos da lagarta do cartucho aos 7 dias e aos 14 dias (RL1 e RL2, respectivamente) após a IA. Os dados avaliados para RV e P foram confrontados. As médias foram mais elevadas em P, quando comparadas às obtidas em RV. A depressão por endogamia (DE) estimada para a produção de espigas (PEc) foi maior em P para CMS 23 (-33%) e BR 5026 (-41%) e em RV para CMS 14 C (-28%). Para RL1 e RL2 a DE foi maior em RL1 (22%) do que em RL2 (17,80%) para CMS 14C, como também para BR 5026 (RL1 = 10,95% e RL2 = 0,57%). As estimativas de variância genética aditiva para PEc foram superiores em P para CMS 23 e CMS 14C, e superior em RV para BR 5026. Em relação a RL1 e RL2, as estimativas foram superiores em RL1 para CMS 14C e CMS 23, e praticamente iguais para BR 5026. Porém em ambas, esta população apresentou os valores mais baixos. As estimativas de herdabilidades para PEc foram mais elevadas em P, porém em RV, a estimativa mais elevada foi para CMS 14C (0,32) e em P, para BR 5026. Nos caracteres de resistência, as estimativas foram baixas sendo que, os maiores valores foram encontrados em CMS 14C e CMS 23 para RL1 e em RL2, a herdabilidade foi maior para BR 5026. No segundo conjunto de experimentos, foram obtidos 50 topcrosses entre as populações em estudo e suas linhagens S2, sem realizar cruzamentos respectivos. Os topcrosses foram avaliados em P para PE, RL1, RL2, AP e AE, com testemunhas suscetível e resistentes. Estas últimas se constutuíram das próprias populações parentais. As médias dos topcrosses foram superiores a das testemunhas. A testemunha suscetível apresentou valores muito altos para RL1 e RL2, contudo, as resistentes apresentaram médias de danos inferiores às dos topcrosses. As estimativas de variância aditiva interpopulacional apresentaram valores interessantes para PEc, RL1 e RL2 nos diferentes conjuntos, sugerindo que as populações poderiam fazer parte de esquemas de seleção recorrente. Os valores obtidos são suficientes para selecionar as melhores linhagens envolvidas.
Título en inglés
Genetic analysis of maize populations with fallarmyworm resistance
Palabras clave en inglés

Resumen en inglés
The objectives of the present work were to evaluate inbred progenies of resistant populations for yield and fall armyworm resistance, under artificial infestation (AI), to evaluate topcrosses between S2 progenies and populations, and estimate coefficient of heritability (h2) and genetic components related to fallarmyworm resistance in the populations. ln the first set of trials, 140 S1 progenies and 100 full sib (FS) progenies of CMS 14C and CMS 23 populations, and 119 S1 progenies and 90 FS progenies of BR 5026 variety were evaluated in Rio Verde-GO (RV). In this initial phase, the following traits were evaluated: ear weight (PEc), plant height (AP) and ear height (AE). The check was a commercial hybrid, G85. ln Piracicaba-SP (P), the same progenies were evaluated including the same traits plus grain weight, ear length, ear diameter, fallarmyworm damage at 7 and 14 days after AI (RL1 and RL2, respectively). The average values were higher in P, in comparison with RV averages. The inbreeding depression for PEc were higher in P to CMS 23 (-33%) and BR 5026 (-41%) and in RV for CMS 14C (-28%). For RL1 and RL2 traits, inbred depression was higher in RL1 (22%) than RL2 (17,80%) for CMS 14C, as well for BR 5026 (RL1 = 10,95% and RL2 = 0,57%). The additive genetic variance for PEc were higher in P for CMS 23 and CMS 14C, and higher in RV for BR 5026. For RL1 and RL2 traits, the additive genetic variance were higher in RL1 for CMS 14C and CMS 23. The estimate of h2 for PEc were higher in P for all populations, and the higher value was showed by BR 5026. In RV, the highest value for heritability was 0,32 for CMS 14C. For resistance traits, the values for heritability were very low, however, the highest values were obtained by CMS 14C and CMS 23 for RL1 and in RL2, BR 5026 inbreeds had the highest value. On the second set of trials, 50 topcrosses were obtained between populations and their S2 inbreds. The topcrosses were evaluated in P for PEc, RL1, RL2, AP and AE, with two checks, susceptible and resistant. The resistant checks were the parental populations. The topcrosses averages were higher than the both checks. The susceptible check showed the highest values for RL1 and RL2, however the resistant had values for damages, lower than topcrosses. The interpopulational additive variance had interesting values for Pec, RL1 and RL2 for all mate groups, suggesting that these populations could be used on recurrent selection schemes. Data from all experiments are sufficient to allow selection of the best inbreds.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-01-07
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.