• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1980.tde-20220207-205305
Document
Author
Full name
Joaquim Aparecido Machado
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Piracicaba, 1980
Supervisor
Title in Portuguese
Melhoramento genético do milho doce (Zea mays L.)
Keywords in Portuguese
MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETAL
MILHO DOCE
Abstract in Portuguese
A cultura do milho doce (Zea mays L.) no Brasil, encontra dificuldades com relação à produção e qualidade do produto final, quando se utiliza as cultivares atualmente disponíveis. Aquelas adaptadas à condições climáticas tropicais, de boa produção, apresentam porte muito alto, com problemas de acamamento, desuniformidade de maturação, ciclo tardio e grãos com pericarpo de textura grosseira, o que restringe a aceitação das mesmas, à nível de produtor, indústria e consumidor. Cultivares introduzidas de clima temperado, de boa qualidade, não se adaptam ao clima tropical, apresentando produção muito reduzida, com sérios problemas de sanidade da planta e das espigas. Este trabalho tem o objetivo de avaliar o comportamento de cultivares de milho doce em condições de clima tropical e definir as prioridades de um programa de melhoramento, bem como indicar uma linha de procedimentos que possibilite obter rápido progresso no melhoramento da cultura, além de estabelecer as bases de um programa à longo prazo. Procurou-se definir também as diferentes proporções de germoplasma adaptado/não-adaptado representam uma solução para a questão da adaptação à locais específicos de cultivo do milho doce. Foram utilizadas cinco cultivares de milho doce, sendo duas aclimatadas e três introduzidas de clima temperado. Foi estabelecido um programa de intercruzamento entre elas, obtendo-se híbridos intervarietais que posteriormente foram retrocruzadas para as respectivas cultivares paternais. Organizou-se um ensaio de produção constando das cultivares paternais, dos híbridos entre elas e dos retrocruzamentos respectivos. Os seguintes caracteres foram avaliados, na fase de milho verde: altura de planta, altura de espiga, peso da espiga, comprimento da espiga, número de fileiras na espiga, comprimento da palha além da extremidade da espiga, extensão dos danos causados pela lagarta da espiga (Heliothis zea Boddie) e textura do pericarpo. Os resultados obtidos permitiram concluir que: o estudo de componentes de médias possibilita a obtenção de estimativas com menor margem de erro, dando maior segurança às inferências possíveis sobre o comportamento do material biológico. - os problemas da produção de milho doce no Brasil resumem-se no binômio produção-qualidade, necessitando de solução urgente. - a opção escolhida, de se utilizar cultivares de milho doce como base do programa de melhoramento, em vez de utilizá-las apenas como fonte do gen sugary-l, apresenta maior simplicidade em termos de tempo e recursos necessários. - o método do retrocruzamento presta-se bem um programa de melhoramento do milho doce, por sua simplicidade técnica e menor tempo dispendido. os valores de heterose dos cruzamentos demonstram a influência da diversidade genética e do distanciamento geográfico sobre o vigor de híbrido e evidenciam a superioridade dos híbridos sobre as cultivares paternais, em termos de adaptação às condições climáticas tropicais. o comprimento da palha a partir da extremidade da espiga não é fator preponderante em conferir resistência à lagarta da espiga (Heliothis zea Boddie). - o teste de mastigação presta-se bem. à uma avaliação preliminar da textura do pericarpo. o programa de melhoramento sugerido mostrou--se eficiente em fornecer, em curto prazo, populações que apresentam maior produção e melhor qualidade, ao mesmo tempo em que origina populações-base para programas de melhoramento mais complexos. - é necessário maior volume de pesquisas com relação ao melhoramento genético do milho doce, em face da procura crescente do produto pelo mercado consumidor.
Title in English
not available
Abstract in English
The sweet corn crop (Zea mays L.) in Brazil faces difficults in relation to the production and quality of the final product, when the varieties actually avaiable are utilized., Those adapted to tropical climatic condictions, of good production, present too high plants, with problens of lodging, maturation heterogeneity, late cycle and kernels with rough texture pericarp, what restringes their approval by the producer, industry and consumer. Varieties introduced form mild climate, of good quality, dont adapt thernselves to tropical clirnate; presenting a very reduced production, with serious problems concerning to the sanity of the plant and ears. The objective of this pape is to evoluate the behaviour of sweet corn varieties under tropical climate condictions and to define priori ties of a breeding program, as well to indicate a way of procedure which makes it possible to obtain rapid progress in relation to the beeding of the crop, and also, to set the basis of a program at long date. It also has been tried to define, if different proportions of germplasm adapted/not adapted represent a solution to the problem of adaptation to specific areas of sweet corn cultivation. Five sweet corn varieties were utilized, seeing that two acclimatezed and three introducced from mild climate. It was established an intercross program among them, obtaining some hybrids, wich were backcrossed after to the respective parental varieties. A production test was organized, consisting of: parental varieties, hybrids among them, and respectives backcrosses. The following characters were evaluated on the sweet corn green stage: plant height, ear height, ear weight, ear length, number of rows on the ear, length of the husk besides the end of the ear, range of damages caused by the corn earworm (Heliothis zea Boddie) and pericarp texture.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2022-02-07
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2022. All rights reserved.