• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1979.tde-20220207-210735
Document
Author
Full name
Júlio Pontes Barriga
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Piracicaba, 1979
Supervisor
Title in Portuguese
Autoecologia de Stylosanthes humilis HBK: avaliação da variabilidade morfológica e estudos da biologia da semente
Keywords in Portuguese
AUTOECOLOGIA
ESTILOSANTE
MORFOLOGIA
SEMENTES
VARIABILIDADE
Abstract in Portuguese
A carência de informações no campo da ecologia de plantas em regiões tropicais e o maior conhecimento do rico e inexplorado potencial forrageiro de espécies pertencentes à família das leguminosas originárias do território brasileiro, contribuíram para a realização do presente trabalho. Desenvolvido no Instituto de Genética da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo, este trabalho foi dividido em duas etapas. A primeira, conduzida em casa de vegetação, teve por objetivo a caracterização morfológica de oito populações de Stylosanthes humilis HBK através da avaliação de 16 caracteres, dos quais 12 são de natureza qualitativa e quatro são de natureza quantitativa, além de observações fenológicas e controle da produção de sementes e de investigações referentes ao modo de distribuição de energia. A segunda etapa compreendeu o estudo da biologia da semente através da avaliação de cinco caracteres da vagem e da semente e a condução de seis ensaios de germinação em condições de laboratório, utilizando-se sementes produzidas na etapa anterior. Das oito populações estudadas. sete delas - NO 224, NO 230, NO 402, IRI 1372, CENARGEN 535, CNP-GL 022 e CNP-GL 824 procederam da Austrália e, apenas uma - QUIXERAMOBIM - é nativa do Brasil, coletada na Microrregião do Seridó, no Município de Quixeramobim, no Estado do Ceará, especialmente para o presente trabalho. Por outro lado, a avaliação dos resultados foi, em sua maioria, fundamentada na estatística, através de análises da variância, teste de médias e cálculo de regressão pelo método de polinômios ortogonais. Do ponto de vista morfológico, os resultados alcançados foram suficientemente capazes para caracterizar as oito populações e para detectar a variabilidade existente entre elas. Dois grupos de plantas - precoces e tardias - foram identificados para época de florescimento, e alto grau de variabilidade foi detectado para os caracteres de natureza quantitativa, ao contrário dos resultados obtidos para a grande maioria dos caracteres de natureza qualitativa, os quais se apresentaram bastante canalizados. Por outro lado, a frequente concordância encontrada entre os diversos caracteres analisados e o grau de precocidade, manteve sempre bem defini- dos os dois grupos de plantas, anteriormente mencionados, muito embora a população QUIXERAMOBIM tenha apresentado um comportamento de evidente superioridade em relação às demais populações. Do ponto de vista ecológico, observou-se que todas as populações apresentaram tendências para estrategistas do tipo r. muito embora, as populações precoces tenham alocado maior proporção de energia às partes reprodutivas do que as populações tardias. Por outro lado, a presença de polimorfismo na vagem, o qual induz a provável diferença na maneira de disseminação de sementes. associada ainda as épocas diferentes de liberação de sementes, sugere a presença de mecanismos altamente adaptativos para a espécie, bem como o forte grau de dormência encontrado em todas as populações. Final- mente, os efeitos da temperatura no processo germinativo da semente, sugerem que este importante fator ambiental exerça alguma influência na distribuição espacial ao nível populacional, pois foram encontradas populações estáveis - NO 224 e CNP-GL 824 - e populações sensíveis - QUIXERAMOBIM e CNP-GL 022.
Title in English
not available
Abstract in English
The lack of information on the ecology of plants in tropical regions. and the necessity of great knowledge of the rich and unexplored potential of leguminous species of pasture, were the reasons for the development of this research. Conducted at the Institute of Genetics, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, University of São Paulo, this research was dividsd in two parts. The first one was carried out in greenhouse to evaluate morphologically eight populations of Stylosanthes humilis HBK, through the analysis of sixtheen characters, both quantitativa and qualitativa characters. Besides this. pheno- logical observations, the control of seed production, and the ana- lysis of energy allocation were dane. The second part related to the study of seed biology including the evaluation of five pod characteristics and six germi- nation tests were carriad out in laboratory,usind seeds produced in the first par of this research. Seven out of the eight populations studied - NO 224, NO 230, NO 402, IRI 1372, CENARGEN 535, CNP-GL 022, and CNP-GL 824 - proceeded from Australia, and only one - QUIXERAMOBIM - is na- tive of Brasil, collected in the State of Ceará. The data obtained were statistically analysed through the analysis of variance, Duncan's test and regression by the ortho- gonal polynomials method. Two groups - early and late flowering populations - were identified, and high degree of variability was detected for the quantitative characters. On the other hand, the majority of the qua- litativa characters had shown low degree of variability. For most of the characters, the QUIXERAMOBIM population had shown clear superiority. From the acological point of view, all populations had shown the tendency for r strategists even through the early flowering populations allocated greater proportion of energy to the reproductive parts than the late flowering populations. The presence of pod polymorphism and the high degree of dormancy are probably associated with differences in seed dispersion and adaptation to unfavorable habitat conditions.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2022-02-07
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2022. All rights reserved.