• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1999.tde-20220208-050814
Document
Auteur
Nom complet
Rhainer Gleico Cardoso
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 1999
Directeur
Titre en portugais
Depressão por endogamia dos componentes da produção em populações e híbridos de milho (Zea mays L.)
Mots-clés en portugais
ENDOGAMIA
GENÉTICA DE POPULAÇÕES VEGETAIS
MILHO HÍBRIDO
PRODUÇÃO
Resumé en portugais
O objetivo deste trabalho foi avaliar a depressão por endogamia dos componentes da produção e suas contribuições na depressão por endogamia da produção de grãos em milho. Os materiais utilizados foram variedades (VAR), híbridos simples (HS), híbridos triplos (HT) e híbridos duplos (HD), com uma geração de autofecundação (S1) e per se (So). Esses materiais foram avaliados em faixas seguindo o delineamento em blocos completos casualizados, em três ambientes no ano agrícola de 1993/94, com dez repetições por local. Os principais caracteres avaliados foram produção de grãos (PROD), peso de 500 grãos (PG500), número de fileiras de grãos (NF), número de grãos por fileira (NGF) e prolificidade (PROL). A partir das médias dos caracteres das gerações So (mso) e S1 (ms1) foram obtidas as estimativas das depressões por endogamia (DE= mso - ms1) de cada caráter. Utilizou-se, a seguir, a metodologia de Grafius ( 1960) para estimar a contribuição de cada componente para a produção de grãos nas gerações So, S1 e para a depressão por endogamia. Todos os materiais genéticos avaliados apresentaram significativa depressão por endogamia para os caracteres avaliados, e a magnitude da depressão variou com o caráter e com o tipo de material. Em geral, os híbridos apresentaram maiores depressões por endogamia que as variedades para produção de grãos e peso de 500 grãos, mas para os demais caracteres não se observou essa tendência. Dos componentes da produção, o caráter que apresentou a menor depressão por endogamia foi o número de fileiras de grãos, seguido do número de grãos por fileira, prolificidade e peso de 500 grãos. O caráter peso médio do grão contribuiu com maior valor para a produção de grãos tanto em S0 quanto em S1, com valor médio de 38,0%, enquanto os demais componentes contribuíram com cerca de 20,0% cada. A contribuição dos componentes da produção de grãos para a depressão por endogamia foi variável dentro de cada grupo de material avaliado. O peso médio do grão foi o que mais contribuiu (60,0%) no grupo do híbridos simples, enquanto que a prolificidade foi a que apresentou maior contribuição (47,0%) no grupo das variedades. Apesar de apresentar depressão por endogamia relativamente alta, o caráter prolificidade parece ser o mais indicado para ser utilizado como critério auxiliar na seleção de linhagens mais produtivas. Isso porque esse caráter é o que apresenta maior facilidade de avaliação e significativa contribuição para a produção de grãos.
Titre en anglais
Inbreeding depression of yield components in popula tions and hybrids of maize (Zea mays L.)
Resumé en anglais
This research was aimed to evaluate the grain yield components and their contribution to the inbreeding depression of grain yield in maize. Materiais consisted of different groups of cultivars: open-pollinated varieties (VAR), single-crosses (SC), three-way crosses (TW) and double-crosses (DC), with one generation of self-fertilization (S1) and as per se (So). These materiais were evaluated in split-blocks following a randomized complete block design in three environments with 10 replications per environment in the agricultural season of 1993/94. The main traits recorded were grain yield (GY), weight of 500 kemels (W500), number of kemels per row (NKR), number of rows (NR) and prolificacy (PROL). From the means of the traits in the So (mso) and in the S1 (ms1) generations, inbreeding depression was computed as ID = mso - ms1, for each trait. Grafius (1960) methodology was used to compute the contribution of each component for grain yield in the generations So and S1, and for inbreeding depression. All genetic materiais presented significative inbreeding depression for the traits recorded, although the magnitude of inbreeding depression varied with the trait and with the type of material. ln general, hybrids were more sensitive than varieties to inbreeding depression for grain yield and weight of 500 kemels, but for the other traits this trend was not observed. From the grain yield components, the number of rows was Iess sensitive to inbreeding depression followed by the number of kemels per row, prolificacy and weight of 500 kernels. A verage kernel weight contribution to grain yield was greater than the contribution of other components for both So and S1 generations. Its contribution was in average 38.0% and the other components contribution was in average 20.0% each. The contribution of grain yield components to inbreeding depression varied within each group of material. For the single-crosses, the average kemel weight was the componente with larger contribution (60.0%), whereas for the varieties the prolificacy was the component whose contribution (47.0%) for inbreeding depression was more expressive. Despite of its high inbreeding depression, prolificacy seems to be the more suitable trait to be used as an auxiliar criterion for selecting of high yielding inbred lines during the inbred line development. This is because prolificacy could be easily evaluated and its contribution for grain yield is high.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2022-02-08
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2022. Tous droits réservés.