• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2019.tde-20191220-130346
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Fossa da Paz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2004
Orientador
Título em português
Imobilização das exoenzimas de Kluyveromyces marxianus MMIII-41 com atividade inulinolítica e pectinolítica
Palavras-chave em português
ATIVIDADE ENZIMÁTICA
ENZIMAS EXTRACELULARES
IMOBILIZAÇÃO
LEVEDURAS
Resumo em português
A levedura Kluyveromyces marxianus MMIII-41 possui atividade hidrolítica identificada com a produção das enzimas inulinase, invertase e pectinase. A atividade da invertase é mais ativa a temperaturas entre 30 e 40°C e pHs entre 4,0 e 6,0. A atividade da inulinase foi maior em temperaturas mais elevadas não apresentando diferenças significativas entre 40 e 60°C e pH em torno de 5,0. O mesmo se observa com a atividade da pectinase não apresentando diferenças significativas 30 a 40°C e pHs entre 4,0 e 7,0. Estas enzimas foram estudadas na condição de imobilização nas matrizes alginato, copolímero alginato-gel-quitosana, nylon 6®, quitina e isopor, com o objetivo de identificar dentre estas qual seria a mais adequada a estudos futuros de ampliação de escala. As respectivas atividades enzimáticas foram determinadas mediante determinação de açúcares redutores totais formados a partir dos substratos inulina, pectina e sacarose (Somogyi e Nelson, 1945). Os experimentos com as enzimas imobilizadas em cada uma das matrizes foram realizados nos sistemas descontínuo e contínuo. No sistema contínuo ficaram evidentes os problemas operacionais de cada matriz, sendo que o Nylon 6 e o isopor não apresentaram atividade já nas primeiras horas de processo. A quitina causou entupimento do sistema por compactação e as esferas de alginato em pouco tempo vieram a se desfazer. Nas condições experimentais avaliadas o copolímero alginato-gel-quitosana revelou-se a matriz com maior atividade, estabilidade e vida média. Nesta matriz a melhor atividade da inulinase aconteceu com a imobilização por ligações covalentes, enquanto que a imobilização por aprisionamento produziu melhores resultados para as atividades de pectinase e invertase.
Título em inglês
A Kluyveromyces marxianus MMIII-41 exonzyme immobilization with inulinolitic and pectinolitic activities
Resumo em inglês
The Kluyveromyces marxianus MMIlI-41 yeast presents hydrolitic activity identifyed with inulinase, invertase and pectinase. The invertase activity is better under temperatures of 30 and 40°C and pHs 4,0 and 6,0. The inulinase activity was better in high temperatures without importamt differences between 40 and 60°C and pH around 5,0. The same situation is observed with pectinase activity not presenting important differences from 30 to 40°C and pHs between 4,0 and 7,0. This enzymes were studied in immobilization conditions in alginate, chitosan-alginate-gel copolymer, nylon 6® , chitin and expanded polystirene, in order to find the best matrice to be used in future studies for the scale amplification.The respective enzymatic activities were measured by reducing sugar methods from inulin, pectin and sucrose on Somogyi and Nelson (1945) method. The experiments with any enzymes were made in bath and continuous system. On continuous systems the operation problems of any matrice become clear. Nylon 6 and expanded polystirene lost activity in the beginning ofthe process. The chitin obstructed the system by compactation and the alginate beads become deranged in a short time. On the evaluated experimental conditions the alginate-chitosan-gel showed the highest activity, stableness and higher mean-Iife matrice. On this matrice the best inuIinase activity was took pIace by covalent bonds whereas bonding by entrapment was better to pectinase and invertase.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PazMarceloFossaDa.pdf (6.52 Mbytes)
Data de Publicação
2019-12-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.