• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1984.tde-20220207-235906
Documento
Autor
Nome completo
Marta Hiromi Taniwaki
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1984
Orientador
Título em português
Estudo da variabilidade de produção de aflatoxinas por linhagens de Aspergillus flavus em diferentes tempos de estocagem
Palavras-chave em português
AFLATOXINAS
ESTOCAGEM
FUNGOS TOXIGÊNICOS
LINHAGENS
PRODUÇÃO
Resumo em português
O presente trabalho foi realizado, com a finalidade de estudar a produção de aflatoxinas, por linhagens de A. flavus, recém isoladas, em diferentes tempos de estocagem, a fim de contribuir para um melhor entendimento do mecanismo de variação na produção de aflatoxinas. Para isso, foram utilizadas três linhagens de A. flavus produtoras de aflatoxinas, classificadas como: A) grande produto; B) média produtora e C) baixa produtora. Neste experimento, que durou 280 dias, os fungos foram estudados em dois métodos de preservação: mantido em óleo mineral, no meio de Czapeck, e repicado periódicamente no meio de Czapeck modificado. A análise de produção de aflatoxina foi efetuada de 30 em 30 dias, seguindo a técnica de extração com clorofórmio (meio de cultura) e acetona 70% (micélio). A quantificação da toxina foi feita por cromatografia em camada delgada pela técnica de avaliaçao visual. Foi constatada uma variação na produção de toxina em todas as linhagens, contudo elas não perderam suas características de grande, média e baixa produtora. Até o momento nenhuma linhagem perdeu sua capacidade de sintetizar aflatoxinas. Observações microscópicas revelaram zonas de espessamento e alargamento de hifas, além de algumas estruturas globosas que podem estar relacionadas às áreas de produção de aflatoxinas.
Título em inglês
Study of the variability in the production of aflatoxins by Aspergillus flavus strains after different storage times
Resumo em inglês
The present work was carried out aiming to study the aflatoxin production, by strains of Aspergillus flavus, recently isolated, after different storage times, in order to better understand the mechanisms of possible variations in the aflatoxin production. To cope with this objective, three A. flavus aflatoxin producing strains were utilized, classified as: a) high producer; b) medium producer and c) low producer. The experiment lasted 280 days and the molds were studied in two preservation methods: oil covered slants on Czapecks medium and periodic transfer on Czapecks modified medium. The quantification of the aflatoxin produced was made at 30 days intervals. The mycelium was extracted with 70% acetone and then transfered to chloroform and culture medium with chloroform followed by thin-layer chromatography and visual determination by technique of dilution-to-extintion. The production of aflatoxins by all strains varied but they did not lose their characteristics of high, medium and low producers. Till now the strains did not lose their capacity to syntetize aflatoxin. Microscopic examinations revealed thickned zones and hifal enlargements over some globoses structures that can be related with aflatoxin production sites.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-02-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.