• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2009.tde-19022010-085155
Documento
Autor
Nome completo
Camila Takassugui Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2009
Orientador
Banca examinadora
Santos, Flavio Augusto Portela (Presidente)
Arrigoni, Mario de Beni
Nussio, Luiz Gustavo
Título em português
Aditivos (monensina sódica, levedura e probióticos) para bovinos da raça Nelore terminados com rações com concentrado rico em co-produtos
Palavras-chave em português
Aditivos alimentares para animal
Bovinos de corte
Carcaça - Parâmetros
Digestibilidade
Lactobacillus
Leveduras
Subprodutos para animais.
Resumo em português
Foram conduzidos três experimentos no confinamento experimental do Departamento de Zootecnia da ESALQ/USP com o objetivo de estudar os efeitos de diferentes aditivos em rações para bovinos terminados em confinamento. No experimento 1 foram utilizados 100 bovinos machos Nelore castrados (392 kg), distribuídos em 20 baias, por 60 dias. As rações continham 41% de sorgo moído, 40% de polpa cítrica peletizada e 15% de silagem de cana-de-açúcar. Os tratamentos foram: (1) controle, (2) monesina sódica Rumensin (MON1), (3) monensina sódica Rumenfort (MON2), levedura Saccharomyces cerevisiae Yea-Sacc 1026 (LEV1) e levedura Saccharomyces cerevisiae Biosaf SC47 (LEV2). A IMS foi reduzida pelo tratamento MON1 (P<0,05), quando comparada ao tratamento controle. O GPD dos animais não foi afetado pelos tratamentos (P>0,05). A EA dos animais não foi afetada pelos tratamentos (P>0,05). O tratamento MON2 apresentou um menor rendimento de carcaça (P<0,05) e o tratamento MON 1 apresentou uma maior AOL (P<0,05). No experimento 2 foram utilizados 96 tourinhos Nelore não castrados (396 kg), distribuídos em 16 baias por 95 dias. Os tratamentos foram: (1) Controle, (2) levedura Saccharomyces cerevisiae Biosaf SC47 (LEV), (3) combinação de levedura Saccharomyces cerevisiae e bactérias probióticas na dose de 1g /bovino/dia (PROB1) e (4) combinação de levedura Saccharomyces cerevisiae e bactérias probióticas na dose de 3g/bovino/dia (PROB2). As rações continham 59% de polpa cítrica peletizada, 35% de farelo de glúten de milho úmido e 5% de feno de tifton 65. A adição dos aditivos levedura (Saccharomyces cerevisae) e a combinação de leveduras e bactérias probióticas não afetou a IMS o GPD e a EA dos animais (P>0,05). A energia líquida de manutenção e de ganho das rações também não foi afetada pelos tratamentos (P>0,05), assim como os dados de carcaça. No experimento 3, que avaliou a digestibilidade das rações, foram utilizados 20 tourinhos Nelore, alocados em 20 baias individuais durante 15 dias, sendo 10 dias de adaptação ao marcador e 5 dias de coleta de fezes. A ração foi a mesma utilizada no experimento 2, e o marcador utilizado foi o óxido de cromo. Os tramentos utilizados foram: (1) Controle, (2) monensina sódica Rumenfort (MON), (3) levedura Saccharomyces cerevisiae Biosaf SC47 (LEV), (4) combinação de levedura Saccharomyces cerevisiae e bactérias probióticas na dose de 1g /bovino/dia (PROB1) e (5) combinação de levedura Saccharomyces cerevisiae e bactérias probióticas na dose de 3g/bovino/dia (PROB2). Os aditivos testados não afetaram as digestibilidades da MS, da MO, da FDN e da PB das rações (P>0,05). Com os resultados obtidos é possível afirmar que bovinos Nelore, castrados ou não, confinados com rações com altos teores de concentrado ricos em co-produtos como polpa cítrica e farelo de glúten de milho úmido não apresentam melhor desempenho nem melhor digestibilidade dos nutrientes quando suplementados com monensina sódica ou com micorganismos probióticos.
Título em inglês
Feed additives (sodium monensin, DFMs and yeast) for feedlot fed Nellore cattle receiving high by-products rations
Palavras-chave em inglês
Animal performance
Bifidobacterium bifidum
Carcass Characteristics
Digestibility
Finishing cattle.
Lactobacillus acidophilus
Saccharomyces cerevisiae
Resumo em inglês
Three trials were conducted at the ESALQ/USP Animal Sciences Department experimental feedlot to evaluate the effects of different feed additives in feedlot finished cattle. On trial 1 100 Nellore steers (392kg) were allocated to 20 pens for 60 days. Experimental rations had 41% ground milo, 40% dried citrus pulp and 15% sugarcane silage. Treatments were: (1) control, (2) sodium monensin Rumensin (MON1), (3) sodium monensin Rumenfort (MON2), (4) yeast culture Saccharomyces cerevisiae Yea-Sacc 1026 (LEV1) and (5) yeast culture Saccharomyces cerevisiae Biosaf SC47 (LEV2). DMI was reduced by MON1 trestment (P<0,05) in relation to control. WDG was not affected by treatments (P>0,05). Treatments did not affect FE (P>0,05). Animals on treatment MON2 showed the lowest dressing percentage (DP) and those on MON1 showed the highest rib eye area (REA) (P<0,05). Trial 2 used 96 young Nellore bulls (396kg), allocated to 16 pens for 95 days. Treatments were: (1) control, (2) Saccharomyces cerevisiae Biosaf SC47 (LEV), (3) Saccharomyces cerevisiae and probiotic bacteria mix at 1g /animal/day dose (PROB1) and (4) Saccharomyces cerevisiae probiotic bacteria mix at 3g/animal/day dose (PROB2). Rations contained 59% dried citrus pulp, 35% wet corn gluten feed and 5% Tifton 65 hay. Treatments didnt affect DMI, WDG and FE (P>0,05). Rations net energy for maintenance and gain were also not affect by treatments (P>0,05), well as carcass data. Trial 3 utilized 20 young Nellore bulls allocated to individual pens for 15 days (10 days for adaptation to marker and 5 days for data collection) to evaluate rations digestibility. Experimental ration was the same utilized on trial 2, with chromium oxide as an external marker. Treatments were (1) control, (2) sodium monensin Rumenfort (MON1), (3) yeast culture Saccharomyces cerevisiae Biosaf SC47 (LEV), (4) Saccharomyces cerevisiae and probiotic bacteria mix at 1g /animal/day dose (PROB1) and (5) Saccharomyces cerevisiae probiotic bacteria mix at 3g/animal/day dose (PROB2). Treatments did not affect rations DM, OM, NDF and CP digestibilities (P>0,05). Results show that Nellore cattle, castrated or not, feedlot finished receiving rations with high levels of byproducts such as dried citrus pulp and wet corn gluten feed dont have higher performance nor better nutrients digestibility when supplemented with sodium monensin or probiotic microorganisms.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Camila_Gomes.pdf (558.79 Kbytes)
Data de Publicação
2010-02-25
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • GOMES, C. T., et al. Aditivos (monensina sódica e leveduras) para bovinos da raça Nelore terminados com rações com alto teor de concentrado. In 47 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Salvador, 2010. Anais da 47 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia., 2010. Resumo.
  • GOMES, C. T., et al. Aditivos (probióticos e leveduras) para bovinos da raça Nelore terminados com rações com alto teor de concentrado. In 46a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Maringá, 2009. Anais da 46a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia., 2009. Resumo.
  • GOMES, C. T., et al. Feed Additives (Monensin or Yeast Cultures) for Finishing Nelore Cattle. In 2009 ADSA-PSA-AMPA-CSAS-ASAS Joint Annual Meeting, Montreal, 2009. Journal of Animal Science.Champrign/IL, EUA : American Society of Animal Science, 2009. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.