• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Ernani Paulino do Lago
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1997
Director
Título en portugués
Avaliação da influência de cetose em vacas leiteiras
Palabras clave en portugués
CETOSE
DOENÇAS METABÓLICAS
LACTAÇÃO
VACA HOLANDESA
Resumen en portugués
Um estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar a incidência de cetose em vacas leiteiras no início da lactação através da análise de beta-hidroxibutirato (BHBA), glicose e aspartato-aminotransferase (AST) no plasma. Os efeitos de BHBA, condição corporal e perda de condição corporal sobre a perfomance lactacional e o uso de testes de campo para monitorar vacas com cetose também foram avaliados. Cento e dezoito vacas holandesas de um rebanho comercial, que pariram entre 5 de fevereiro a 24 de junho de 1996, foram estudadas com relação à ordem de lactação, produção de leite, teor de gordura e presença de corpos cetônicos (CC) no leite, peso e condição corporal, níveis plasmáticos de BHBA, glicose e AST durante as oito primeiras semanas de lactação. Também foram observadas as doenças que ocorreram neste período. A cetose subclínica foi observada em 16 animais, representando 13,5% da amostra, sendo que apenas um caso evoluiu para a forma clínica. O pico de incidência ocorreu na primeira e segunda semanas de lactação com tendência a ser maior em vacas mais velhas. Os testes de campo foram eficientes para detectar a maioria dos animais com cetose, exceto na primeira semana de lactação. O escore de condição corporal (ECC) ao parto não afetou a produção de leite e a incidência de doenças o período pós-parto. Todavia as vacas que tiveram intensa mobilização de reservas corporais (avaliada através da perda de mais de 40 kg de peso vivo e 1 ECC), tiveram significativamente menor produção de leite e maior incidência de cetose e problemas de casco sendo esta portanto, mais prejudicial do que a própria condição corporal ao parto, BHBA maior que 10 mg/dl afetou negativamente a produção de leite no início da lactação porém seus níveis não estiveram associados às doenças que ocorreram neste período. Em conclusão, o ECC ao parto não afetou a performance das vacas no pós-parto, entretanto grande mobilização de reservas ) aumentou a incidência de cetose e reduziu a produção e leite. Assumiu-se que a cetose esteja ocorrendo com incidência semelhante em vários outros rebanhos que adotam o mesmo nível no manejo, conforto e práticas de alimentação que o do rebanho estudado, e foi sugerido que o supercondicionamento das vacas ao parto deve ser evitado
Título en inglés
Incidence of ketosis in dairy cows: evaluation
Resumen en inglés
A survey was conducted to determine the incidence of energetic metabolic disorders in dairy cows on early lactation using blood levels of βHidroxibutiric acid (BHBA), glycose, and Aspartate-aminotransferase (AST). The effects of BHBA levels, body condition score (BCS) and body condition loss on lactation performance were determined. A field test to identify ketotic animals was also used. One hundred and eighteen Holstein cows from a commercial heard, calving from February 5 and June 24 of 1996 were used during the first 8 weeks post partum. Data was collected for parity, milk production, milk fat content, ketones in milk, body wight and condition score, plasma levels of BHBA, glycose e AST. The incidence of diseases was also monitored. Subclinical ketosis was observed in 16 (13.5%) animals. One animal developed clinical signs. Peak incidence occurred in the first two weeks of lactation with older cows being the most affected. The field test was efficient in detecting most ketotic animals except in the first week post partum. BCS at parturition did not affect milk production nor incidence of diseases post partum. However cows with high mobilization of body reserves produced less milk and had a higher incidence of ketosis, and hoof problems indicating that BCS loss is a better predictor of the incidence of disorders then the absolute value. BHBA values grater then 10 mg/dl decreased milk production on early lactation but was not associated to other problems during the period. In conclusion, BCS at parturition did not affect cows performance pospartum; however, mobilization of body reserves (>40 kg and > 1 BCS), increased incidence of ketosis and reduced milk production. Was assumed that incidence of ketosis are similar to other herds with similar management, nutrition and animals comfort, and was suggest that overconditioned cows at parturition must be avoided
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-08-22
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2023. Todos los derechos reservados.