• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-111340
Documento
Autor
Nome completo
Carla Maria de Meo-Scotoni
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1988
Orientador
Título em português
Estudo do processo de transferência da imunidade passiva em equinos
Palavras-chave em português
COLOSTRO
ÉGUAS
TRANSFERÊNCIA DE IMUNIDADE PASSIVA
Resumo em português
Os objetivos deste trabalho foram: 1) determinar a variação de IgG sérica em éguas das raças Mangalarga e PSI* no período que antecede ao parto; 2) determinar a concentração de proteína total do colostro das éguas; 3. Estudar o comportamento imunológico dos potros das raças Mangalarga e Anglo-Árabe. Foram utilizadas 5 éguas Mangalarga e 5 éguas PSI para análise do colostro; 6 éguas Mangalarga e 7 PSI para análise de soro; e 6 potros Mangalarga e 7 potros Anglo-Árabes para análise de soro. As amostras de colostro foram coletadas imediatamente após o parto, antes da 1a mamada; as amostras de sangue foram retiradas da veia jugular, aproximadamente 10 ml por animal em cinco datas anteriores ao parto e no momento do parto para éguas; e no momento do nascimento, as 24 e 48 horas, e aos 5, 10,15, 20, 25, 30, 40, 50,60 e 70 dias apos o nascimento para potros. As amostras de sangue das éguas - foram analisa das por Imunodifusão Radial, e dos potros pelo método de ZST (“zinc sulfate turbidity”). As amostras de colostro foram analisadas quanto a proteína total (PT) pelo método Micro-Kjeldahl e considerou-se que 40% da PT do colostro corresponde a IgG. A análise estatística dos resultados obtidos com o colostro, mostrou que a PT é maior (P < 0,01) no colostro de éguas PSI do que no colostro das Mangalargas, o que sugere também maior concentração de imunoglobulinas. A análise de variância dos dados das éguas mostrou que a concentração de IgG (mg/ml) sérica em éguas PSI é estatisticamente superior (P < 0,05), o que indica efeito de raça sobre esta variável. A mesma análise indicou que a interação raça vs. período não é significativa, não havendo portanto flutuação de IgG sérica no período pré-parto. Para a análise dos resultados dos potros foram testados modelos matemáticos que estudam o processo biológico de aquisição de imunidade passiva no período observado; para a raça Mangalarga: y = 23,9274 - 0,39766x + 6,4675.10 -3x2, com r = 0,91, F = 20,3**; e para a raça Anglo-Árabe: y = 34,161 - 0,756062x +0,015604x2 - 1,013.104x3 r = 0,96, F = 26,5**. Deste trabalho, foi possível concluir: 1. Apesar de não ter sido detectada queda da IgG sérica nas éguas antes do parto, a transferência de imunidade passiva ocorreu eficientemente; 2. As concentrações de IgG sérica e de PT do colostro de éguas PSI foram significativamente superiores em comparação com as Mangalarga; 3. Quanto mais amarelado e viscoso era o colostro, maior sua concentração de PT; 4. A presença de grande quantidade de IgG passiva no sangue dos potros retardou o estabelecimento de ... níveis normais de Ig;* 5. Animais que adquiriram menor quantidade de IgG passiva apresentaram resposta mais intensa de produção endógena de Ig; 6. A concentração estimada de IgG no colostro apresentou correlação positiva com a concentração sérica de IgG nos potros no pico de máxima absorção. * Ig = Imunoglobulina G+M+A+D+E, * PSI = Puro Sangue Inglês.

Título em inglês
Study of equine passive immunity
Resumo em inglês
The Objectives of the present work were: 1) to define the blood IgG fluctuation in Mangalarga and Thoroughbred (TBl mares prior to parturition; 2) to define the colostrum total protein of these mares; 3) and to study the immunological behavior of the Mangalarga and Angle-Arabian foals. Five Mangalarga and five TB mares were used for colostrum analysis; six Mangalarga and seven TB mares for serum analysis and six Mangalarga and seven Angle – Arahian also for serum analysis. The colostrum samples were taken immediately after foaling, before first suckling; the serum samples were collected from the jugular vein about 10 ml each animal at intervals of 4, 3, 2 and 1 week prior to parturition and at the time of parturition for mares; and at 24 and 48 hours, and at 5, 10, 15, 20, 25, 30, 40, 50, 60 and 70 days after birth for foals. The mares serum samples were analysed by RID (single radial immunidifusion), and the foal samples by ZST (zincs sulfate turbidity) method. The colostrum sampleswere analysed for total protein (TP) by Micro-Kjeldahl method, and 40% of the TP of colostrum were considered to be IgG. The statistical analysis obtained with the colostrum showed that TP is higher in TB compared to Mangalarga (P < 0.01), what suggests also higher immunoglobulin concentration. The analysis of variance of the mares data showed that the IgG (mg/ml) serum concentration was higher in TB compared to Mangalarga (P < 0.05), what indicates racial effect for the parameter. The same analysis showed that the relationship between breed and time of sampling is not significative indicating no detectable serum IgG fluctuation prior to parturation. To analyse the results obtained with foals, mathematical models were tested which studies the biological process of passive immunity transfer in this period of observation, for the Mangalarga; Y = 23.9074 - 0.39766x- + 6.4675.10-3 x2, r = 0.91, F = 20.3** and for the TR: y = 34.161 - 0.756062x + 0.01S604x2 - 1.013.10-3x3 , r = 0.96, F = 26.5**. The results of this study permitted the following conclusions: 1. Although decrease in serological IgG leveIs were not observed, the transference of passive immunity occurred efficiently; 2. The serum IgG and the colostrum TP of the TB mares were higher compared to the Mangalarga mares; 3. The more yellow the colostrum the higher was its TP concentration; 4. Passive serum IgG in foals in high concentration delayed the stablishment of normal Ig* leveIs; S. Foals that adquired low quantities of passive IgG showed more intense response of endogenous Ig production; 6. Colostrum estimated IgG concentration showed high correlation with. serum IgG concentration of the foals at the point of maximal absorption. * Ig = Immunoglobulin G+M+A+D+E
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.