• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-123700
Documento
Autor
Nombre completo
Carmo Megale Neto
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1993
Director
Título en portugués
Efeito da temperatura ambiente e diferentes níveis de energia da ração sobre o desempenho de coelhas em lactação
Palabras clave en portugués
COELHA CALIFORNIA
COELHA NOVA ZELÂNDIA BRANCA
DIETA ANIMAL
LACTAÇÃO
NÍVEIS ENERGÉTICOS
PESO
RAÇÕES
TEMPERATURA AMBIENTE
Resumen en portugués
O experimento teve como objetivo estudar os efeitos da temperatura ambiente e níveis de energia digestível da ração no desempenho de coelhas em lactação, avaliando-se o consumo de ração (CRF, g/dia), variação de peso das fêmeas (VPF, g/dia) e ganho de peso das ninhadas (GPN, g/dia). O ensaio teve a duração de 160 dias, abrangendo 2 lactações consecutivas, uma na época 1 (Março, Abril e Maio) e outra na época 2 (Junho, Julho e Agosto). Foram utilizadas 26 fêmeas da raça Nova Zelândia Branca (NZB) e Califórnia (CAL), com peso médio inicial de 4.053 gramas, acasaladas a 21 dias após o parto. O desmame dos láparos procedeu-se a 35 dias de idade. As fêmeas foram alojadas em gaiolas individuais de reproduçao (1,10x0,65x0,40) com ração e água à vontade. Através de um esquema fatorial (3x2), foram testados 6 tratamentos, envolvendo 2 épocas do ano (época 1 e época 2) e 3 níveis de energia digestível (2370, 2550 e 2730 Kcal ED por Kg de ração). Para cada tratamento foram usados variado número de repetições. Pelos resultados obtidos, ocorreu um efeito da época do ano (P=0,0002) sobre o consumo diário de ração das fêmeas. O consumo foi maior na época 2 em relação à época 1, respectivamente, 283 e 253 g/dia, porém não influenciou o ganho de peso das ninhadas até os 21 dias de idade e a variação de peso das fêmeas. Quanto aos níveis de energia utilizados, houve um efeito linear de níveis (P=0,0461) sobre o consumo de ração. As respectivas médias de consumo foram 273, 274 e 257 g/dia, para os níveis 2370, 2550 e 2730 Kcal de energia digestível (ED)/kg de ração. O ganho de peso das ninhadas e a variação de peso das fêmeas não foram afetados pelos níveis energéticos da ração, mas quando considerou-se o período até 35 dias após o parto, ocorreu um efeito linear de níveis (P=0,0324) sobre a variação de peso das mesmas. Quando se estudou a interação época X níveis de energia digestível, ocorreu um efeito linear de níveis dentro da época 2, P = 0,0049 e P = 0,0039, respectivamente, para consumo de ração e ganho de peso das ninhadas. Com o aumento do níveis de energia digestível, na época 2 verificou-se a diminuição no consumo de ração e aumento no ganho de peso das ninhadas. Também, houve um efeito linear de níveis dentro da época 1 (P = 0,0083) para a variação de peso das fêmeas. Com o aumento dos níveis de energia digestível as variações de peso das fêmeas decresceram.
Título en inglés
Effect of ambient temperature and different diet energy levels on the performance of lactating does
Resumen en inglés
The present work evaIuated the effeets of temperature and diet digestibIe energy (DE) leveIs on the feed consumption (DFC, g/day), doe weight change (DWC, g/day), and Iitters weight gain (LWG, g/day). Twenty-six New ZeaIand White (NZW) and California (CAL) does, averaging 4.05 Kg of body weight, fed and watered "ad Iibitum", were individually housed in reproduction cages (110 x 65 x 40 cm) for two consecutive lactations, comprising both warm (March, April, May) and cold (June, July, August) periods (160 days). Does were mated 21 days after kindling, and youngs weaned for 35 days. Six treatments and 3 diet DE leveIs (DE = 2,370; 2,550; and 2,730 Kcal/kg of feed), against 2 periods (warm and cold), were set up in a factorial design (3 x 2). Results showed that cold period promoted an increase on DFC as compared to warm period (283 and 253 g/day, respectively; P = 0.0002), but had no significant effect on DWC and LWG. Increasing feed DE leveIs had a negative linear effect on DFC (273; 274; and 257 g/day, respectiveIy; P = 0.0461), but had no significant effect on DWC and LWG. Considering only the 35 days weaning period, DWC was significantIy affected by the feed DE leveIs (P = 0.0324) and 0.049) and increased LWG (P = 0.039) during the cold period, and decreased DWC (P = 0.0083) during the warm period.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
MegaleNetoCarmo.pdf (2.03 Mbytes)
Fecha de Publicación
2019-12-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.