• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-123700
Document
Auteur
Nom complet
Carmo Megale Neto
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 1993
Directeur
Titre en portugais
Efeito da temperatura ambiente e diferentes níveis de energia da ração sobre o desempenho de coelhas em lactação
Mots-clés en portugais
COELHA CALIFORNIA
COELHA NOVA ZELÂNDIA BRANCA
DIETA ANIMAL
LACTAÇÃO
NÍVEIS ENERGÉTICOS
PESO
RAÇÕES
TEMPERATURA AMBIENTE
Resumé en portugais
O experimento teve como objetivo estudar os efeitos da temperatura ambiente e níveis de energia digestível da ração no desempenho de coelhas em lactação, avaliando-se o consumo de ração (CRF, g/dia), variação de peso das fêmeas (VPF, g/dia) e ganho de peso das ninhadas (GPN, g/dia). O ensaio teve a duração de 160 dias, abrangendo 2 lactações consecutivas, uma na época 1 (Março, Abril e Maio) e outra na época 2 (Junho, Julho e Agosto). Foram utilizadas 26 fêmeas da raça Nova Zelândia Branca (NZB) e Califórnia (CAL), com peso médio inicial de 4.053 gramas, acasaladas a 21 dias após o parto. O desmame dos láparos procedeu-se a 35 dias de idade. As fêmeas foram alojadas em gaiolas individuais de reproduçao (1,10x0,65x0,40) com ração e água à vontade. Através de um esquema fatorial (3x2), foram testados 6 tratamentos, envolvendo 2 épocas do ano (época 1 e época 2) e 3 níveis de energia digestível (2370, 2550 e 2730 Kcal ED por Kg de ração). Para cada tratamento foram usados variado número de repetições. Pelos resultados obtidos, ocorreu um efeito da época do ano (P=0,0002) sobre o consumo diário de ração das fêmeas. O consumo foi maior na época 2 em relação à época 1, respectivamente, 283 e 253 g/dia, porém não influenciou o ganho de peso das ninhadas até os 21 dias de idade e a variação de peso das fêmeas. Quanto aos níveis de energia utilizados, houve um efeito linear de níveis (P=0,0461) sobre o consumo de ração. As respectivas médias de consumo foram 273, 274 e 257 g/dia, para os níveis 2370, 2550 e 2730 Kcal de energia digestível (ED)/kg de ração. O ganho de peso das ninhadas e a variação de peso das fêmeas não foram afetados pelos níveis energéticos da ração, mas quando considerou-se o período até 35 dias após o parto, ocorreu um efeito linear de níveis (P=0,0324) sobre a variação de peso das mesmas. Quando se estudou a interação época X níveis de energia digestível, ocorreu um efeito linear de níveis dentro da época 2, P = 0,0049 e P = 0,0039, respectivamente, para consumo de ração e ganho de peso das ninhadas. Com o aumento do níveis de energia digestível, na época 2 verificou-se a diminuição no consumo de ração e aumento no ganho de peso das ninhadas. Também, houve um efeito linear de níveis dentro da época 1 (P = 0,0083) para a variação de peso das fêmeas. Com o aumento dos níveis de energia digestível as variações de peso das fêmeas decresceram.
Titre en anglais
Effect of ambient temperature and different diet energy levels on the performance of lactating does
Resumé en anglais
The present work evaIuated the effeets of temperature and diet digestibIe energy (DE) leveIs on the feed consumption (DFC, g/day), doe weight change (DWC, g/day), and Iitters weight gain (LWG, g/day). Twenty-six New ZeaIand White (NZW) and California (CAL) does, averaging 4.05 Kg of body weight, fed and watered "ad Iibitum", were individually housed in reproduction cages (110 x 65 x 40 cm) for two consecutive lactations, comprising both warm (March, April, May) and cold (June, July, August) periods (160 days). Does were mated 21 days after kindling, and youngs weaned for 35 days. Six treatments and 3 diet DE leveIs (DE = 2,370; 2,550; and 2,730 Kcal/kg of feed), against 2 periods (warm and cold), were set up in a factorial design (3 x 2). Results showed that cold period promoted an increase on DFC as compared to warm period (283 and 253 g/day, respectively; P = 0.0002), but had no significant effect on DWC and LWG. Increasing feed DE leveIs had a negative linear effect on DFC (273; 274; and 257 g/day, respectiveIy; P = 0.0461), but had no significant effect on DWC and LWG. Considering only the 35 days weaning period, DWC was significantIy affected by the feed DE leveIs (P = 0.0324) and 0.049) and increased LWG (P = 0.039) during the cold period, and decreased DWC (P = 0.0083) during the warm period.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
MegaleNetoCarmo.pdf (2.03 Mbytes)
Date de Publication
2019-12-19
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.