• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-125848
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Gustavo Nussio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1990
Orientador
Título em português
Efeito de níveis de concentrado sobre o desempenho de bovinos e a digestibilidade de dietas a base de bagaço de cana-de-açúcar (Saccharum sp. L.) tratado sob pressão de vapor
Palavras-chave em português
ALIMENTOS CONCENTRADOS
BAGAÇO DE CANA HIDROLISADO
DESEMPENHO
DIETA ANIMAL
DIGESTIBILIDADE
GADO NELORE
TRATAMENTO
Resumo em português
O experimento foi conduzido para avaliar o efeito de níveis de concentrado sobre a digestibilidade de dietas à base de bagaço de cana-de-açúcar tratado sob pressão de vapor (BTPV) e no desempenho de bovinos de corte confinados. No ensaio de alimentação conduzido durante 126 dias foram utilizados 36 animais,18 machos e 18 fêmeas da raça Nelore com peso vivo médio inicial de 224 e 194 kg respectivamente, e idade de 12,1 meses. O delineamento estatístico foi o de blocos ao acaso em esquema fatorial com 3 blocos, 3 dietas, 2 sexos. Para o ensaio de digestibilidade conduzido durante 28 dias o esquema adotado foi fatorial em blocos com 2 sexos, 3 dietas e 2 animais. Foram utilizados 18 baias com um animal cada, sendo 9 machos e 9 fêmeas com peso vivo médio de 357 e 316 kg respectivamente. Em ambos os ensaios os animais foram alocados aos tratamentos segundo critérios de sexo e peso inicial dentro de cada bloco. Foram utilizadas três dietas: A (65% BTPV, 5% bagaço “in natura” (BIN) e 30% concentrado), B (50% BTPV, 5% BIN e 45% de concentrado) e C; (35% BTPV, 5% BIN e 60% de concentrado). Todas as dietas eram isoprotéicas, (10,5% PB) contendo 1,5% de uréia na MS, 22 ppm de lasalocida sódica, 1% de NaHCO3 e 1% calcário calcítico tipo “filler” e 0,5% de KCl. Mistura mineral foi fornecida “ad libitum” continuamente. Durante o ensaio de alimentação o consumo de MS (g/kg PV0,75), ganho de peso (kg/dia) e a conversão alimentar (kg MS/Kg ganho) para as dietas foram: A (108,35; 0,78; 8,84); B (111,72; 0,91; 7,93) e C (107,38; 1,03; 7,09). Houve efeito significativo dos tratamentos no ganho de peso e conversão alimentar mas não para consumo. Para machos o maior consumo se deu 45% de concentrado e para fêmeas com 60%. O ganho de peso e a conversão alimentar de machos foram melhores que os de fêmeas. A análise de tendência temporal revelou que a introdução de tempo de confinamento nas regressões, melhorou a definição do modelo e que a tendência de desempenho de machos e fêmeas foi diferente quanto ao consumo de MS ao longo do período, sendo semelhante para GPV e CA. O desdobramento por dietas ao longo do tempo revelou desempenhos não alinhados de machos e fêmeas. No ensaio de digestibilidade os parâmetros avaliados foram digestibilidade na MS, MO, energia bruta, NDT e dos componentes da MS. A elevação do nível de concentração para 60% da MS reduziu a digestibilidade dos princípios nutritivos e da energia e os valores de NDT. Não houve efeito de sexo sobre os parâmetros avaliados. O consumo de energia não foi alterado pelo nível de concentrado. O uso de óxido de cromo como método indireto de estimativa de digestibilidade não se mostrou confiável. A análise dos parâmetros permitiu identificar a elevada correlacão entre consumo e digestibilidade da MS, MO, Energia Digestível e NDT para as dietas utilizadas. Alterações ocorridas simultaneamente na digestão e provavelmente no metabolismo indicaram melhoria do desempenho com a elevação do nível de concentrado. A simulação de análise econômica apresentou melhores resultados com uso de dietas contendo níveis intermediários de concentrado. Os resultados sugerem a necessidade de estudos básicos para esclarecer aspectos nutricionais de dietas contendo BTPV.
Título em inglês
The effect of concentrate leveIs on animal performance and digestibility of diets based on steam-treated sugar cane bagasse (Saccharum sp. L.).
Resumo em inglês
The objectives of this study were to evaluate animal performance and digestibility of diets based on steam-treated sugar cane bagasse (STCB). The feed lot performance trial was conducted during 126 days, with 36 Bos indicus (Nelore) animaIs (18 males and 18 females), averaging 12.1 months of age; average initial body weight was 224 and 194 kg, respectively, for males and females. Data were analysed according to a completely randomized blocks-factorial design involving block, diet, sex. The digestibility trial was conducted with 18 animaIs (9 males and 9 females 1 animal/pen), during 28 days, using chromic sexquioxide as a marker and total feces collection, under the same experimental design used in the performance trial. Experimental diets were iso-nitrogenous (10.5% crude protein, dry matter basis) and consisted of (dry matter basis): A. STCB (65%) + raw bagasse (5%) + concentrate (30%); B. STCB (50%) + raw bagase (5%) + concentrate (45%); C. STCB (35%) + raw bagasse (5%) + concentrate (60%). All diets had (dry matter basis) 22 ppm lasalocid, 1.5% urea, 1% sodium bicarbonate, 1% limestone and 0.5% potassium chloride. During the performance trial dry matter intake (g/kg PV0,75), weight gain (kg/day) and feed conversion (kg dry matter intake/kg gain) were, respectively, for diets A, B, and C: 108,4, 0,78, 8,84; 111,7, 0,91, 7,93; 107,4,1,03,7,09). There was a significant difference (p<0,05) for body weight gain and feed conversion among diets. Dry matter intake was significantly (p<0,05) higher (diet B) and lower (diet C) for males as compared to females. When the whole period of the trial was analysed, dry matter intake was significantly different (p<0,05) between males and females, but the rate of body weight gain and the pattern feed conversion were similar when period was introduced in the regression analysis. Increasing concentrate leveI to 60% of DM reduced digestibility of all variables analysed. Energy intake was not affect by leveI of concentrate. Chromic sexquioxide was not a reliable method digestibility evaluation. Economic evaluation showed best results with medium to lower concentrate leveIs. Results suggested basic studies to understand nutritional status of animaIs fed STCB.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
NussioLuizGustavo.pdf (4.92 Mbytes)
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.