• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-135110
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Fernando Duarte de Moraes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1992
Orientador
Título em português
Digestibilidade dos nutrientes de rações contendo níveis crescentes de volumosos, determinada com catetos (Tayassu tajacu, (L.) Wetzel, 1977) e queixadas (Tayassu pecari, Link, 1795)
Palavras-chave em português
ALIMENTOS VOLUMOSOS
CAITITUS
DIETA ANIMAL
DIGESTIBILIDADE
FENO DE CAPIM COAST-CROSS
NUTRIENTES
QUEIXADAS
RAÇÕES
Resumo em português
Para se avaliar os efeitos de níveis crescentes de alimentos volumosos de catetos (Tayassu tajacu, (L.) WETZEL, 1977) e queixadas (Tayassu pecari, (LINK, 1977) adultos sobre a digestibilidade dos nutrientes, foram testados cinco tratamentos: T1 = 18,00%; T2 = 26,00%; T3 = 34,00%; T4 = 42,00% e T5 = 50,00% de feno de capim “coast-cross” (Cynodon dactylon) na ração, em um experimento de digestibilidade "in vivo". O delineamento estatístico utilizado foi o de quadrado latino do tipo 5 X 5. Durante cinco períodos experimentais cinco catetos machos. adultos, com peso variando de 22,3 a 25,8 kg e cinco queixadas machos adultos, pesando de 29,9 a 34,2 kg foram alojados em baias individuais, sendo utilizado o método de coleta total de fezes. Os coeficientes de digestibilidade médios correspondentes, respectivamente, aos tratamentos Tl, T2, T3, T4 e T5 são relacionados a seguir. Para os catetos: a) matéria seca: 75,83; 70,06; 66,95; 60,37 e 54,26%; b) matéria orgânica:: 79,29; 73,95; 70,10; 63,19 e 57,07%; c) proteína bruta: 83,67; 82,25; 83,07; 79,77 e 77,90%; d) energia bruta; 78,97; 73,90; 71,14; 64,73 e 60,15%; e) fibra bruta: 39,12; 28,41; 29,70; 31,53 e 21,29%; f) fibra em detergente neutro: 75,68; 74,44; 74,27; 76,49 e 75,89% e g) fibra em detergente ácido: 33,93; 30,22; 29,79; 24,03 e 14,74%. Para as queixadas: a) matéria seca: 75,17; 71,15; 67,89; 61,34 e 57,64%; b) matéria orgânica: 78,95; 75,22; 71,03; 64,73 e 60,54; c) proteína bruta: 81,34; 81,44; 81,65; 80,21 e 78,22; d) energia bruta: 77,90; 75,87; 71,21; 65,54 e 63,54%; e) fibra bruta: 41,95; 35,11; 34,42; 34,82 e 31,64%; f) fibra em detergente neutro: 75,86; 75,98; 74,05; 73,58 e 74,75% e g) fibra em detergente ácido: 33,90; 33,04; 32,50; 26,38 e 23,84%. A análise de variância mostrou que, em catetos, houve um decréscimo linear (P<0,01) nas digestibilidades da matéria seca (DMS = 87,466601 – 0,6489000X; r2 = 0,98), da matéria orgânica (DMO = 92,183750 – 0,6900750X; r2 = 0,99), da proteína bruta (DPB = 87,289551 - 0,1751750X; r2 = 0,83), da energia bruta (DEB = 89,667199 - 0,585000X; r2 = 0,98), da fibra bruta (DFB = 43,839000 - 0,4067000X, r2 = 0,64) e da fibra em detergente ácido (DFDA = 45,575500 -0,5621500X; r2 = 0,89), com o aumento no nível de feno de “coast-cross” da ração. No caso dos catetos, apenas a digestibilidade da fibra em detergente neutro não foi significativamente afetada pelos níveis crescentes de feno na ração. Para as queixadas, houve um decréscimo linear, ao nível de 1% de probabilidade, das digestibilidades da matéria seca (DMS = 85,707149 - 0,5611750X, r2 = 0,98), da matéria orgânica (DMO = 90,198750 - 0,5913750X; r2 = 0,99) e da energia bruta (DEB = 87,412401 - 0,488200X; r2 = 0,97) com o aumento nos níveis de feno na ração. Este aumento também provocou um efeito linear (P<0,05) na digestibilidade da fibra bruta (DFB = 44,478201 - 0,2614000X; r2 = 0,75). Ainda para as queixadas, houve apenas uma tendência não significativa de efeito linear (P<0,10) dos níveis crescentes de feno nas digestibilidades da fibra em detergente neutro (DFDN = 76,813752 - 0,0578751X; r2 = 0,46), da fibra em detergente ácido (DFDA = 40,241749 -0,3032750X; r2 = 0,72) e da proteína bruta (DPB = 82,898164 - 0684433X; r2 = 0,36). As equações entre parênteses descrevem os efeitos dos tratamentos sobre as respectivas digestibilidades, sendo que X representa o nível de feno de “coast-cross” na ração.
Título em inglês
Nutrient digestibility in diets with increasing levels of roughage, determined in collared peccaris (Tayassu tajacu, (L.) Wetzel, 1977) and white-lipped peccaries (Tayassu pecari, Link, 1975)
Resumo em inglês
In order to study the effect of increasing levels of roughage in the diets of adult collared peccaries (Tayassu tajacu, (L.) WETZEL, 1977) and white-lipped peccaries (Tayassu pecari, LINL, 1795) on nutrients “in vivo” digestibility, five treatments were tested: T1 = 18.00%; T2 = 26.00%; T3 = 34.00%; T4 = 42.00% e T5 = 50.00% of coast-cross grass (Cynodon dactylon) hay. It was used a 5 X 5 Latin square as the statistical design. During five trial periods, five adult male collared peccaries, weighing ·from 22.3 to 25.8 kg, and adult male white-lipped peccaries, which weight ranged from 29. 9 to 34.21 kg, were placed into individual pens. The method of total collection of feces was used to study nutrients digestibility. The corresponding mean coefficients of digestibility to treatments T1, T2, T3, T4 e T5 were: For collared peccaries: a) dry matter: 75.83; 70.06; 66.95; 60.37 and 54.26%; b) organic matter: 79.29; 73.95; 70.10; 63.19 and 57.07%; c) gross protein: 83.67; 82.25; 83.07; 79.77 and 77.90%; d) gross energy: 78.97; 73.90; 71.14; 64.73 and 60.15%; e) crude fiber: 39.12; 28.41; 29.70; 31.53 and 21.29%; f) neutral detergent fiber: 75.68; 74.44; 74.27; 76.49; and 75.89%; and g) acid detergent fiber: 33.93; 30.22; 29.79; 24.03 and 14.74%. For white-lipped peccaries: a) dry matter: 75.17; 71.15; 67.89; 61.34 and 57.64%; b) organic matter: 78.95; 75.22; 71.03; 64.73 and 60.54%; c) gross protein: 81.34; 81.44; 81.65; 80.21 and 78.22%; d) gross energy: 77.90; 75.87; 71.21; 65.54 and 63.54%; e) crude fiber: 41.95; 35.11; 34.42; 34.82 and 31.64%; f) neutral detergent fiber: 75.86; 75.98; 74.05; 73.58 and 74.75%; and g) acid detergent fiber: 33.90; 33.04; 32.50; 26.38 and 23.84%. Analisys of variance showed that, for collared peccaries, there was a linear decreasing (P<0,01) on the digestibilities of dry matter (DDM = 87,46660l – 0,6489000X, r2 = 0,98), organic matter (DOM = 92,183750 – 0,6900750X, r2 = 0,99), crude protein (DCP = 87,289551 – 0,1751750X, r2 = 0,83), gross energy (DGE = 89,667199 – 0,585000X, r2 = 0,98), crude fiber (DCB = 43,839000 - 0,4067000X, r2 = 0,64) and acid detergent fiber (DADF = 45,575500 - 0,5621500X, r2 = 0,89), by increasing the level of “coast-cross” hay of the diet. For collared peccaries, only the digestibilty of neutral detergent fiber was not significantly affected by increasing levels of hay in the diet. For white-lipped peccaries, there was a linear decreasing, at the level of 5% of probability, on the digestibilities of dry matter (DDM = 85,707149 – 0,5611750X, r2 = 0,98), organic matter (DMO = 90,198750 - 0,5913750X, r2 = 0,99) and grass energy (DGE = 87,412401 - 0,48200X, r2 = 0,97) by increasing the contents of hay of the diet. That increasing also led to a linear response (P<0,05) of the digestibility of crude fiber (DCF = 44,478201 - 0,2614000, r2 = 0,75). There was just a not significantly tendency of a linear effect (P<0,10) by the increasing levels of hay on the digestibilities of neutral detergent fiber (DNDF = 76813752 - 0,0578751X, r2 = 0,46); acid detergent fiber (DADF = 40,241749 - 0,303275X, r2 = 0,72) and crude protein (DCP = 82,898164 – 0,0684433X, r2 = 0,36). Equations between parenthesis describe the effects of the treatments on the respective digestibilities, and the letter x̠ is the level of “coast cross” hay of the diet.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.