• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-145543
Documento
Autor
Nome completo
Milton Luiz Moreira Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1993
Orientador
Título em português
Resíduo de cervejaria úmido: formas de conservação e efeitos sobre parâmetros ruminais
Palavras-chave em português
FISIOLOGIA
LEVEDURA
MICROBIOLOGIA
NUTRIÇÃO ANIMAL
RESÍDUOS INDUSTRIAIS
RÚMEN
Resumo em português
Um primeiro trabalho, teve como objetivo avaliar os efeitos do aldeído fórmico (FOR), ácido fórmico (AF) e levedura de indústria cervejeira (LIC) sobre a conservação aeróbica do resíduo úmido de cervejaria (RUC). Os tratamentos, distribuídos em dois blocos e com comparação entre médias pelo teste de Duncan, foram: Trat. A – RUC; Trat B – 85% RUC + 15% LIC (p/p); Trat. C – RUC – 0,6% de formalina comercial (37% de FOR) e; Trat. D – RUC + 0,7% de mistura 2:1 de formalina comercial e ácido fórmico (v/v). O RUC foi armazenado em baldes plásticos de 6,5 litros de capacidade, em condições de temperatura ambiente, por 0, 3, 7 e 10 dias. A temperatura de superfície, pH da superfície (pH sup.), pH da sub-superfície (pH ssup.), carboidratos solúveis (CHO sol.), matéria seca (MS), nitrogênio total (N-total), nitrogênio amoniacal (N-NH3) e crescimento de fungos foram utilizados como parâmetros para avaliação das condições de conservação. A partir dos resultados obtidos conclui-se que, a conservação aeróbica do RUC não foi afetada significativamente pela inclusão da LIC mas, o aldeído fórmico e ácido fórmico melhoraram significativamente sua conservação quando considera-se a menor intensidade de crescimento de fungos, os menores valores médios de temperatura e pH da superfície e maior porcentagem de matéria seca nos tratamentos C e D. O segundo trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da utilização do aldeído fórmico (FOR) como conservante do resíduo de cervejaria úmido (RCU) sobre parâmetros fisiológicos e microbiológicos do rúmen. Em um delineamento quadrado latino 3 X 3, com diferenciação entre médias pelo teste de Duncan (P < 0,05), foram comparados três tratamentos. As rações experimentais, fornecidas “ad libitum” para três bovinos, fêmeas, equipados com cânulas no rúmen, foram: Trat. A – silagem de sorgo 60% + concentrado 1 – 40%; Trat. B – silagem de sorgo 60% + concentrado 2 – 25% + RCU 15%; Trat. C – silagem de sorgo 60% + concentrado 2 – 25% + RCU tratado com 0,52% de formalina comercial (37% de FOR) 15%. As rações isocalóricas e isonitrogenadas, apresentaram 13% de P.B., 68,0 de N.D.T. e 25,0% de F.D.A. O consumo de matéria seca como uma porcentagem do peso vivo foi significativamente menor (P< 0,05) no tratamento C (2,05%) em relação ao tratamento A (2,39%) enquanto que esta diferença não se verificou em relação aos tratamentos aos tratamentos A e B. Os três tratamentos diferiram significativamente (P < 0,05) entre si em relação ao pH ruminal (Trat. A = 6,54; Trat. B = 6,61 e Trat. C = 6,74) e concentração de ácido butírico (Trat. A = 1,28 mmol/dl; Trat. B = 0,97 mmol/dl e Trat. C = 0,72 mmol/dl). A concentração de ácido acético foi significativamente menor no tratamento C (P < 0,05) em relação aos tratamentos A e B. Os demais parâmetros ruminais estudados (nitrogênio amoniacal, taxa de passagem fluido, contagem total de protozoários e desaparecimento in situ da casca de soja) não foram afetados de forma significativa pelos tratamentos. Pode-se concluir que a utilização do aldeído fórmico para conservação do R.U.C. afeta negativamente a fermentação ruminal com possíveis prejuízos para o desempenho animal.
Título em inglês
Wet brewers grains: conservation and effects on ruminal fermentation
Resumo em inglês
The objective of first trial was to determine the influence of formaldehyde (FOR), formic acid (FA) and brewers yeast slurry (BYS) on the aerobic stability of wet brewers grains (WBG), in the following combinations of the treatment: - WBG; - 85% WBG = 15% BYS (w/w); - WBG + 0,6% formalin (37% formaldehyde); - WBG + 0,7% a mix 2:1 of formalin and formic acid (v/v). For aerobic storage, the WBG was compacted in plastic pails and exposed to air at room temperature for 0, 3, 7 and 10 days. The sample were taken from the surface (0-12 cm) and subsurface (12-24 cm) to measure temperature and pH, and samples from the whole content were taken to determine for water soluble carbohydrate (WSC), dry matter (DM), total nitrogen (total-N), ammoniacal-nitrogen (N-NH3). Fungi growth was also monitored. Results from this study indicate that the aerobic stability of the WBG is not affected significantly by the inclusion of BYS but, the inclusion of formaldehyde and mix formaldehyde-formic acid improved the aerobic stability when were considering the low fungi growth, low surface temperature and pH; high dry matter for the treatments C and D were taken into account. The objective of the second trial was to determine the influence of formaldehyde treated WBG (0,19% DM) on the physiological and microbiological parameters in the rumen. Three rumen-fistulated, non-lactating dairy cows, were used in a 3 X 3 Latin Square design the three experimental diets, on a dry matter basis, were: - A) 60% sorghum silage + 40% concentrate 1; - B) 60% sorghum silage + 25% concentrate 2 + 15% WBG; - C) 60% sorghum silage + 25% concentrate 2 + 15% WBG with 052% of formalin (37% formaldehyde). Dry matter intake, as percentage of live weight, was significantly low (P < 0,05) in the treatment C (2,05%) in comparison with the treatment A (2,39%), while a treatments A and B there were no differences in dry matter intake. The ruminal pH differed between the three treatments with the higher value for the treatment C (6,74) followed by treatments B (6,61) and A (6,54) and also, the butyric acid concentration was different for the treatments (A = 1,28 mmol/dl; B = 0,97 mmol/dl; C = 0,72 mmol/dl). The acetic acid concentration was significative lower in the treatments C (P < 0,05) than in treatments A and B. The other ruminal parameters studied (amoniacal-nitrogen, ruminal fluid dilution rate, total protozoa counting and “in situ” insoluble degradation of soybean hull) weren´t affected significantly by the different treatments. It may be possible to conclude that the utilization of formic formaldehyde for the R.U.C. conservation affects negatively the ruminal fermentation with possible damages for the animal performance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.